SEPARAÇÃO DA ALMA E DO CORPO (questões 154 a 162-LE)

Não há dor para a alma quando se soltam os laços que a prendem ao corpo. O desprendimento do períspirito é realizado gradualmente, variando em razão do quantum de desprendimento material do desencarnante : as almas mais evoluídas se desprendem mais rapidamente, qual pássaro que deixa a gaiola e voa para o céu; nas almas apegadas à matéria, os laços demoram mais a se desfazerem. Isso é cristalino de entender. A experiência vem demonstrando que almas há que deixam o corpo físico, mesmo antes do desenlace, quando há alguma vida orgânica. Talvez isso seja difícil de crer, mas essa informação é bem clara na questão 156:”(...)O corpo é uma máquina que o coração faz mover. Existe, enquanto o coração faz circular o sangue em suas veias, e não tem necessidade da alma para isso. Algumas almas- evoluídas-, ainda presas à vida orgânica, vislumbram o plano espiritual e se esforçam para que ocorra o desprendimento. Isso lhes apraz. A chegada da alma ao mundo espiritual pode proporcionar alegria ou constrangimento, conforme haja praticado o bem ou conscientemente o mal, posto que lá estão muito mais Espíritos do que homens aqui na Terra. São frequentes os reencontros com parentes, amigos ou conhecidos, tanto quanto com inimigos, vindo todos, amigável ou negativamente, recepcionar aquele que chega... Mortes violentas (por acidentes, por decapitação etc.),promovem cessação da vida orgânica e podem promover separação perispiritual, simultaneamente, tanto quanto perda ou breve manutenção da consciência. Contudo, o desprendimento se dará com grande dificuldade em casos de morte violenta nos quais as forças vitais se mantêm por algum tempo.

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!