Se fosse um homem de bem teria morrido - (Fénelon - 1861) O Evangelho Segundo o Espiritismo.

   Dizeis, muitas vezes, ao falar de uma criatura cruel que escapa a um perigo: Se fosse um homem de bem, teria morrido. Pois bem, estais certos ao dizer isso, pois efetivamente, Deus concede frequentemente a um Espírito ainda jovem nos caminhos do progresso, uma prova mais longa que a um bom, que receberá, por recompensa, ao seu mérito, a favor de ter uma prova tão curta quanto possível. Deste modo, quando empregais este axioma, não duvideis de que estais cometendo uma blasfêmia. Se morrer um homem de bem, e do lado da sua casa está um homem malvado, logo dizeis: Seria melhor que tivesse morrido aquele. Estais enormemente enganados, pois aquele que parte terminou a sua tarefa, e o que ficou talvez nem a tenha começado. Porque, então, quereis que o mau não tenha tempo de terminá-la, e que o outro continue preso à gleba terrena? Que diríeis de um prisioneiro que, tendo cumprido o seu tempo, continuasse na prisão, enquanto se desse a liberdade àquele que não tinha esse direito? Ficai  sabendo, portanto, que a verdadeira liberdade está no desprendimento dos laços corporais, e que, enquanto estais sobre a Terra, estais cativos. Habituais a não censurar aquilo que não entendeis, e credes que Deus é justo em todas as coisas. Frequentemente, o que vos parece um mal é um bem. Mas vossas faculdades são tão limitadas, que o conjunto do grande todo escapa aos vossos sentidos obtusos. Esforçai-vos por superar, pelo pensamento, a vossa estreita esfera, e à medida que vos elevardes, a importância da vida material diminuirá aos vossos olhos, pois ela vos aparecerá apenas como um incidente, na infinita duração de vossa existência espiritual, a única verdadeira existência.

Exibições: 486

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Fatimahvioleta em 29 junho 2015 às 10:21

Sábias palavras...

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!