RECORDANDO A INFÂNCIA


Lembro com saudades da: amarelinha, pula corda, lenço atrás, as voltas no quarteirão, de bicicleta (emprestada é claro). A noite, as mães sentadas ao portão, conversando enquanto as crianças brincavam, outros tempos...
Hoje muita coisa mudou, algumas para pior, outras melhoraram, a vida é assim mesmo. Penso que o importante é vivermos cada momento, tentando fazer o melhor para o futuro. Preocupo-me, ao ver nossas crianças abreviando cada vez mais a “infância”. Será que nós os adultos não estamos contribuindo para isso?
Queremos que os nossos filhos e netos tenham o que não tivemos, nos esfalfamos no trabalho para lhes dar o melhor. Será que televisão, computador, tênis e roupas de marca, tantas outras coisas do mundo moderno, substituem pais ausentes? Os nossos com todos os seus erros e acertos estavam presentes. Infelizmente sabemos que são inúmeros os “órfãos” de pais vivos.
O importante é não desanimar, é fazer a nossa parte, cuidando dos pequeninos que estão a nossa volta, e a medida do possível dar a nossa contribuição para os que estão mais distantes, mas não menos necessitados.

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Denizar Ventura Regis em 4 julho 2011 às 14:03
Alva, eu, particularmente, tento aliar estas coisas que você citou: tecnologia, carinho, vivência, família, e, de certa forma, tenho conseguido algum êxito... mas não é fácil, não !!! (rsrsrs)
Um Abraço a você e família.
Comentário de Maria Alva Coelho Grijó em 4 julho 2011 às 11:05

Denizar, nada contra a tecnologia, os avanços da ciencia e tantos outros conhecimentos que evidenciam o progresso e evolução da humanidade. O ideal seria aliar a evolução da inteligencia, os valores morais, o carinho da familia, que fortalecem os laços e  nos ajudam a crescer, a evoluir. Nada pode deter o progresso, que faz parte do crescimento espiritual.

Um Abraço a voce e familia.     

Comentário de Denizar Ventura Regis em 4 julho 2011 às 8:49
Alva, tivemos o privilégio de vivermos estes momentos preciosos (mágicos!) na nossa infância... Contudo as gerações se sucedem, e percebo que os Espíritos que reencarnam agora já vêm com os conhecimentos embutidos destas novas tecnologias, principalmente o computador que incorporam desde a mais tenra idade. Acho que isto faz parte da evolução da espécie e, quiçá, na próxima existência nós também viremos com novos conhecimentos!

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!