Senhor!

Perante os que se vão sob nuvens de pó e rajadas de vento, dá-me o dom de sentir no próprio coração a chaga e o sofrimento que carregam consigo por fardos de aflição…

Faze, Divino Amigo, ante a dor que os invade, que eu lhes seja migalha de conforto na travessia da necessidade.

Agradeço-te os olhos que me deste, espelhos claros com que me permites fitar fontes e flores ante o céu sem limites…

Mas rogo-te, Senhor, ajuda-me a estender a luz em que me elevas cooperando contigo, embora humildemente, no socorro constante aos que jazem nas trevas.

Rendo-te graças pela minha voz que te pode louvar e engrandecer-te sem qualquer barreira de inibição, de forma, de lugar…

Entretanto, Jesus, aspiro a estar contigo, em singela tarefa que me dês no apostolado com que recuperas nossos irmãos atados à mudez.

Agradeço os ouvidos em que o discernimento se me apura ao escutar o verbo e a música da vida na ascensão à cultura.

Consente-me, porém, o privilégio de repartir o amor com que me assistes revigorando a quantos se fizeram retardados ou tristes.

Agradeço-te as mãos que me cedeste para dar-me ao trabalho que te peço na atividade do cotidiano em demanda ao progresso.

Aprova-me, no entanto, o propósito ardente de partilhar contigo o serviço fecundo com que amparas a todos os enfermos que vivem sob a inércia entre as provas do mundo!

Agradeço-te o lar que me descansa no calor da ternura em que me aqueço, meu veludoso ninho de esperança, meu tesouro sem preço…

Mas deixa-me seguir-te, lado a lado, no concurso espontâneo, dia a dia, a fim de que haja abrigo a todos os que passam suportando sem teto a chuva e a noite fria!

Rendo-te graças, incessantemente, por tudo o que, em teu nome, o caminho me traz, – A compreensão, a luz, o estímulo, o consolo, o apoio, a diretriz, a experiência, a paz…

Não me largues, porém, no exclusivismo vão de tudo o que me dês, ajuda-me, Senhor, a dividir também com os outros que te esperam a mensagem de fé e a presença de amor!

 

Do cap. 14 do livro Na Era do Espírito, de autoria de Francisco Cândido Xavier, J. Herculano Pires e Espíritos diversos. Maria Dolores

 

Exibições: 44

Tags: -, Dolores, F.C.Xavier, Jesus, Maria, petição

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!