PESSOAS que NÃO MAIS Reencarnarão na Terra e POR QUÊ ?

Allan Kardec, abordando a questão da geração nova, em A Gênese, diz para que os homens sejam felizes na Terra, é preciso que somente a povoem Espíritos bons, encarnados e desencarnados, que só se dediquem ao bem.

Havendo chegado o tempo, grande emigração se verifica neste momento entre os que a habitam: a dos que praticam o mal pelo mal, ainda não tocados pelo sentimento do bem, os quais, já não sendo dignos do planeta transformado, serão excluídos, visto que, se assim não fosse, lhe ocasionariam de novo perturbação e confusão e constituiriam obstáculo ao progresso. Irão expiar o endurecimento de seus corações, uns em mundos inferiores, outros em raças terrestres ainda atrasadas, equivalentes a mundos inferiores, aos quais levarão os conhecimentos que hajam adquirido, tendo por missão fazê-las avançar. Serão substituídos por Espíritos melhores, que farão reinarem em seu seio a justiça, a paz e a fraternidade.

No dizer dos Espíritos, a Terra não deverá transformar-se por meio de um cataclismo que aniquile de súbito uma geração. A atual desaparecerá gradualmente e a nova lhe sucederá do mesmo modo, sem que haja mudança alguma na ordem natural das coisas.

Tudo, pois, se processará exteriormente, como de costume, mas com uma única e capital diferença: uma parte dos Espíritos que encarnavam na Terra, aí não mais tornarão a encarnar. Em cada criança que nascer, em vez de um Espírito atrasado e inclinado ao mal, que antes nela encarnaria, virá um Espírito mais adiantado e propenso ao bem.

 

Trata-se, pois, muito menos de uma nova geração corpórea, do que de uma nova geração de Espíritos. Sem dúvida, é neste sentido que Jesus entendia as coisas, quando declarava: “Digo-vos, em verdade, que esta geração não passará sem que estes fatos tenham ocorrido”. Assim, os que esperam ver a transformação operar-se efeitos sobrenaturais e maravilhosos ficarão bastante decepcionados.
A época atual é de transição; os elementos das duas gerações se confundem. Colocados no ponto intermediário, assistimos à partida de uma e à chegada da outra, já se assinalando cada uma, no mundo, pelas características que lhes são peculiares.

As duas gerações que se sucedem têm ideias e pontos de vista opostos. Pela natureza das disposições morais e, sobretudo, das disposições intuitivas e inatas, torna-se fácil distinguir a qual das duas pertence cada indivíduo. Cabendo-lhe fundar a era do progresso moral, a nova geração se distingue por inteligência e razão geralmente precoces, aliadas ao sentimento inato do bem e a crenças espiritualistas, o que constitui sinal indubitável de certo grau de adiantamento anterior. Não se comporá de Espíritos eminentemente superiores, mas dos que, já tendo progredido, se acham predispostos a assimilar todas as ideias progressistas e estejam aptos a secundar o movimento de regeneração.

Ao contrário, o que distingue os Espíritos atrasados é, em primeiro lugar, a revolta contra Deus, por se recusarem a reconhecer um poder superior aos poderes humanos; a propensão instintiva para as paixões degradantes, para os sentimentos anti-fraternos de egoísmo, de orgulho, de inveja, de ciúme; enfim, o apego a tudo o que é material: a sensualidade, a cupidez, a avareza

Exibições: 158052

Tags: ?, MAIS, NÃO, PESSOAS, POR, QUÊ, Reencarnarão, Terra, e, na, Mais...que

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de José Ramiro do Nascimento em 21 outubro 2016 às 8:04
Temos muito que aprender sobre o espiritismo,estamo começando a praticalo temos muito que aprender...
Comentário de Maria Margarida Saraiva Ferrão em 2 outubro 2016 às 20:50
Todos nós abitantes deste planeta tivemos a mesma oportunidade, quem aproveitou e aprendeu com Jesus a vivenciar a fraternidade e o amor, pode ser que permaneçam na terra, mas se não alcançou moralidade, vai auxiliar em outro, e aprender mais para quem sabe voltar a terra.
Comentário de Magali Lobo de França em 23 agosto 2016 às 13:49
Obrigada pelos esclarecimentos, embora aparentemente diferente, o bem é a maioria, e assim será no nosso planeta de regeneração. Quem viver verá. O mal é cansativamente divulgado para justamente dar impressão do contrário. Paz e Luz!!
Comentário de Nizomar Sampaio Barros em 19 agosto 2016 às 21:43

Sinto discordar. Não tem como não haver destruição, para que, pela dor, possa haver a edificação de uma nova sociedade planetária. Essa renovação não pode mais ser feita passo a passo, pois não há mais correspondência psicológica no seio da humanidade.

Não vejo de forma alguma qualquer avanço do Bem na civilização. Vejo progresso material e científico, mas isto, isoladamente, não é evolução. Vejo o Mal lançando inexoravelmente seus tentáculos insidiosos sobre grande parcela da humanidade. Poupo-me do trabalho de enumerar as causas, porque as evidências são enormes. Nossa civilização é epicurista e materialista.

A psicosfera fortemente intoxicada pela Mal, seguindo uma lei natural não pode atrair Espíritos adiantados, que, não tendo carma imediato, aqui não encontrariam condições adequadas às suas evoluções. Esses Espíritos aguardam o momento certo para encarnarem e, até onde eu sei, ainda não é agora.

Tudo é analógico na natureza. Quando uma grande operação de mudança deve ser feita, o ambiente deve passar primeira por uma operação de limpeza e retificação. Assim é na lavoura e assim também no curso da espiritualidade.

Militando em diversas sendas, Espíritos corajosos, cujos carmas os elevaram à condição de discípulos em prova, emprestam suas forças aos poucos e corajosos braços que em silêncio lutam para evitar que as Trevas obtenham uma vitória total neste final de ciclo.  

Kardec não contrariou Jesus ou qualquer outro profeta bíblico ou não bíblicos que vaticinaram  a destruição que está por vir. Referiu-se o mestre às renovações pontuais que se processam nos pequenos ciclos evolutivos existentes dentro do Plano do Logos.

Comentário de marcia leonides lima loureiro em 12 agosto 2016 às 23:18

A terra determinando quem vai habita-la de modo a contribuir com o progresso espiritual. Magnífico! Gratidão Mestre!

Comentário de nilza reis ribeiro de paiva melo em 12 agosto 2016 às 14:32

Bas tante esclarecedor. Obrigada.

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!