De acordo com o escritor espírita José Queid Tufaile Huaixan, "as cirurgias espirituais seriam intervenções cirúrgicas feitas no perispírito por médicos desencarnados, sem cortes no corpo material, tendo em vista restabelecer a saúde física de pacientes enfermos..."

 


Kardec define o perispírito como um intermediário entre o espírito e a matéria. Para ele, o espírito possui um "envoltório fluídico, semi-material, extraído do fluido cósmico universal modificado;é o perispírito. torna-se assim o espírito apto a atuar sobre a matéria tangível e todos os fluidos imponderáveis. O perispírito também serve de veículo ao pensamento, transmitindo ordem de movimento ao corpo, como também levando ao espírito as sensações que os agentes exteriores produzam".

 

Se as interveñções cirúrgicas espirituais atuam no perispírito, fica então a pergunta: De que maneira elas podem afetar positivamente as condições de saúde do corpo material?

 

 

Exibições: 437

Tags: Cirurgias, espirituais, perispírito

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de claudie lopes em 26 maio 2011 às 22:51

Evaldo, Patréicia, MUUUUUIto grata pela colabor~ção. Vcs só fizeram enriquecer ainda mais nossa discussão.

Vou pensar a respeito de tudo que foi dito.

Um grande abraço!

Comentário de evaldo berwig em 26 maio 2011 às 12:43

Amigos,

Observo que no trecho que eu trouxe da Patrícia, os grifos são meus.

Para um melhor entendimento, vale a pena ler o artigo O Espírito de Verdade na íntegra.

Obrigado, Evaldo

 

Comentário de evaldo berwig em 26 maio 2011 às 12:34

Amigos,

 

Para reflexão, trago o último trecho da mensagem de Patrícia aqui neste blog:

 

Mas à medida em que os dias passam, o mundo evolui e a espiritualidade é quem nos proporciona que o conhecimento que nos chega seja cada vez mais amplo. Só com abrangência de visão, só crendo que a Misericórdia é interminável, entenderemos que Jesus deixou dito que, no final dos tempos, haveria quem fizesse mais do que Ele fez.

 

E coloco para leitura um trecho do artigo postado por Isabel, no blog:

http://www.espiritbook.com.br/profiles/blogs/advento-do-espirito-da...

 

ESPÍRITO DE VERDADE

Bordeaux, 1861

            7 – Eu sou o grande médico das almas, e venho trazer-vos o remédio que vos deve curar. Os débeis, os sofredores e os enfermos são os meus filhos prediletos, e venho salvá-los. Vinde, pois, a mim, todos vós que sofreis e que estais carregados, e sereis aliviados e consolados. Não procureis alhures a força e a consolação, porque o mundo é impotente para dá-las. Deus dirige aos vossos corações um apelo supremo através do Espiritismo: escutai-o. Que a impiedade, a mentira, o erro, a incredulidade, sejam extirpados de vossas almas doloridas. São esses os monstros que sugam o mais puro do vosso sangue, e vos produzem chagas quase sempre mortais. Que no futuro, humildes e submissos ao Criador, pratiqueis sua divina lei. Amai e orai. Sede dócil aos Espíritos do Senhor. Invocai-o do fundo do coração. Então, Ele vos enviará o seu Filho bem-amado, para vos instruir e vos dizer estas boas palavras: “Eis-me aqui; venho a vós, porque me chamastes!

 

 

Reproduzo aqui um comentário meu referente à elevação da consciência espiritual:

http://www.espiritbook.com.br/profiles/blogs/advento-do-espirito-da...

Convido os amigos para reflexão. Comentários, dúvidas ou questionamentos serão bem vindos. 

Abraços, Evaldo

 

Segue Comentário de evaldo berwig 1 dia atrás

Amigos,

O corpo humano é um santuário habitado por uma alma imortal. O ser humano recém-nascido traz consigo o mistério do Advento, como ensinou São Paulo:

“Vocês não sabem que são templos de Deus, e que o Espírito de Deus (Atma) habita em vocês? Se alguém destrói o templo de Deus, então Deus (a Lei do Carma e do Eterno Equilíbrio) o destruirá. Pois o templo de Deus é santo, e esse templo são vocês”. (1 Coríntios, 3: 16-17)

Portanto, nós somos o templo de Deus, e Deus habita em nós. O Espírito de Deus que habita em nós é Atma, e a alma espiritual em cada um de nós é Buddhi, a consciência crística, o Espírito de Verdade.

É o fortalecendo a ponte entre a alma mortal e a alma imortal, cujo nome sânscrito é antahkarana que despertamos o princípio divino, o Espírito de Verdade que habita em cada um de nós.

A figura de Jesus Cristo simboliza a alma espiritual, Buddhi, presente em cada ser humano. O Deus-Pai que está nos céus é Atma, o princípio supremo do qual Jesus – a alma imortal – é um veículo e um instrumento.

Seguir o caminho de Cristo é seguir o caminho do autoconhecimento, elevando a consciência e buscando a energia divina dentro de nós.

Abraços, Evaldo

 

Link direto para ler o texto completo:

http://filosofiaesoterica.com/ler.php?id=142

Comentário de Inacio Queiroz em 26 maio 2011 às 11:47

Obrigado pela benção.

É verdade, contam que Einstein só conseguiu renovar a física porque revisou a opinião das grandes referências da época (Newton, Maxwell, Galileu e outros) e abordou tudo a partir da sua própria vivência e idéias.

Vc está corretíssima. Mas o caminho foi examiná-las e entendê-las.

Fazer delas um fator de crescimento pessoal.

Um abração e obrigado por seu carinho.

Comentário de Patricia Neme em 26 maio 2011 às 0:08

Sabe, Inácio,

o que muito me assusta, é que por muitas vezes nos atemos a "grandes referências", em detrimento do que vivenciamos.

E me pergunto qual a medida do grande.

Muitos procuram explanações científicas, esotéricas, transcendentes... Quando o segredo reside na simplicidade, no ser ou não ser, sem complicadas elucubrações, tão próprias da mente humana.

Que o Senhor lhe abençoe e guarde.

 

Paz em Deus.

 

Comentário de claudie lopes em 25 maio 2011 às 20:36

Também penso assim, Fernando... O que se recebe, como dons ou os vários tipos de mediunidade, são sempre instrumentos que o Pai nos dá para que os façamos multiplicar no uso comum ao nosso próximo, e com isso diminuirmos nossos débitos...

Na verdade, Ele nos "empresta" meios para irmos amortizando nossa conta cármica...

Não são objeto de orgulho, especulação e auto-promoção. Senão, em vez de diminuir, nossa conta vai aumentar... Abraços.

Comentário de Fernando Antonio da Silva em 25 maio 2011 às 16:18

Durante alguns anos trabalhei no Grupo Socorrista de São Paulo, passei por cirurgias espirituais - uma esperiência fantástica, e assisti muitos casos de cura, mas também casos em que o paciente não se recuperou. Acredito que com fé e merecimento, as possibilidades de cura são existem.

Há estudos desenvolvidos nos EUA que comprovam que o impacto positivo da oração na recuperação de enfermos. Bem, exceção feita aos "mediuns" que se aproveitam da fé das pessoas para cobrare nada oferecem em troca.

Lembrando da máxima: "que recebe de graça dá de graça".

Comentário de Inacio Queiroz em 25 maio 2011 às 12:21

Estive meditando sobre esta questão (quero entender os porquês).

Se as cirurgias ajudam a tantos, como vemos nos depoimentos, por que tanto receio das nossas referências?

Se pensarmos no Espiritismo como uma logomarca, ela precisa da mesma proteção que cerca toda marca.

Se alguém do Banco X nos atende mal ou complica meu crédito, nós passamos a maldizer tal banco.

A marca foi comprometida.

Vamos supor que somos 2 milhões de trabalhadores no Brasil entre espíritas e espiritualistas. (Deve ser bem mais).

Desses, 500 mil se dedicam a algum tipo de cura. Se 1 mil deles conseguirem fenômenos reais, já é um grande número. Deve ser bem menos, se compararmos a quantidade de nomes que conhecemos.

Mas... temos nesse meio ao menos 0,1% de psicóticos, alucinados e fanáticos, em vários graus (chutando bem baixo). Todo grupo social tem.

Sobre 500 mil, são 500 pessoas. São pessoas que irão atuar sem qualquer controle médico, sem regulamentação legal, apoiadas apenas na fé da pessoa que entra no Centro.

Se 5 dessas pessoas realizarem atos verdadeiramente escandalosos em nome da cura espiritual, que efeito isso tem sobre todo o movimento?

E, sabemos, mesmo médiuns altamente experimentados passam por períodos de suspensão da mediunidade. Caso famoso foi Eusápia Paladino. E eu sei que tem ao menos 1 processo correndo contra um dos médiuns de Fritz que teria traumatizado a coluna de um serralheiro, Sr. Guilherme Moreira. Basta pesquisar na internet.

Talvez, por estas projeções, haja tanto receio por parte do Chico, Raul, Divaldo e outros. Se eles passam a apoiar abertamente as cirurgias, estes números triplicam facilmente.

E isto poderia comprometer o verdadeiro grande objetivo do Espiritismo que é libertar consciências através da nova revelação.

Se o mesmo efeito pode ser alcançado através do merecimento do paciente com um médico, fluidoterapia, passes, orações e cirurgias astrais, talvez seja coerente preservar o movimento e deixar que os espiritualistas atuem nesse campo.

Como sou espiritualista, estamos junto !!!

Beijos ...

Comentário de Inacio Queiroz em 25 maio 2011 às 11:41

Realmente, amei esta frase do seu benfeitor, Mário.

Vou guardá-la com carinho.

Comentário de Marta Valéria em 25 maio 2011 às 8:59

Olá amigos que conversa bacana!

 

Queirda Patrícia, o que o Inácio nos propõe com as suas "pesquisas" é para sempre procurarmos não vivenciar "a fé cega", por tudo aquilo que temos em nosso coração como presentes que adquirimos pela fé. Penso, que isso é um passo importante para a nossa caminhada de libertação da nossa consciência. Isso também é cura.

Falamos de tais princípios, e sitamos alguns colaboradores espíritas, pois temos essa vivência em nossa Casa Fraterna também. Temos uma boa sessão de cura com Passes, Cromoterapía, Reiki, Macas de Energização, Psicólogos e etc. O que os dirigentes da (nossa) casa nos advertem, é  que não devemos criar nos "pacientes" o vínculo de dependência na fé, naquilo que é oculto e/ou milagroso e que, devemos procurar incentivar os  estudos (para alimentar a mente com bons hábitos) e o estímulo para uma vida saúdável. Por que eu digo isso, porque já tivemos, em nossa casa,  "diversos" casos de pessoas que querem uma "cirurgia espiritual" mas não querem "mudar em si mesmas" uma fagulha de sua postura (moral e mental). Por isso falamos aqui, que a cura, as vezes não é cura, mas um tempo dado pela misericórdia pra que a gente "mude" as nossas posturas. Ai trago as suas próprias palavras : "Sei que  o remendo pode não significar o fim daquela passagem cármica; mas porque não posso ter o absoluto, não tenho sua fração?"  Isso é lindo !!! Já parou para pensar que estamos na Terra vivendo essa fração.... Obrigada querida pelo seu importante relato. Penso que todos nós já conseguimos, em algum lugar, partes  dessa  fração ....Eu, você e todos que estão nesse bate papo somos vitoriosos, não somos ? Cada um sabe pelo que já passou ...

 

Ao querido Mário, eu destaco a frase do seu benfeitor, que pra mim é tudo de bom : "Eu não desejo que você se preocupe com a cura mas que você aprenda a atender aos necessitados como se estivessem no sofá da sua casa." Vou levar isso comigo ...

 

Deixo para todos um recadinho da minha filhotinha .... este "curumim"  está na minha vida, também, como um dos instrumentos para a minha cura ...!

 

 

 

 

 

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!