Pela crença em nada, o Homem concetra todos os seu pensamentos, forçosamente, na vida presente.

Logicamente não se explicaria a preocupação de um futuro que não se espera.

Esta preocupação exclusiva do presente conduz o Homem a pensar em si, de preferência a tudo: é, pois, o mais poderoso estimulo ao egoísmo, e o incrédulo é consequente quando chega á seguinte conclusão: Gozemos enqaunto aqui estamos; gozemos o mais possivel, pois que conosco tudo se acaba; gozemos depressa, porque não sabemos quanto tempo existiremos.

Ainda consequente é esta outra conclusão, aliás mais grave para a sociedade: Gozemos apesar de tudo, gozemos de qualquer modo, cada qual por si; a felicidade neste mundo é do mais astuto.

E se o respeito humano contém a alguns seres, que freio haverá para os que nada temem? Acreditam estes últimos que as leis humanas não atigem senáo os ineptose assim empregam todo o seu engenho no melhor meio de a elas se esquivarem.

Se há doutrina insensata e anti-social, é, seguramente, o niilismo que rompe os verdadeiros laços de soladariedade e fraternidade, em que se fundam as relações sociais.

Exibições: 40

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2022   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!