É impressionante a quantidade de pessoas que estão presas no sentimento de culpa pelos erros que cometeram. Essas almas vivem tristes, se punindo pelo que já passou e obcecadas pela perfeição, pelo medo de errar. Esse comportamento caracteriza uma auto-obsessão. É quando uma parte da pessoa (uma faceta de sua psique) a culpa, condena e pune, dizendo para ela mesma que não merece ser feliz.

Muitas pessoas são guiadas pela crença de que não merecem ser felizes. E, de fato, acabam não sendo, pois não se permitem. Atraem para si próprias situações que geram infelicidade. Atraem acidentes, traições, perdas financeiras, doenças, entre outros males. Até quando?

Atraem essas situações geradoras de infelicidade até perceberem que estão fazendo isso e se perdoarem. O perdão liberta a alma. Mas é o perdão verdadeiro que é libertador. E não o perdão falso, da boca para fora. Uma pessoa é capaz de se perdoar quando percebe que errou e aceita o erro, prometendo para si mesma que irá compensá-lo. Sempre existe uma nova chance de acertar, uma nova oportunidade de consertar o que está errado, mesmo que isso se estenda para as próximas encarnações.

Não se pode cultivar o fatalismo, a idéia de que um erro não tem perdão ou conserto. Claro que tem. Pode não ser exatamente do jeito como gostaríamos, mas sempre há uma chance de fazer o bem e construir créditos espirituais. Sim, isso mesmo. Os créditos geram benefícios para nós mesmos e para nossos semelhantes. Os créditos são boas ações que levam a uma vida melhor.

Exemplos de boas ações não faltam: estar feliz é uma boa ação, pois gera energia leve, de luz para o ambiente e para as pessoas. Uma pessoa que se sente culpada não pode estar feliz e não irá gerar energia boa para o ambiente. Levar uma mensagem de paz para quem está em guerra é uma boa ação, pois cura não só as pessoas como também o planeta.

Cuidar da natureza não jogando lixo nas ruas, não poluindo mais o planeta, é outra boa ação geradora de créditos. Cuidar de si mesmo para ficar em bom astral, tendo bons pensamentos é também outra boa ação, geradora de créditos.

Quanto mais créditos as pessoas acumulam, mais elas e o próprio planeta Terra evoluem. E o Universo também evolui porque tudo é energia, tudo é conectado.

Todos nós erramos. Isso é inevitável. A diferença entre o sábio e o doente é que o sábio se perdoa e aprende com os erros, enquanto o doente gasta anos de sua vida se culpando e gerando energia negativa para o ambiente. São posturas comportamentais opostas. O sábio gera saúde e aprendizado, gera créditos para si mesmo e para o planeta, enquanto o doente gera mais e mais energia negativa, poluindo ainda mais o ambiente com sua culpa. O que queremos para nós: mais saúde ou mais doença?

Se erramos com o planeta, agora vamos consertar. É isso o que a evolução espera de nós.

Paz, amor e perdão para todos!

Valéria Centeville-Terapeuta Espiritual
www.terapiadevidaspassadas.com

Exibições: 96

Tags: culpa, de, espiritual, espiritualidade, passadas, perdão, terapia, vidas

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Josiane Puziski Madeira em 28 fevereiro 2014 às 5:43
Lindo e muito sábio. Sabe o que eu vejo: uma disputa inútil entre nós. Quando alguém comete algo errado é julgado e condenado e desprezado por nós que para se dar a esse "luxo" deveriamos no mínimo sermos perfeitos, e não somos. Creio que podemos condenar o erro, mas não desprezar a pessoa que o cometeu, pois se ela cometeu é porque estava fora da luz e precisaria de palavras de direcionamento e não motivos para se perder ainda mais na ilusão e confusão mental.
E as vezes fico pensando: MAS não seria tamanha hipocrisia da nossa parte "detonar" un ser humano porque errou sendo que nós também ao longo de nossa vida já cometemos inúmeros erros???? E q foram necessários ao nosso aprendizado e crescimento espiritual.
Então percebo uma disputa inutil.
Podem ser erros diferentes, mas não deixam de ser erros. Não fazem ninguém melhor ou pior que o outro. Na verdade nos colocam no nível de igualdade.
EU me assusto com tanta coisa errada e absurdas que a TV nos mostra, não concordo, mas vejo aquele ser que práticou como alguém extremamente necessitado de oracão e ajuda para direcionar-se pelos caminhos da luz, que inevitavelmente qualquer um de nós se desviará, se não estiver atento e buscar o alimento espiritual diário que é a oracão.
Creio que estamos no mesmo barco.
Que somos todos imperfeitos.
Que todos merecem o perdão e o direito de recomecar.
Que ninguém émelhor que ninguém.
Caminhamos todos no processo evolutivo de progressão.
Que Deus abencõe e ilumine a todos nós! :-)
Tem uma frase muito Linda, creio q é de Bezerra de Menezes, me corrigem se estiver enganada;
"Você tem todo o direito de não perdoar, desde que você não erre"

;-)
Paz e luz!

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!