A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Dentre os recortes de curiosidades doutrinárias do meu arquivo de além-túmulo, peço vênia para entregar-lhes a página que, sinceramente,não sei quem escreveu. Amarelecido no papel que há muito tempo guardo, espero que o referido panfleto chegue às mãos de quem necessite lê-lo:
“... O DONO DO CENTRO é aquele que carrega as chaves da instituição no bolso; trata os companheiros de ideal como serviçais; não presta contas nem ao seu tesoureiro; ele mesmo lavra as atas de sua reeleição para o cargo em que pretende eternizar-se; faz e desfaz em nome dos GUIAS; nunca é visto de vassoura na mão; admite quem quer ao serviço mediúnico; nas raras vezes que convoca uma reunião, além de não avisar todo mundo, a ela comparece por mera formalidade; trata de desaparecer com quem esteja aparecendo mais do que ele; quase sempre é o que menos estuda e o que julga saber mais; não apoia movimentos relacionados a mocidade espírita; acredita-se dispensado de receber passes; impõe à casa o seu ritmo e imprime à ela sua cara ou carantonha...
O DONO DO CENTRO tem pavor de idéias inovadoras; alergia ao movimento unificacionista; acredita-se dispensado de dar exemplos de pontualidade, visto que as reuniões nunca devem começar nem terminar sem sua presença; à biblioteca, não admite obras que lhe contrarie o pensamento; expressa-se habitualmente na primeira pessoa do singular: “meu” Centro ; sorri pouco para manter a distância quem dele deseja se aproximar; o único jogo de cintura que se permite é num salão de danças, assim mesmo vez ou outra; está cheio de problemas, mas mantém as aparências, estorcega-se, mas não dá o braço a torcer na opinião que sustenta; “incorpora” o espírito de um senhor feudal que hora alguma se ausenta do trono e... não aceita doutrinação; escuta e enxerga apenas o que lhe é conveniente; dá pão e sopa aos pobres e prestígio e lugar aos ricos...
O DONO DO CENTRO, em suma, é um sujeito algo DESCENTRADO do Evangelho e...
Virando a página, terminando de ler o texto que transcrevo, achei melhor parar por aqui, pois, caso continuasse, acabaria por reproduzir o retrato-falado de um “dono” de Centro que conheço e, aos quase 80 anos, ainda não abdicou...

Ramiro Gama / Carlos A. Baccelli – Lindos Casos de Além-Túmulo

 

Exibições: 48

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!