Um dos mais fortes argumentos que se ouve no púlpito das Igrejas e das emissoras de TVs, por muitas seitas religiosas, principalmente as protestantes – com todo respeito a todas, pois isto é um dever dentro da doutrina que me orienta (kardecista), que respeitar a fé alheia é caridade, é de que estamos no “Fim dos Tempos”. Baseados em errôneas interpretações bíblicas, dos textos evangélicos (Mt. 24:1-14 e Lc. 21:5-36) que falam de um fim anunciado por Guerras, Fome e Desastres naturais, entre outras coisas mais, pregam o caos para fortalecer suas doutrinas e convencer as pessoas a se tornarem adeptos. Pois bem!

Onde está esse caos que tanto é pregado? Se for no fim que se fará mais atuante onde está mesmo a força do mal para que veja esse fim? O que tenho visto, graças a deus, é exatamente o contrario, é um tempo de entendimento mutuo, de amizades e de ideias copartilhadas, frutos de experiências trocadas em razão de uma cada vez mais facilitada movimentação humana e de instrumentos de comunicações cada vez mais aperfeiçoados, capitaneados pela internet. Se não vejamos:

1)     GUERRAS - Vivemos com a maior parte absoluta do planeta em completa harmonia; e onde impera as exceções, nem de longe se devem comparar as guerras de outros tempos, com suas pilhagens, escravidão e assassinatos indiscriminados. Os governos atuais, por mais fortes e autoritários que sejam, sempre se sujeitam, ou pelo menos são tolhidos, as regras internacionais que hoje possuem grandes instrumentos de defesa da pessoa humana; entre os quais o Tratado de São José*, por exemplo:

CONVENÇÃO AMERICANA DE DIREITOS HUMANOS (1969)*

(PACTO DE SAN JOSÉ DA COSTA RICA)

Art. 1º, n. 2. Para os efeitos desta Convenção, pessoa é todo ser humano.

Art. 3º. Toda pessoa tem direito ao reconhecimento de sua personalidade jurídica.

Art. 4º, n. 1. Toda pessoa tem o direito de que se respeite sua vida. Esse direito deve ser protegido pela lei e, em geral, desde o momento da concepção. Ninguém pode ser privado da vida arbitrariamente.

O que vemos nesse pacto é a união de nações em defesa da vida, e não o contrario quando se uniam para dominar e dividir o despojo. Amiúde vemos tiranos respondendo por seus crimes ante o tribunal de Haia, tribunal competente para o juízo dos crimes de guerra.

2)     FOME - É bem verdade que a fome ainda é um grande mal a ser aniquilado da face da terra, agora dizer que é um fenômeno novo ou que se agigantou nos dias de hoje é de uma estupidez absurda, isso mesmo ‘estupidez’; não é falta de informação, uma vez que a história de José, narrada na própria bíblia, se baseia em sua capacidade de combater uma grande fome. Também é verdade que uma grande parte dos famintos de hoje sofrem por pura inércia. A grande maioria dos famintos atuais poderia evitar tal sofrimento com simples movimentações pessoais.

A produção de alimentos no mundo, com o apoio maciço da ciência e tecnologia, batem recordes históricos.

 

3)      DESASTRES NATURAIS - O que chamam de “desastres naturais” como terremotos, erupções, tsunamis e furacões, são acontecimentos corriqueiros desde a formação da terra, e nada mais são que simples transformações naturais do planeta das quais a sobrevivência da raça humana depende; nesse sentido, vemos que o que custa a vida de uns, é para o bem geral de todos.

 

4)     DEVASSIDÃO1 (prostituição, homossexualismo e todo tipo de libertinagem) – A prostituição apenas é mais visível nos dias hoje porque têm sobre si as lentes da imprensa que divulga positivamente os movimentos de defesa da mulher e as aplicações da ECA (Estat. da Criança e do Adolescente), que tornaram crimes alguns costumes e maus hábitos do passado como exploração sexual e infantil. Sobre o homossexualismo vejamos lá atrás, tão somente na Grécia antiga, os mancebos felizes e orgulhosos ao serem entregues como troféu aos valentes guerreiros gregos, em razão das mulheres da época serem tidas como seres inferiores e impuras, sendo reservado a Elas tão somente o papel da maternidade; e isso porque a historia trata apenas como simples costumes. Também, onde estão os grandes bacanais greco-romanos com suas orgias estampadas nas obras de grandes gênios da pintura? Onde estão Aphrodite, Vênus, Eros e os demais Deuses do Amor que iluminaram a perversão de várias civilizações? Ainda assim, eram melhores que a tirania da igreja, que, com suas beatas movidas por tradicionalismos preconceituosos e anacrônicos, julgaram e condenaram, por séculos, o bem maior que Deus nos deu, o livre arbítrio. Hoje o que temos de mais grave são jovens curtindo as baladas com seus excessos em droga, bebidas e sexo indiscriminado, produzindo viciados; mães precoces e menores abandonados é verdade; mas todos esses jovens gozam do livre arbítrio e do apoio e da acolhida social para o seu melhoramento, se assim o quiserem; diferentemente dos jovens do passado que eram entregues pelos próprios pais, em tenra idade, aos senhores feudais, e assim, condenados a casamentos forçados, onde cumpriam a inapelável sentença de conviver para o resto da vida com uma pessoa que nunca amou.   

DEVASSIDÃO1 Usei aqui o termo em sentido aberto e generalizado, mas sem qualquer tentativa de aplicação moral de minha parte, mas tão somente a título de comparação de como o termo foi usado por diversas épocas. Também faço coro a todas as vozes dos movimentos de defesa da liberdade dos direitos individuais, e mesmo na qualidade de heterossexual sou contra a homofobia.  

5)     VIOLÊNCIA – Com certeza a violência que vemos nos gramados de futebol é de incomodar, mas é menos bárbaro e mais evitável que as Arenas romanas, onde suas vítimas eram lançadas as feras contra a sua vontade; se vivessem nos dias atuais sobreviveriam com o simples fato de não frequentarem um estádio, lançando mão de usarem o conforto do lar para curtirem o espetáculo no seio familiar.

Por favor, mostrem-me, arautos da verdade, onde estão os troncos e senzalas em que sangram meus irmãos negros para que os possa libertar? E os corpos dos sacrifícios humanos, que quero enterrar, onde estão, podem a eu mostrar? Vamos a “ilha do Diabo” visitar Henri Charrière, o inocente “Papillon”, foi para o degredo pra bricar e não pra “Endoidar”.2 Tambem Mandela não venceu, Mandela morreu o Apartheid3 está por lá!

2“Endoida homens” como era conhecido a solitária pelos prisioneiros.

3 Apartheid: sistema racista, oficializado em 1948 na Africa do Sul, de regime segregacionista.

 

O maior poder que a terra já conheceu foi o poder Eclesiástico que, exercido pelo clero Papal, dominou não com mão de ferro, mas com a mão do próprio Satã, que por tempos tentou calar a voz do evangelho com o uso das masmorras, forcas, guilhotinas e com suas fogueiras onde muitos santos perderam a vida. Por onde andas mesmo “Santa Inquisição”, com tuas malignas dietas? Eu sei! Fosse vencida pelo sangue que derramar-te e pela fé de Calvino, Lutero, Jean Huss, Wicleff e por tantos outros que para dar voz a verdade foram silenciados pela tua covarde “Morte”, e aos quais devo minha fé.

Portanto, confirmar a vitória do mal, é se fazer mais vítima que tantos que já sofreram o pior; confirmar a vitória do mal, é duvidar do poder e da bondade de DEUS; confirmar a vitória do mal, é confirmar a interpretação dos fariseus que o CRISTO era mesmo filho de Davi e não de DEUS!

Deus, o Artífice do universo, se nos patenteia na Escritura; e o que dele se deva pensar, nela se expõe, para que não busquemos por veredas ambíguas alguma deidade incerta”.

(João Calvino)

POR: R. S. DURANT DART

 

Exibições: 168

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de rosângela de oliveira pires em 25 fevereiro 2013 às 22:26

Muito bom ! - Concordo que a idéia do fim do mundo está sendo muito abordada dentro das religiões, é até muito assustador.

Quero colocar que nos dias de hoje o mal se transformou. Podemos observar vários itens expostos no texto que no passado nos afligiam e que hoje já estão sendo mais controlados. Resaltando que na atualidade outros males estão sendo observados , assim como exemplo a distruição da natureza e o egoismo do ser humano. Fiquemos atentos a esses novos acontecimentos e conceitos.

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!