MUNDOS REGENERADORES, na visão da Doutrina Espírita - O Evangelho segundo o Espiritismo, Allan Kardec

 

16.    Entre as estrelas que cintilam na abóbada azul do firmamento, quantos mundos não haverá como o vosso, destinados pelo Senhor à expiação e à provação!  Mas, também os há mais miseráveis e melhores, como os há de transição, que se podem denominar de regeneradores. Cada turbilhão planetário, a deslocar-se no espaço em torno de um centro comum, arrasta consigo seus mundos primitivos, de exílio, de provas, de regeneração e de felicidade. Já se vos há falado de mundos onde a alma recém-nascida é colocada, quando ainda ignorante do bem e do mal, mas com a possibilidade de caminhar para Deus, senhora de si mesma, na posse do livre-arbítrio. Já também se vos revelou de que amplas faculdades é dotada a alma para praticar o bem. Mas, ah! há as que sucumbem, e Deus, que não as quer aniquiladas, lhes permite irem para esses mundos onde, de encarnação em encarnação, elas se depuram, regeneram e voltam dignas da glória que lhes fora destinada.


17.    Os mundos regeneradores servem de transição entre os mundos de expiação e os mundos felizes. A alma penitente encontra neles a calma e o repouso e acaba por depurar-se.
Sem dúvida, em tais mundos o homem ainda se acha sujeito às leis que regem a matéria; a Humanidade experimenta as vossas sensações e desejos, mas liberta das paixões desordenadas de que sois escravos, isenta do orgulho que impõe silêncio ao coração, da inveja que a tortura, do ódio que a sufoca. Em todas as frontes, vê-se escrita a palavra amor; perfeita equidade preside às relações sociais, todos reconhecem Deus e tentam caminhar para Ele, cumprindo-lhe as leis.

     Nesses mundos, todavia, ainda não existe a felicidade perfeita, mas a aurora da felicidade. O homem lá é ainda de carne e, por isso, sujeito às vicissitudes de que libertos só se acham os seres completamente desmaterializados. Ainda tem de suportar provas, porém, sem as pungentes angústias da expiação. Comparados à Terra, esses mundos são bastante ditosos e muitos dentre vós se alegrariam de habitá-los, pois que eles representam a calma após a tempestade, a convalescença após a moléstia cruel. Contudo, menos absorvido pelas coisas materiais, o homem divisa, melhor do que vós, o futuro; compreende a existência de outros gozos prometidos pelo Senhor aos que deles se mostrem dignos, quando a morte lhes houver de novo ceifado os corpos, a fim de lhes outorgar a verdadeira vida. Então, liberta, a alma pairará acima de todos os horizontes. Não mais sentidos materiais e grosseiros; somente os sentidos de um perispírito puro e celeste, a aspirar as emanações do próprio Deus, nos
aromas de amor e de caridade que do seu seio emanam.

18.    Mas, ah! nesses mundos, ainda falível é o homem e o Espírito do mal não há perdido completamente o seu império. Não avançar é recuar, e, se o homem não se houver firmado bastante na senda do bem, pode recair nos mundos de expiação, onde, então, novas e mais terríveis provas o aguardam.
Contemplai, pois, à noite, à hora do repouso e da prece, a abóbada azulada e, das inúmeras esferas que brilham sobre as vossas cabeças, indagai de vós mesmos quais as que conduzem a Deus e pedi-lhe que uni mundo regenerador vos abra seu seio, após a expiação na Terra. - Santo Agostinho. (Paris, 1862.)


Do livro O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO por Allan Kardec

Cap III  -HÁ MUITAS MORADAS  NA CASA DE MEU PAI

itens 16, 17 e 18

mensagem de Santo Agostinho  


Exibições: 2912

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Luciano Cordeiro em 3 dezembro 2013 às 17:56

O texto é confortador , saber que há várias moradas e que todos nós podemos conquistar moradas melhores, é realmente motivador, acredito que pra todos. E isso nos dá uma pequena idéia da grandiosidade de Deus, pequena mesmo , pois ele é infinitamente maior do que pensamos ou imaginamos. E, por isso, Deus que sustenta bilhões de Galaxias ..jamais iria aniquilar alguém , porquê "falhou", como sugerem muitos religiosos adeptos das doutrinas de penas eternas. Acredito como o irmão Ivan César, que muitos estão vivendo a transição, saindo do mundo de expiação e provas e entrando no mundo de regeneração. abraços

Comentário de Jane Castro em 3 dezembro 2013 às 13:12

Meoooo, que perfeito!

Comentário de Ivan Cézar Meneses Paz em 24 junho 2012 às 13:55

Gostaria muito de compartilhar com vocês conhecimentos sobre os mundos regeneradores,um fórum sobre qualquer assunto é muito aproveitoso.Fraternos abraços a todos.

Comentário de Edison Crepaldi Junior em 24 junho 2012 às 13:49

Excelente! Assunto foi apresentado nesta semana em palestre no centro onde frequento.

Comentário de Ivan Cézar Meneses Paz em 22 junho 2012 às 23:09

Acredito firmemente que estamos saindo do apocalipse,estamos vivendo a transição, saindo do mundo de expiação e provas e entrando no mundo de regeneração,acredito ainda mais, que em pouco tempo este ciclo estará completo,se estiver errado aceito sua opinião.

Comentário de Jose Ribamar Lira em 22 junho 2012 às 21:43

essa passsagem de santo agostinho é simplesmente educativa 

Comentário de Rita De Cássia Ferreira em 22 junho 2012 às 21:32

importante

Comentário de ॐ ツLlena -Terapia da Alma ॐ ツ em 22 junho 2012 às 18:27

Fraternidade Branca é onde mais nos esclarece a respeito disso, fácil de entender...

Comentário de Valneir Severino em 4 maio 2012 às 1:22

Este belo texto do Evangelho Segundo o Espiritismo, trás valioso esclarecimento sobre a fala de Jesus  quando se refere as moradas da casa do Pai as quais são os diversos mundos que acolhe os espíritos em evolução.Santo Agostinho ,esclarece e consola nos alertando para o compromisso com o bem o único  capaz   de nos libertar das amarras da ignorância!

Comentário de PAULO GALDINO COELHO em 3 maio 2012 às 9:47

Esse texto é muito esclarecedor. Voltar os pensamentos a DEUS e pedir para que todos estejamos  construindo e fortalecendo o lado do Bem. OBRIGADO e PARABÉNS pela publicação desse texto.

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!