LUTA CONTÍNUA - Joanna de Ângelis/Divaldo Pereira Franco

Firmado o compromisso com Jesus, não te olvides das graves responsabilidades que assumiste perante a própria consciência assim como a Cósmica.

No grande litígio que se trava em toda parte, resultado da Sombra mórbida que domina a criatura humana, dificultando-lhe a ascensão ao planalto da plenitude, as Forças que se denominam adversárias, estão sempre vigilantes e combatendo-te sem descanso.

Insinuam-se no teu programa de realizações com sutileza ou intensidade irresistível, esperando qualquer brecha moral e emocional em ti, a fim de desarticular as tuas iniciativas.

Todos os teus projetos são vistos como desafios que elas devem combater, não cessando de buscar meios, para alcançar as metas infelizes a que se dedicam.

Enfermidades simulacros, olvidos inesperados, contrariedades frequentes, decepções variadas, desestímulos de todo porte, são-te impostos sempre que agasalhas as suas insinuações pérfidas.

Descobrirás inimigos que te surpreendem, e sequer os conheces, mas que se voltam contra o teu trabalho com o firme propósito de desacreditar-te no círculo em que te movimentas, assim como fora dele, ferindo-te nos belos labores a que te entregas.

Encorajadas pelos primeiros êxitos com os que te invejam e antipatizam com ou sem motivos reais, avançam, intempestivas, somando dificuldades no terreno por onde segues, confiando que desistirás.

Aumentam a fúria contra ti, na razão direta em que permaneces intimorato, sem preocupação com os males que ocasionam, procurando retirar preciosas lições de paciência e de compaixão para autoenriquecimento.

Esses inimigos espirituais são tirânicos, não descansando nunca e porque são destituídos de qualquer princípio ético, utilizam-se de todos os recursos possíveis para atingir-te, para derrubar-te um pouco mais à frente.

Sempre te chocam as informações desses adversários do teu trabalho, da tua pessoa, em razão da tua conduta pautada dentro das linhas do Evangelho. Se és fiel ao compromisso, taxam-te de fanático, ortodoxo, enfermo. Se negligencias em algo ou, se por acaso não consegues viver o que preconizas, apontam-te como hipócrita, mentiroso, covarde, traidor dos postulados abraçados.

Por mais as farpas do ódio gratuito te alcancem, prossegue adiante com as tuas possibilidades, mínimas que sejam, não te defendendo, não gastando tempo em sofrimento inútil, não te imobilizando, pois que o objetivo que têm é exatamente esse.

Quanto mais firme permaneças, mais acusado e contraditado serás, porque te considerarão inimigo ferrenho delas.

Haja o que houver, nunca desanimes, nem dês atenção aos impedimentos. Todos os desafios existem para estimular o crescimento do ser humano, proporcionar-lhe as realizações dignificantes.

Jamais receies a vitória do mal, porque tens ao teu lado os anjos tutelares que nunca te abandonam e te ajudam de maneira discreta ou visível, conforme a circunstância, demonstrando que não estás a sós.

Não podem nem devem esses benfeitores impedirem as ocorrências negativas, nem os testemunhos, porque te empurrariam para a inutilidade ou para a preguiça moral.

Ademais, tens dívidas na contabilidade divina, que te cabe resgatar, e, por isso, o Senhor da Vinha permite que sejas convidado à regularização dos antigos deslizes morais e espirituais.

Ele próprio, no Seu tempo entre nós, sempre esteve cercado pelas personagens desditosas dessas legiões maléficas, que as utilizavam em tentativas inúteis de confundi-lO, de lançá-lO contra Roma ou o Sinédrio...

Ele, sempre compreendeu a situação, pois que escolheu uma das épocas mais perturbadoras que viveu Israel, a fim de semear a esperança e a paz.

De todo lado surgiam exaltados no bem e no mal, defensores de ocasião, revolucionários apaixonados, messias equivocados, que desejavam libertar o país da subjugação, terminando em mortes horrendas pelo poder das legiões romanas aquarteladas por todo lado.

Sóbrio e, sábio, Ele procurou ensinar a mansidão e a cordura, a compaixão e o cumprimento dos retos deveres, a misericórdia e a humildade, demonstrando que o Seu reino não é deste mundo. E mesmo assim, não foi poupado de infâmias, de ultrajes, de acusações injustas dos perenes inimigos encarnados e desencarnados da humanidade.

Também tu não te verás livre de equivalentes injunções, de perseguições persistentes, que fazem parte do programa de sublimação de todos os servidores fiéis.

Insiste na tua campanha de amor, não dando campo à autocompaixão, nem ao sofrimento, pois que não fazem parte do teu esquema evolutivo.

Supera as proposituras do ego, compreendendo que a Sombra que te sitia os passos provém das tuas tendências inferiores que ainda não conseguiste superar.

Ora mais, mantendo a tua mente antenada com Aquele a quem amas e é o dono da seara.

Desse modo, não te deprimas quando descobrires novos combatentes que se comprazem em infernizar-te as horas.

Enriquece-as de luz e de paz, de alegria pelo trabalho realizado, pelas palavras de bondade daqueles que seguem contigo e são teus irmãos e amigos, nunca dando valor ao mal, que se desenvolve na razão direta em que é aceito.

Numa sociedade em que o consumismo, o utilitarismo, os desvios de conduta e a violência tornam-se naturais, é realmente estranhável a conduta saudável, o idealismo nobre e desinteressado das retribuições mundanas, o devotamento do bem incessantemente...

Quanto mais atacado estejas, compreende que isso é resultado da tua imbatível decisão de persistir na ação, jamais arrefecendo o entusiasmo e nunca te afastando do compromisso com Jesus que te espera em triunfo após o portal de cinzas da desencarnação.

Pelo Espírito Joanna de Ângelis,

Psicografia de Divaldo Pereira Franco,

na manhã de 26 de junho de 2014, em Lima, Peru

Fonte: Centro Espírita Caminhos de Luz-Pedreira-SP-Brasil

Exibições: 760

Tags: Franco, Joanna, Pereira, de, Ângelis/Divaldo

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de sueli rodrigues em 12 setembro 2014 às 17:30

boa tarde linda mensagem obrigada paz e luz .

Comentário de Fábio Benvenuti em 12 setembro 2014 às 16:50

Obrigado amigo, e em quão boa hora postaste! Deus vos ilumine a senda. Muito obrigado.

Comentário de Vera Gonçalves Bueno de Freitas em 10 setembro 2014 às 21:32

Muito obrigada pela linda mensagem....

Abracos fraternos

Comentário de Taís Cristina Gonçalves em 10 setembro 2014 às 19:45
Que texto maravilhoso! Precisava ler isso hoje! Obrigada!!!

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!