Parabéns a todos que se envolveram no grande esforço de trazer a voz dos Espíritos Superiores para Terra !

Parabéns também aos que se esforçam por entendê-lo !!

O Livro dos Espíritos (Le Livre des Esprits) é o primeiro livro sobre a doutrina espírita publicado pelo educador francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, em 18 de abril de 1857, sob o pseudônimo Allan Kardec. É uma obra básica do espiritismo, e foi lançado por Kardec após seus estudos sobre os fenômenos que, segundo muitos pesquisadores da época, possuíam origem mediúnica, e estavam difundidos por toda a Europa durante o século XIX.

Apresenta-se na forma de perguntas e respostas, totalizando 1.018 tópicos. Foi o primeiro de uma série de cinco livros editados pelo pedagogo sobre o mesmo tema.

As médiuns que serviram a esse trabalho foram inicialmente Caroline e Julie Boudin (respectivamente, 16 e 14 anos à época), às quais mais tarde se juntou Celine Japhet (18 anos à época) no processo de revisão do livro. Após o primeiro esboço, o método das perguntas e respostas foi submetido a comparação com as comunicações obtidas por outros médiuns franceses, totalizando em “mais de dez”, nas palavras de Kardec, o número de médiuns cujos textos psicografados contribuíram para a estruturação de O Livro dos Espíritos, publicado em 18 de Abril de 1857, no Palais Royal, na capital francesa, contendo 501 itens. Só a partir da segunda edição, lançada em 16 de março de 1860, com ampla revisão de Kardec mediante o contato com grupos espíritas de cerca de 15 países da Europa e dasAméricas, aparecem as atuais 1018 perguntas e respostas.

(Continua na wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Livro_dos_Esp%C3%ADritos)

http://estudandocomchicoxavier.wordpress.com/

Exibições: 43

Tags: Codificação, Espíritos, Kardec, Livro, O, dos

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Inacio Queiroz em 19 abril 2011 às 12:34
Rsrsrs, adoro aquele "baiano". Bjs
Comentário de Marta Valéria em 19 abril 2011 às 10:56

Heróico mesmo ...rsrsrsrs! Com tanta gente que trabalhou duro para que, hoje, nós pudéssemos ter a liberdade de estarmos aqui nesse espaço aberto para debates, penso, que não podemos perder tempo com a nossa preguiça vaidosa, não é mesmo? Vamos trabalhar!!!!!! O tempo URGE ...assim fala o "baiano" ...rsrsrsrs!!!!! 

Abraços Marta 

Comentário de Inacio Queiroz em 18 abril 2011 às 17:28

E se a gente meditar que foi numa época onde a Igreja Católica tinha imenso poder e que uma pessoa pública como o Prof. Rivail poderia ver seus livros boicotados e seu trabalho de professor prejudicado apenas por associar sua figura a um tema polêmico; meditando em tudo isso, podemos dizer: Prof. Rivail, o senhor foi heróico!

Abração a todos.

Comentário de mario souza em 18 abril 2011 às 17:18

Esta maravilhosa obra despertou os homens para uma nova vida: clara, objetiva e eterna.

Parabens aos mensageiros da luz e Kardec pela perseverança e dedicação

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!