Em meio a vida espiritual, antes do regresso a carne,

Enchemo-nos de coragem e boa vontade.

Dispomo-nos a receber inimigos mortais em nossa própria família,

transformar o rival de outrora em filho amado e querido...

 

Com o coração ainda cheio de lama do passado,

queremos renascer e resgatar velhos débitos...

Lá de longe, contemplamos a terra amada,

lugar onde travaremos a nossa luta futura.

Cheios de sublimes desejos, retornamos...

 

Mas, tal como pano de teatro que se fecha rapidamente para o próximo ato,

ao reencarnarmos, esquecemos todos os bons propósitos,

renegamos o desejo de saldar dívidas do pretérito...

 

Deixamos de ouvir a voz da alma que alerta,

para ouvirmos a voz do "eu" que se perde.

E nos perdemos em desculpas, por vezes levianas.

Assumimos mais uma vez o papel de vítimas,

sem nos lembrarmos que fomos verdugos.

E assim, os inimigos do passado continuam inimigos,

os débitos anotados, se tornam ampliados,

e na somatória geral, perdemos...

 

Recordemos o Divino Mestre Jesus:

"que cada um tome sobre si a sua cruz, e siga-me" Mateus 16:24.
 

Este não é o convite para fugir dos problemas.

Não é o convite para esperar sentado as bem-aventuranças.

Não é o sinal para que nos façamos de vítimas e cruzemos os braços.

Não!
 

O Mestre chama para a redenção dos nossos erros.

O trabalho nos espera.

Que cada um marche em favor do próximo, sem descanso.

Que cada "chibatada da vida", cada problema,

seja transformado, no cadinho do tempo, em revestimento,

em couraça para a nossa alma, que grita:

- No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo;

eu venci o mundo.” JOÃO 16:33

 

É esse o convite que o Mestre faz para cada um de nós, encarnados ou desencarnados,

na Seara de Luz ou no caminho escuro dos becos do mundo.

É tempo de juntarmos as mãos em oração e trabalho.


"Oremos para que não nos falte perseverança,

Trabalhemos para que não nos lamentemos."

 

Enxugue qualquer lágrima de derrota.

Empurre a aflição causada por terceiros.

Olhe para frente, para o alto, que é de onde vem o nosso socorro.

Siga firme, trabalhando sempre, pois Ele, o próprio Mestre te convida:

“Levantai-vos, e não tenhais medo.” Mateus 17:7
 

Venceremos a nós mesmos, às nossas dificuldades
Deixaremos de lado a cegueira do orgulho e mergulhados na lembrança do Cristo,
cheios de humildade, lembraremos os compromissos assumidos e lutaremos para cumprir cada um deles.
Ainda que pisemos em espinhos, ainda que o suor seja de sangue, nada compensa mais que o "Bom Combate".
Que assim seja!

Eu sou o caminho, a verdade e a vida.  Ninguém vai ao Pai se não por mim.” (Jesus Cristo)

 

Paulo Roberto Gaefke

(Tema baseado no texto "De retôrno ao Caminho" de Emmanuel em Relicário de LUz (FEB - Chico Xavier)

Exibições: 147

Tags: causa, do, e, efeito, esquecimento, lei, reencarnar, retorno

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!