Afirmas absoluta solidão...
Dizes não existir um só coração que te afague os
sentimentos belos, que o alimentem de nobres sonhos...
Perguntas aos vãos da tua morada: com quem compartilhar 
os planos do amanhã e as realizações do agora?
Onde uma mão amiga a estender-se para pensar tuas enfermidades?
Adiantando o porvir, reclamas uma alma que te acompanhe as
últimas horas na jornada física...
Dores do teu valoroso coração que não se perdem nos ventos da Terra...
Se crês no amor, acalma teus anseios e ausculta nas cortinas do teu
próprio Ser, uma luz que vela tua caminhada, como serena chama 
em noite tempestuosa, a te falar blandícias e consolações, sem que
atines na sua ação.
Tal Luz é o Cristo, que padecendo contigo as tuas provações, 
acompanha-te no teu calvário de iluminação, reservando-te o jugo 
da ínfima parte do teu madeiro redentor.

Meimei

Exibições: 47

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!