INFÂNCIA

Lembro com saudades da: amarelinha, pula corda, lenço atrás, as voltas no quarteirão de bicicleta (emprestada é claro). A noite, as mães sentadas ao portão, conversavam enquanto as crianças brincavam, outros tempos...
Hoje muita coisa mudou, algumas para pior, outras melhoraram, a vida é assim mesmo. Penso que o importante é vivermos cada momento, tentando fazer o melhor para o futuro. Preocupo-me, ao ver nossas crianças abreviando cada vez mais a “infância”. Será que nós os adultos não estamos contribuindo para isso?
Queremos que os nossos filhos tenham o que não tivemos, nos esfalfamos no trabalho para lhes dar o melhor. Será que televisão, computador, tênis importados, roupas de marca e tantas outras coisas do mundo moderno, substituem pais ausentes? Os nossos pais com todos os seus erros e acertos estavam sempre presentes. Infelizmente sabemos que são inúmeros os “órfãos” de pais vivos.
O importante é não desanimar, é fazer a nossa parte, cuidando dos pequeninos que estão a nossa volta, e a medida do possível dar a nossa contribuição para os que estão mais distantes, mas não menos necessitados.


Maria Alva

Exibições: 40

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!