O Espírito Manoel Philomeno de Miranda, no Livro “Tormentos da Obsessão”, nos traz detalhes, não só nesse trecho que separamos, mas em toda a obra, sobre o Hospital Esperança, localizado no Plano Espiritual.

Vejamos:

“Erguido, graças aos esforços e sacrifícios do eminente Espírito Eurípedes Barsanulfo, na década de 1930 a 1940, aquele Sanatório passou a recolher desde então as vítimas da própria incúria, tornando-se um laboratório vivo e pulsante para a análise profunda das alienações espirituais”.

“O missionário sacramentano havia constatado ser expressivo o número de almas falidas nos compromissos relevantes, após haverem recebido as luzes do Consolador (espíritas), e que retornavam à Pátria Espiritual em lamentável estado de desequilíbrio, sofrendo sem consolo na erraticidade inferior. Movido pela compaixão que o caracteriza, empenhou-se e conseguiu sensibilizar uma expressiva equipe de trabalhadores espirituais dedicados à psiquiatria, para o socorro a esses náufragos da ilusão e do desrespeito às soberanas leis da Vida, credores de misericórdia e amparo.”

Quais são os pacientes?

-Médiuns levianos, que desrespeitaram o mandato de que se fizeram portadores;

-divulgadores descompromissados com a responsabilidade do esclarecimento espiritual;

-servidores que malograram na execução de graves tarefas da beneficência;

-escritores equipados de instrumentos culturais que deveriam plasmar imagens dignificadoras e que descambaram para as discussões estéreis e as agressões injustificáveis;

-corações que se responsabilizaram pela edificação da honra em si mesmos, abraçando a fé renovadora, e delinqüiram;

-mercenários da caridade bela e pura;

-agentes da simonia (troca de bem espiritual pelo material) no Cristianismo restaurado;

Ali se encontram recolhidos, muitos deles após haverem naufragado na experiência carnal, por não terem suportado as pressões dos Espíritos vingadores, inclementes perseguidores aos quais deveriam conquistar, ao invés de lhes tornarem vítimas, extraviando-se da estrada do reto dever.

Verdadeiro Hospital-Escola, constitui um brado enérgico de advertência para os viajores do carro orgânico, que se comprometeram com as atividades de enobrecimento e amor.

 Fernando Rossit

 Fonte:

-Tormentos da Obsessão, Divaldo Franco/Manoel P. de Miranda.

Exibições: 106

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!