À Marcia Ercio e a todas as mulheres do mundo

Mulher

Lembro-me com alegria e saudade o sorriso de minha avó nos almoços de domingo.

Parecia que eu podia ler os seus pensamentos enquanto ela sorria na cabeceira da mesa: “Que linda família eu gerei, e que bom que estamos juntos nesse momento”.

Lembro-me também dos nascimentos dos meus filhos. Minha esposa trazendo a esse mundo novas vidas, mais que membros da família, seres humanos. Dias registrados na memória, testemunho da natureza, da linda natureza humana e terrestre.

Mulher jovem, mulher fêmea. Que beleza exuberante traz o seu desfilar. Mulher jovem, que ao dançar, faz o coração de muitos homens palpitar, deixando um perfume inesquecível no ar.

Mulher de meia idade, mulher mãe. Com muito gás, trabalha, educa, estuda, alimenta, escuta, mas acima de tudo, ama. Ama seus filhos, os amigos de seus filhos, o marido, os amigos do marido, a família, as amigas, enfim, simplesmente ama.

Mulher de pele enrugada, avó, conselheira. A pele já não é tão macia, mas seu coração continua jovem e amaciando outros corações. Seus olhos podem estar um pouco embaçados, mas continuam brilhando, refletindo a intensa luz de sua alma.

Mulher. Jovem, mãe, avó, mulher bebê. Do campo, da cidade, da serra, do litoral, não importa! Mulher do mundo, mulher de Deus. Não há um só dia que não devemos celebrar a sua existência. Sem você não haveria equilíbrio, sem você, o amor incondicional, que já é pouco nesse mundo, seria algo extraordinariamente raro. Feliz dia! Feliz semana! Feliz mês! Feliz ano! Feliz vida!

Edson Luiz Pocahi

Escritor

http://edsonluizpocahi.net

https://facebook.com/escritor.EdsonLuizPocahi



Exibições: 251

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!