No tronco da árvore de teu corpo, as tuas mãos devem ser galhos frutíferos...

Alimento para muita gente...

Abrigo para quantos delas se socorram...

Que as tuas mãos não se assemelhem à figueira estéril da parábola do Mestre.

Em qualquer tempo, estejam carregadas de frutos...

Que ninguém delas se socorra em vão...

Que estejam sempre ao alcance de outras mãos!

Alguém escreveu, com sabedoria, que "fica sempre um pouco de perfume nas mãos que distribuem rosas..."

Sejam as tuas, frutíferas mãos do Divino Pomar!

O êxtase de criar só é comparável ao êxtase de doar.

Pelo Espírito: IRMÃO JOSÉ
Psicografia: CARLOS A. BACCELLI
Do livro: AO ALCANCE DAS MÃOS

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!