FLORES DE SAUDADE DOS ENTES QUERIDOS QUE PARTIRAM.

Em datas significativas, como Finados, se pretendemos cultuar a memória de familiares queridos, transferidos para o Além, elejamos por local ideal a nossa casa. Usemos muitas flores para enfeitar a Vida, no aconchego do lar; nunca para exaltar a morte, na frieza do túmulo. Nossos amados certamente preferem receber nossa mensagem de carinho, pelo correio do coração, sem a selagem fúnebre do cemitério. É bom sentir saudade. Significa que amamos alguém e o amor nos realiza como filhos de Deus. Essência da Vida estende-se, indestrutível, às moradas do Infinito. É a ponte sublime que sustenta, indelével, a comunhão entre a Terra e o Céu...
Certamente Deus inventou a ilusão da morte para que superemos a tendência milenar de aprisionar o amor em círculos fechados de egoísmo familiar.
Não permitamos, assim, que a saudade se converta em motivo de angústia e opressão. Usemos os filtros da confiança e da fé, dulcificando-a com a compreensão de que as ligações afetivas não se encerram na sepultura.
Nossos amados velam por nós, torcem por nós, trabalham por nós, esperando que sejamos firmes e fortes para enfrentar a separação transitória, a fim de que o reencontro mais tarde se dê em bases de vitória sobre as provações humanas, ensejando-nos luminoso porvir.
Nessa evocação sagrada, se formos capazes de orar, contritos e serenos, orvalhando as flores da saudade com a bênção da esperança, sentiremos a presença deles entre nós a nos oferecerem inefáveis perfumes de alegria e paz.



style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-6231129105751953"
data-ad-slot="4278584621"
data-ad-format="autorelaxed">

Exibições: 784

Tags: DE, DOS, ENTES, FLORES, PARTIRAM., QUE, QUERIDOS, SAUDADE

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Jacq Oliver em 15 dezembro 2016 às 23:23

Minha mãe voltou para a Pátria Espiritual no dia 26 de outubro. Somos espíritas convictas e sempre conversamos sobre a morte...Nós combinamos que a primeira que voltasse para o mundo invisível, faria alguma coisa dentro de nossas possibilidades e voltaríamos para dar notícias de como nos encontrássemos....Como ela partiu primeiro...Fiquei aguardando...Mas não aguardei muito...Já conversei com ela duas vezes em sonho...Mas, a última vez que tive contato com ela, foi mágico...Ela veio em casa, estava muito bonita, muito mais nova, sua pele resplandecia, parecia brilhar...Parecia um verdadeiro sonho, mas não foi...Pude até tocá-la duas vezes em seu ombro...Se não acreditasse na imortalidade da alma, apenas nesse fato, acreditaria...Nunca mais fui ver seu túmulo, já que me provou claramente que o sentimento verdadeiro é um imã...

Comentário de Angélica Campos em 15 novembro 2016 às 11:28

Acredito que a melhor maneira de sentir saudades de alguém que partiu é justamente por meio de amor e carinho, que fluem do coração e se espalham ao redor do ambiente! Ainda não experimentei enfeitar a casa para celebrar o desencarne de um ente querido, mas concordo ser a melhor maneira de dizer: "Estou aqui, você é muito importante em minha vida!". O que encontra-se no cemitério é a matéria, assim como nosso corpo, mas a verdadeira essência do ser está bem distante de tal lugar. Com o tempo, o ser humano se desenvolverá, e poderá perceber como faz diferença o culto ao desencarne sob uma nova ótica!

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!