Lembrei-me daquela história que em uma cidadezinha modesta havia um grande sábio. A ele toda a população recorria em busca de ensinamentos e orientação para a vida. Havia, também,um rapaz que não aceitava a autoridade do sábio e vivia articulando uma forma de desmoralizá-lo perante a opinião pública. Depois de muito pensar imaginou um jeito: prenderia um pássaro em sua mão.Depois perguntaria ao sábio se o pássaro estava morto ou vivo. Se o sábio dissesse que ele estava morto, o rapaz soltaria o pássaro; se dissesse que ele está vivo, ele mataria a ave. Assim o sábio não acertaria nunca! E assim fez. Chegou perto do sábio e perguntou: – Mestre o senhor que sabe tudo, responda: este pássaro que está nas minhas mãos está vivo ou está morto? O sábio olhou sereno e fixamente em seus olhos e respondeu: – Meu filho, o destino do pássaro está nas suas mãos.
Nos dicionários está considerado que destino equivale a um potencia superior que parece regular de modo fatal os acontecimentos da vida humana. Fatal nos lembra fatalidade – inevitável Para a Doutrina Espírita não há destino, não há predestinação, não há sorte ou azar. O futuro é construído todos os dias. Já aprendemos que o universo é regido por leis. Leis perfeitas e justas. E todas as vezes que confrontamos essas leis, sofremos inevitáveis conseqüências. Assim a nossa principal meta é aprender essas leis e fazer com que as mesmas operem a nosso favor. Aprender e praticar. Não existe portanto uma força superior regulando os acontecimentos da vida humana. Estamos acostumados a burocracia onde pedidos são deferidos ou indeferidos.
A tendência do ser humano é transferir responsabilidades, escudar-se no destino. Eu nasci sem sorte… Deus quer assim… Quando entenderemos que reencarnar é ter a oportunidade p/ crescer ? E Que os fatos que nos acontecem são o reflexo daquilo que escolhemos. A evolução é o fundamento da vida e ocorre pela aquisição de conhecimentos em sentido amplo: técnico, afetivo, emocional, moral, filosófico, científico, religioso. O espírito adquire conhecimentos novos através das experiências, vivências e convivências acumuladas ao longo de sucessivas situações pelas quais passa.
Dentre os conceitos fundamentais que compõe o núcleo do Espiritismo, o livre-arbítrio é o aspecto da lei maior que sustenta a evolução do universo inteligente. Livre-arbítrio é a ação do espírito no limite de seu conhecimento, e responsável na medida de seu entendimento.As influências sobre o livre-arbítrio são em primeiro lugar relativas ao conhecimento alcançado. Quanto maior o domínio sobre um segmento de conhecimento, tanto maior será o entendimento e a responsabilidade sobre as decisões. As decisões tomadas por uma pessoa, no exercício de seu livre-arbítrio, podem alterar, potencializar ou limitar o exercício do livre-arbítrio de outras pessoas.
Se a situação parece de mau agouro, Joanna de Angelis no livro Leis Morais da Vida nos incita a que no lugar de nos revoltarmos, de fugirmos,devemos buscar a sensatez, a prudência, o amadurecimento. Fazer a pergunta fundamental: qual a lição? Se não aprendermos a lição provavelmente teremos que repetir a experiência. Se as ocorrências que classificamos como ruins continuam acontecendo nas nossas vidas isso significa que não aprendemos a lição.Kardec ensina que “ as aflições da vida na Terra são remédios para a alma” Assim podemos concluir: a sua vida também está nas suas mãos. Faça o melhor que puder por ela.

Exibições: 53

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!