E então, chegou o Natal. E o que ele representa?

Para o comércio, boas oportunidades de vendas e lucros...uma ocasião perfeita para incentivar o consumismo no qual vivemos mergulhados.

Afinal, como não demonstrar o quanto gostamos de nossos filhos, nossa família e  nossos amigos, comprando-lhes presentes de que, em sua maioria, eles realmente não têm necessidade?

Por um instante, vamos nos afastar desse Natal inventado pela sociedade...vamos buscar o verdadeiro sentido do Natal.

Representa um ato de Amor. De um Pai, de uma Mãe e, principalmente, de uma criança que escolheu vir ao Mundo para nos ensinar o Verdadeiro Amor.

Não é peculiar que, na época do natal mesmo aqueles que não possuem vínculos religiosos, sintam-se envolvidos por um sentimento de solidariedade, boa-vontade e carinho com seus semelhantes?

Nem digo em relação aos entes queridos, afinal é natural fazer o bem a quem gostamos. Mas aos desconhecidos, aos quais nos pegamos em pequenas gentilezas que muitas vezes são esquecidas pelo estresse do dia-a-dia.

Ao caixa do supermercado que agradecemos por nos atender, ao motorista de ônibus que agradecemos por nos conduzir, à moça da limpeza, que todo dia passa para esvaziar nosso cesto de lixo...

Os mais sensíveis talvez percebam essa pequena mudança em si e naqueles com que convivem...

E a que atribuímos isso?? Ao sentimento de Amor irradiado por esse Ser de Luz – Jesus Cristo. Sua oferta de Amor é incondicional. É para todos, de todas as raças, de todos os credos, de todo o mundo...

Em profundo reconhecimento e agradecimento por tamanho testemunho de Amor, aproveitemos essa vibração favorável e façamos um verdadeiro exercício de auto avaliação e percebamos o quanto somos críticos e egoístas perante a Vida. E o quanto sabotamos as chances de felicidade próprias e dos que estão a nossa volta, aturando-nos a ingratidão e a impaciência.

Sim, certo que temos uma vida cada vez mais apressada, mais estressante, onde a toda hora somos cobrados...mas...e as dádivas? Já paramos para perceber quantas benesses recebemos da vida, às quais não reconhecemos e não somos gratos?

A cada manhã temos novas oportunidades batendo em nossas portas; nem sempre os acontecimentos são bons. Nem é pra ser assim. Não viemos ao mundo à passeio. Mas o importante é a maneira que olhamos para nossas próprias vidas. As coisas boas ou ruins vão acontecer, mas a maneira como vamos encará-las e conduzi-las, depende de nós.

Portanto, vamos escolher bons pensamentos...vamos escolher bons sentimentos...vamos escolher o bom olhar.

Em vez de reclamar que o trânsito está uma droga, que a fila de espera do médico estava longa, que os vizinhos são mal educados, mudemos nossa maneira de agir em pequenos gestos...

Essas tantas contrariedades acontecem com todos. Pra que ficar repetindo? Não é muito mais prazeroso ouvir uma boa música, ler uma história inspiradora, compartilhar uma matéria interessante??

As redes sociais hoje acabam funcionando como disseminadoras... vamos aproveitar, e escolher dividir coisas boas! Vamos levar aos nossos amigos coisas que achamos legais, que trazem bons sentimentos, porque de tragédias e coisas ruins, o mundo já está cheio!

 Experimente! Até nosso astral melhora quando várias pessoas curtem e comentam algo bom que trazemos. Gera uma corrente de carinho, camaradagem, amizade. Faz com que a gente se sinta bem melhor.

Ainda estamos muito distantes do Amor que Jesus nos recomenda... ainda não somos capazes de fazer ao nosso próximo aquilo que gostaríamos que nos fizessem. Não o tempo todo. Mas podemos aproveitar Sua lembrança pra tentarmos ser um pouco melhores, a cada novo dia.

Que nesta Noite de Natal, além das festas, da alegria e dos presentes, possamos fechar nossos olhos e pensar em Jesus. Que possamos agradecer pela vida que temos, pela casa que moramos, pela família que temos e por todas as bênçãos que normalmente nos passam despercebidas. Que possamos senti-Lo em nossos corações e isso possa fazer de nós pessoas um pouco melhores.

 

   Um Feliz Natal, com muito Amor e Alegria em todos os corações!

                                                                Claudie Lopes

                   “Eu vejo o céu azul e nuvens brancas,

                    O brilhante dia abençoado, a sagrada noite escura.

                    E eu penso comigo mesmo,

                    Que mundo maravilhoso!

 

                   As cores do arco-íris, tão bonitas no céu.

                   Encontram-se também nos rostos das pessoas a passar.

                   Eu vejo amigos se cumprimentando, dizendo: "Como você vai?"

                   Eles estão realmente dizendo: "Eu te amo”

                                                        (What a wonderful world)

 

Exibições: 95

Tags: Natal

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de adão de araujo em 24 dezembro 2013 às 22:01
Parabens Claudie! Excelente texto. Feliz NATAL para voce e seus familiares.Muita paz em nome do nosso MESTRE JESUS.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!