Deus na Visão da Cabala - Texto sobre Cabala / Judaísmo

O Deus da Cabala é mais um ser de gênero neutro do que "ele".

É o "Infinito" (En-Sof, ou Ain Soph: as transliterações do hebraico variam mais uma vez).

É uma divindade oculta, desconhecida e inexplicável. Não se pode dizer que seja "boa", ou "misericordiosa", ou "justa", ou mesmo que seja "real" ou "viva", como tampouco se pode dizer que não seja tudo isso.

Pode ser chamada de "NADA" (Ayin ou Ain), pois não se pode atribuir-lhe nenhuma qualidade, mas é igualmente "TUDO".

Também pode ser chamada de "Luz Infinita" (En-Sof ou Ain Soph Aur), uma ilimitada radiação divina.

O processo pelo qual a divindade desconhecida se faz conhecida começa com a radiação divina emanando alguma coisa de si mesma - muitas vezes descrita como a luz de um raio - e dessa se originam outras emanações, ou luzes, até formarem dez ao todo.

Essas emanações são chamadas Sefiroth e, na típica linguagem paradoxal, o Zohar explica o seguinte: "O Velho dos Velhos", o Desconhecido dos Desconhecidos, tem forma mas não tem forma.

Tem uma forma pela qual o universo é preservado, mas não tem forma porque não pode ser compreendido.

Quando assumiu pela primeira vez a forma (da primeira emanação), fez com que emanassem dela nove luzes esplêndidas, que, brilhando através dela, difundiram uma luz brilhante em todas as direções. Assim é o "Santo Velho" uma luz absoluta mas em si mesmo oculto e incompreensível.

Só podemos abrangê-lo através dessas emanações luminosas, que também são em parte visíveis e em parte ocultas. Essas constituem o "sagrado nome de Deus".


Marcos Moura

Fonte:
http://pt.scribd.com/doc/57792875/Cabala-a-Divindade-E-a-Arvore-Da-...

Exibições: 2327

Tags: Deus, absoluto, cabala, infinito, judaísmo, luz, nada, sefirot, sefirá, tudo

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de sueli rodrigues em 24 setembro 2014 às 17:15

boa tarde me desculpem puco entendi só sei que Deus é tudo !

Comentário de maria alice f.d.marcon em 24 setembro 2014 às 0:24

muito interessante esta visão... só sei que para mim DEUS é tudo... sem "Ele" não sou nada...

Comentário de Valdemar W. Setzer em 29 março 2013 às 10:48

Olá a todas/os,

Perdeu-se totalmente a noção do que pode ser Deus. Ele/a virou uma mera abstração. No entanto, muitas pessoas ficam se referindo e apelando a essa entidade. Em minha opinião, em lugar dessa abstração o correto seria prestar atenção ao espírito, nosso Eu Superior, que temos em nós, pois podemos observar mesmo que fisicamente sua atuação. Por exemplo, ao dormir ele se desliga de nós, por isso perdemos a autoconsciência e caímos, isto é, quando estamos acordados ficamos em pé, eretos, por sua atuação em nosso corpo. Nossa fala é uma outra manifestação dele. Tenho a impressão de que quando alguém diz "Meu Deus!" está intuitivamente se referindo ao seu próprio Eu Superior, o que temos de divino dentro de nós.

Por outro lado, podemos também compreender até certo ponto a atuação dos seres das 9 hierarquias superiores, que ocorrem no Velho e no Novo Testamento, como classificadas por Dionísio Aeropagita, que foi discípulo de Paulo: anjos, arcanjos, arqueus, exusiai, dínamis, quiriótetes, tronos, querubim e serafim. 

Outro assunto é a incompreensão do monoteísmo. Até os profetas bíblicos, a religião judaica não era monoteísta universal, e sim monoteísta étnica, isto é, havia uma só divindade, Jeová, um dos exusiai, que estava associado e dirigia o povo hebreu (e ai de quem o desobedecesse!). Leiam o primeiro mandamento com cuidado e verão que não é negada a existência de outras divindades além de Jeová.

Por isso, e muito mais, jamais me refiro a Deus em meus escritos.

aaaaaaaaaaaaaaaa, VWS.

Comentário de Edson Mascio em 28 março 2013 às 18:39

Inefavel

Comentário de suzy cristina rego da silva albu em 22 janeiro 2013 às 14:36
Neutro?
Desconhecido?
Não é bom? Justo?
Nada?
Oculto?
Incompreensível?
Vocês entenderam alguma coisa?
Comentário de Honorio Carlos Pereira Braga em 12 janeiro 2013 às 17:38

Foi bom ler, foi bom aprender. Obrigado pela abordagem. Peço licença para postar no Facebook.

Comentário de Valdemar W. Setzer em 9 janeiro 2013 às 16:14

Olá a todas/os,

Notem como não há nenhuma explicação compreensível do que seria essa entidade. Não adianta dizer que ela foi a criadora de tudo, isso não explica como isso ocorreu, para que se possa entender o processo e como essa entidade atua.

Deus tornou-se uma mera abstração. É muito mais importante concentrar nossos esforços de entendimento no que cada um de nós tem de divino dentro de si e suas manifestações, do que ficar citando uma entidade abstrata.

Tenho a impressão de que muitas pessoas que dizem "Meu Deus"  estão no fundo apelando, inconscientemente, para a divindade contidas nelas mesmo. Só que esse elemento divino dentro da cada um pode ser vivenciado, pode-se observar suas manifestações e compreendê-lo, ao contrário da entidade Deus.

aaaaaaaaaaaaaaaa, VWS.

Comentário de Sidnei Bruzarosco em 9 janeiro 2013 às 15:27

DEUS para minha definição é tudo aquilo que nos da a vida, portano ele todos astros, estrelas, ar e planta, pois na falta de um deste elementos não havera vida.

Comentário de maria santos em 9 janeiro 2013 às 5:52

Deus é a luz que não cria sombras de é amor

Comentário de PAULO GALDINO COELHO em 8 janeiro 2013 às 7:28

DEUS é TUDO, inclusive o NADA.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!