Cura Transcendental O lado mágico do Feng-Shui

 

.
Cura Transcendental
O lado mágico do Feng-Shui

Antes de entrarmos na parte prática de como usar o bágua, gostaria de explicar as 03 correntes do estudo do Feng-Shui.

Ele se divide em 03 escolas:
Escola da Forma
Escola da Bússola
Escola do Chapéu Negro

Escola da Forma - foca o trabalho nos contornos físicos dos terrenos onde casas e prédios estão implantados. Formatos, relevos, caminhos d'água são analisados e, a partir dos pontos cardeais, aplica-se a Teoria dos Quatro Animais.

Sul - está a fênix vermelha, o pássaro do verão e da boa sorte.
Norte - é o espaço da tartaruga preta animal do inverno, dorminhoca e misteriosa.
Oeste - fica o tigre branco, imprevisível e aventureiro.
Leste - domina, o dragão verde, protetor e emissário de cultura e sabedoria.

Os chineses formados na Escola da Forma defendem que o ideal é uma casa ou prédio cujo terreno apresente pequena elevação a Oeste, onde pousa o tigre branco, maior elevação a Leste, trono do dragão verde, área livre ao Sul, para a fênix vermelha alçar vôo, e grande elevação ao Norte, onde a tartaruga preta protege toda a construção.

Escola da Bússola - usa diferentes instrumentos para diagnosticar pontos de energia estagnada nos ambientes, a partir da identificação do Norte da casa.
Bússola para localizar os pontos cardeais. Um diagrama composto de oito casas (quatro auspiciosas e outras quatro desfavoráveis), mais o centro chamado Tao ou Tai chi, onde fica o número de cada praticante encontrado à partir da data de nascimento. Oito trigramas do I-ching (texto de consulta milenar do pensamento chinês).

Escola do Chapéu Negro - (a que vamos nos basear para os nossos estudos)
É a mais difundida no mundo Ocidental, avalia cada casa ou ambiente a partir de sua porta de entrada, onde posiciona-se a área de trabalho do bágua, o mapa dessa escola de Feng-Shui são: oito áreas de interesse da vida - trabalho, amigos, criatividade, relacionamentos, sucesso, prosperidade, família, espiritualidade - atuadas pela distribuição de móveis, pintura de paredes, luz, cor, plantas, sons e intenção.

O berço do Feng-Shui é a China, mas há escolas de pensamento em outros países. Como a Nove Estrelas, no Japão, a Vashter Shastra, na Índia, e mais uma em Bali.

Antes de começarmos a estudar, entender e utilizar o bágua, gostaria de alertar, que o Feng-Shui, descoberto pelos ocidentais nesta virada de século, que vem encantando multidões de adeptos, prontos para mudar a casa com o intuito de melhorar a vida, devem estar atentos para que antes de alterarem o mundo exterior é preciso reformular o modo de pensar e de agir.

Portanto se você quer ativar setores de sua vida que não andam exatamente como desejaria, leve em consideração que como toda filosofia, o Feng-Shui exprime uma maneira de ver o mundo baseado na cultura oriental.

Daí a importância de não colocar a sua vida nessa arte. Mesmo que a filosofia lhe pareça fascinante, aplique esses conceitos, apenas como referência, jamais como a única saída.

Até a semana que vem...
Não perca a primeira aula para utilizar corretamente o Bagua...
http://www.sorria.com.br/mensagem/455/cura-transcendental.html

Exibições: 977

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Dalva Xavier da Silva em 27 julho 2012 às 19:45

A aprendizagem nos enriquece o espírito, estou sempre pronta a novos conhecimentos.Muita paz e luz.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!