Chico Xavier referia-se a ela assim: A PROFESSORA DE PACIÊNCIA ela fica quase o dia inteiro com a filha doente no colo!

Na peregrinação de Natal, na companhia de Chico, chegávamos a uma casinha na periferia que, para adentrá-la, precisava se curvar, de tão baixa a única porta que lhe conferia acesso ao interior.

- Eu vim visitar a minha professora de paciência! – saudava o Chico a uma senhora, D. Maria dos Reis, que o recebia com imenso sorriso e uma filha excepcional no colo.

Tudo lá dentro era muito pobre – a senhora quase não possuía utensílios e, com a filha já crescida, dormia numa esteira suspensa por alguns tijolos, à guisa de cama. Chico abraçava-se à Maria dos Reis com imensa ternura e osculava a fronte de sua filha de olhos estrábicos, pernas e braços retorcidos.

- Como vão as coisas? A nossa menina está mais calma? – perguntava ele.

- Graças à Deus, tudo bem, “tio Chico” – respondia a senhora, quase sem dentes na boca - Ela parece saber quando o senhor vai chegar! Fica apontando para a porta e balança o corpo, como se quisesse me dizer alguma coisa.

Aí o Chico nos explica, enquanto alisa os cabelos da filha de Maria dos Reis:
- Ela não pode ouvir barulho de avião passando sobre a casa...Também esteve na guerra e desencarnou sob um bombardeio. Coitada!
- Se ela escuta barulho de avião, - explica a mãe, endossando as palavras do Chico – fica muito agitada e quase chega a gritar. A crise custa a passar.

- Mas ela vai ficar boa! - Chico faz uma breve prece e, logo em seguida, afirma: - Sempre que necessito de uma dose maior de paciência eu me lembro de Maria dos Reis e venho até aqui...Ela fica quase o dia inteiro com a filha ao colo, não a deixa um só estante!

A senhora sorri e aperta a filha junto ao peito como quem abraça um tesouro.

- Temos muito que aprender com o devotamento desses espíritos que reencarnam com árdua tarefa no campo da maternidade. – acentua o médium, olhando-nos com firmeza. E prossegue: - Nós nos queixamos muito...Tem gente que sofre, mas, se for preciso, tem dinheiro para comprar uma farmácia inteira para amenizar os seus sintomas de dor, as suas angústias... Pode se consultar com o médico que quiser e se internar no hospital que escolher... Mas tem gente que geme de dor a noite inteira e treme de febre, sem um único comprimido à sua disposição!...

(Livro: Chico Xavier – o médium dos pés descalços – Carlos A. Baccelli)

Exibições: 30

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!