CHICO XAVIER e o MISTÉRIO DAS HORTALIÇAS

     Algo muito estranho vinha acontecendo com as hortaliças cultivadas por Dona Cidália, madrasta de Chico Xavier.

     Essas plantas eram por todos cuidadas com desvelado carinho pois, além de alimento para a familia, eram também vendidas para custear a aquisição do material escolar do Chico e seus demais irmãos.

     O fato estranho é que, misteriosamente, a partir de determinado momento as hortaliças começaram desaparecer da horta. Tudo começou porque, quando o pai de Chico estava fora, à trabalho e Chico e seus irmãos na escola, Dona Cidália, às vezes, também precisava ausentar-se para buscar lenha, longe de casa. Nessas ocasiões, repolhos, couves e alfaces sumiam...

     Dona Cidália resolveu agir à moda Sherlock Holmes e começou a investigar... não tardou muito e descobriu que uma vizinha vendo que não havia gente em casa, sorrateiramente surrupiava as verduras.  Arrááá!...

     Constatado o fato, Dona Cidália ficou numa sinuca: repugnava-lhe a idéia de ofender uma vizinha amiga por causa de repolhos e alfaces, mas, sem verduras não haveria dinheiro para comprar o material escolar das crianças. Pensa daqui... pensa dali... teve uma idéia!!! Chamou Chico e falou:

     - Meu filho, você diz que, às vezes, encontra com o Espírito de sua mãe Dona Maria. Peça-lhe um conselho. Como você sabe nossa horta está desaparecendo, já sabemos a causa: mas como solucionar? Filho, peça ao Espírito de sua mãe para nos orientar.

     À tardinha, Chico procurou o fundo do quintal e rezou. Como de outras vezes a mãezinha apareceu. O menino contou-lhe o que se passava e  pediu-lhe ajuda.

     Dona Maria, então, lhe disse:

     - Chico, diz à Cidália que, realmente, não devemos brigar com os vizinhos que são pessoas de quem sempre necessitamos. É aconselhável, então, sempre que precise ausentar-se,  que ela dê a chave da casa à essa vizinha amiga que vem lhe surrupiando a horta, porque desse modo, a vizinha ao invés de roubar os legumes, nos ajudará a cuidar deles.

     Dona Cidália achou o conselho excelente e cumpriu a determinação.

     Foi assim que a vizinha nunca mais tocou nas hortaliças, porque passou a responsabilizar-se, não somente pela horta, mas também pela casa inteira. 

 

    

Exibições: 1798

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Maciel Bosso em 10 julho 2012 às 8:34

Como essas mensagem serve bem o nosso dia a dia...

Adorei...

Comentário de Elaine Cristina Malo Martins em 9 julho 2012 às 10:44

Texto maravilhoso, grande lição para a vizinha, e para todos nós com certeza.

Comentário de Noemia Santos Silva em 9 julho 2012 às 0:36

De uma forma simples e sutil a vizinha foi desarmada,sem agressão nem constrangimento.Texto maravilhoso.

Comentário de José Ivo dos Santos em 8 julho 2012 às 1:00

Grande amigo: Adão de Araújo ! Não conhecia esta passagem, na vida do Chico Xavier. Amigo, comigo houve passagem bem parecida. Senão: "Lecionando  numa escola municipal em um bairro não muito aconselhável para passeio noturnos e ou sem representante da área....Me vi também em sinuca, pois, os garotos-homens  tinham por hábito bagunçar nas aulas e riscar nossos carros, caso sentissem contrariados em...Pensei e tomei a seguinte decisão: Nomear o 'Manda Chuva' como meu representante na Escola." Moral: Dava muinhas aulas tranquilamente, e ainda era convidado conselheiro da moçada. Saudades:  amigo Adão ! 

Comentário de Simplicio Oliveira da Fonseca em 7 julho 2012 às 22:37

O comentário, alias genial, só nos mostra que a solução em muitas situações está na sua singelesa e objetividade. Muita luz e paz!

Comentário de Rita De Cássia Rodrigues dos Anj em 7 julho 2012 às 21:01

Gostei muito deste texto nos faz refletir,  uma solução simples e inteligente obrigado 

Comentário de Maria Luisa em 7 julho 2012 às 20:27

É um exemplo essa mensagem, e linda tbm, abraços

Comentário de Creusa Torres em 7 julho 2012 às 14:03

Excelente!!! Solução sem discórdia!!!

Obrigada!!!

Com carinho..

Comentário de Laurete Antônia de Oliveira em 7 julho 2012 às 13:33

Muito bom! Com inteligência e sem agressão alguma, o caso foi solucionado...sabedoria..

 

Comentário de Benoni Martins em 7 julho 2012 às 12:20

Como se vê, de todo mal Deus tira mesmo o bem. 

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!