UBERABA - Uma carta psicografada foi usada durante um processo de homicídio e cujo julgamento foi realizado em Uberaba (MG), ontem. Para provar sua inocência, a defesa do réu Juarez Guide da Veiga usou trechos do que teria dito a vítima - João Eurípedes Rosa, o “Joãozinho Bicheiro”, como era conhecido, por meio de um médium. Na correspondência pós-morte, a vítima diz ter dado motivo para o crime ao agir com ódio e ignorância ao ver a ex-companheira em companhia de Juarez. O crime ocorreu há quase 22 anos e a mulher envolvida no triângulo amoroso também foi beneficiada com o veredicto, pois inicialmente, segundo o Ministério Público, teria tramado a morte do marido em companhia do réu para ficar com a herança. Mas na mensagem psicografada, o morto a defende de qualquer participação e pede para
que cuide dos dois filhos do casal.

 

Uberaba, local dos fatos, é conhecida por ser a terra de Chico Xavier, médium mais famoso do País. As mensagens citadas no processo somam 17 páginas e foram psicografadas por Carlos Baccelli um ano após a morte do bicheiro.

 

Baccelli, dentista por profissão, também é médium e autor de mais de 100 livros - alguns deles scritos em parceria com Chico Xavier.

***

Fonte: Jornal da Cidade/BAURU, sábado, 22 de março de 2014

 

 



style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-6231129105751953"
data-ad-slot="4278584621"
data-ad-format="autorelaxed">

Exibições: 1272

Tags: ABSOLVE, ACUSADO, CARTA, PSICOGRAFADA

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de eliane maria borges em 24 setembro 2014 às 19:56

Fantástico!!!

Comentário de sueli rodrigues em 24 setembro 2014 às 17:20

boa tarde justiça divina , eu creio porque já recebi uma mensagem do meu filho que faleceu aos 12 anos e td que estava escrito na mensagem só eu sabia , obrigada paz e luz ,

Comentário de Benoni Martins em 24 setembro 2014 às 15:09

Fundamentos Espíritas: Toda a pratica espírita é gratuita, dentro do princípio do Evangelho: "Dai de graça o que de graça recebeste". O Espiritismo não impõe os seus princípios: convida os interessado em conhecê-los a submeter os seus ensinos ao crivo da razão, antes de aceitá-los. O Espiritismo respeita todas as religiões, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização entre todos os homens, independentemente de sua etnia, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social. O Espiritismo reconhece que " o verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, amor e caridade, na sua maior pureza".

Comentário de Ana Célia foit em 23 setembro 2014 às 21:58
Justiça divina
Comentário de Ari Tavares em 23 setembro 2014 às 20:44
Justiça divina!

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!