AVIÃO, com TIME da CHAPECOENSE, cai na COLÔMBIA e provoca uma TRAGÉDIA ! Por quê ocorrem essas MORTES COLETIVAS ?

Uma tragédia ocorreu essa madrugada ! Praticamente todos os passageiros e tripulantes morreram após queda de avião na Colômbia ! Por quê essas mortes coletivas ocorrem ?

 A resposta a esta pergunta foi dada por Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, no livro O Consolador:
"Na provação coletiva, verifica-se a convocação dos Espíritos encarnados, participantes do mesmo débito, com referência ao passado delituoso e obscuro.
O mecanismo da justiça, na lei das compensações, funciona então espontaneamente, através dos prepostos do Cristo, que convocam os comparsas na dívida do pretérito para os resgates em comum, razão por que, muitas vezes, intitulais “doloroso acaso” às circunstâncias que reúnem as criaturas mais díspares no mesmo acidente, que lhes ocasiona a morte do corpo físico, ou as mais variadas mutilações, no quadro de seus compromissos individuais."
Emmanuel, sob a psicografia de Chico Xavier, em O Consolador, pergunta 250.

Exibições: 7424

Tags: !, ?, AVIÃO, CHAPECOENSE, COLETIVAS, COLÔMBIA, MORTES, Por, TIME, TRAGÉDIA, Mais...cai, com, da, e, essas, na, ocorrem, provoca, quê, uma

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Nizomar Sampaio Barros em 30 novembro 2016 às 11:12

Provações coletivas sempre deixam forte impressão.

Ressaltamos que, na explicação dada por Emmanuel, não devemos considerar o termo 'convocação' como uma repressão do livre arbítrio. Não há compulsão para aceitação de qualquer resgate cármico coletivo, mas uma proposição para a transmutação de energias negativas de forte potencial, que pode ser aceita ou não, mas que, de outro modo, exigiriam várias encarnações de sofrimento para eliminar os óbices.

Ao aceitarem a prova, os Espíritos desejosos de romper com esses bloqueios que os impedem de se adiantarem na Senda, e, logicamente, na direção da felicidade, passam por intenso treinamento no astral superior para neutralizarem o temor natural e poderem viver normalmente no plano físico sem problemas psicossomáticos. Esses Espíritos, porém, podem desistir na hora em que se convencerem que não desejam ir adiante, pois ninguém é obrigado a fazer o que não pode ou que não quer. 

Aqueles cujos carmas não exigem passar por esses grandes testemunhos e que na última hora encontram-se em situações ameaçadoras, forram-se em circunstâncias aparentemente aleatórias, na verdade governadas por leis cuja compreensão, por ora, escapa à maioria dos seres humanos. 

A mecânica total do carma é governada é de difícil compreensão, mas é governada pela grande Lei de Equilíbrio que preside o universo, a mesma que leva, por exemplo, seres humanos a se colocarem em grande escala sob o guante de terríveis cataclismos, que ceifam impiedosamente milhares de vidas.  

O estudo do carma coletivo é bastante complexo, exigindo um acervo de conhecimentos que, por enquanto, não temos condição de acessar totalmente, existindo toda uma Hierarquia de seres divinos, conhecida como os Senhores do Carma, que presidem essas leis.   

Associando-nos aos sentimentos de fraternidade aqui manifestados, fazemos votos para que aqueles irmãos que passaram por tão angustiante prova, assim como os seus familiares e amigos, sejam assistidos pelo Plano Superior!

Comentário de nilza reis ribeiro de paiva melo em 29 novembro 2016 às 18:46

Creio no carma coletivo; mas, penso, devemos viver a cada instante como se fosse o derradeiro: com mente positiva, bons sentimentos, olhando-nos e olhando nosso próximo com tolerância e compreensão. Aos que foram, nossas orações por eles, ao Deus Criador.

Comentário de PETER W. STERF em 29 novembro 2016 às 9:17

Tem pessoas que na ultima hora não puderam embarcar e, junto com aqueles que se salvaram,mostra que  não estava na hora deles partirem .....conheço isso como Carma coletivo!

Comentário de Rosangela Araujo em 29 novembro 2016 às 8:17

Tem gente que se salvou...Será que ficarão sequelas? Sorte de quem desencarnou ou de quem ficou?Tudo é tão relativo, como disse Einstein...

Comentário de Sergio Luiz Pansonatto em 29 novembro 2016 às 7:41
Lamentável! Mas se temos Deus no comando temos que acreditar em uma recuperação de dívida de vidas anteriores.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!