Se a treva do mal procura
Mergulhar-te na amargura,
Não te aflijas, meu irmão!...
Olvida o fel que te invade
E acende a luz da bondade
No templo do coração.

Muitas vezes a ironia,
Sob a cólera sombria,
É grito de angústia e dor.
Alma revolta na vida
É como a terra ferida,
Necessitada de amor.

Ampara sempre... O Caminho
Nem sempre será de arminho
Que te convide a cantar.
Terás, igualmente, um dia,
A luta, o pranto e a agonia
Por viver e atravessar.

Alguém clama ou desespera?
Silêncio! Trabalho e espera
Na alegria calma e sã...
Sobre a noite brilha a aurora
E, além das sombras de agora,
O dia volta amanhã.

***

Espírito: João de Deus

Médium: Chico Xavier

Livro: Cartas do Coração

Exibições: 268

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de sueli rodrigues em 5 novembro 2014 às 17:11

boa noite linda mensagem grata ,

Comentário de Ronaldo Costa/O Arrebol Espírita em 4 novembro 2014 às 14:53

maria fidalgo Meu anjo, também sinto muita saudade dos amigos que por aqui ou por ali encontrei, mas a tarefa de divulgação da Santa Doutrina tem me tomado todo tempo para para pesquisar, estudar, e publicar, aqui, em meu blog pessoal, em três (03) páginas do Facebook, e em  mais outras redes em que humildemente tento colaborar. Mas assim que puder, tente me encontrar no face, é mais fácil.

Eis o link: https://www.facebook.com/o.arrebol.espirita

Comentário de maria fidalgo em 3 novembro 2014 às 16:44

  boa   noite   muito   obrigada   por   partilhar   Jesus    sempre   te   abençoe   tinha   saudades   suas

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!