A lei dos renascimentos, dissemos, rege a vida universal. 
Com alguma atenção, poderíamos ler em toda a natureza, 
como num livro, o mistério da morte e da ressurreição.
As estações sucedem-se no seu ritmo imponente.
O inverno é o sono das coisas; a primavera é o acordar;
o dia alterna com a noite; ao descanso segue-se a 
atividade; o espirito ascende as regiões superiores para
tornar a descer e continuar com forças novas a
tarefa interrompida.
As transformações das plantas e do animal não
são menos significativas. A planta morre para renascer, 
cada vez que volta a seiva, tudo murcha para reflorir.
A larva, a crisálida e a borboleta são outros tantos
exemplos que reproduzem, com mais ou menos 
fidelidade, as fases alternadas da vida imortal
-Léon Denis-

Exibições: 43

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!