artigo09_01_1

História é uma palavra com origem no termo grego antigo que significa “conhecimento advindo da investigação”. Ou seja, a História é uma ciência que estuda o homem e a sua ação no tempo e no espaço, mas sempre baseada em provas materiais.

Porém no espiritismo apreendemos a conhecer a história observada pelo ponto de vista espiritual, tendo em vista que grande parte dos acontecimentos registrados no mundo físico tem suas origens no mundo espiritual.

Desta forma, através de obras psicografadas por mãos abençoadas de médiuns de extrema confiança, aprendemos sobre o lado imaterial que a história nos conta e que está intimamente associada aos desejos das entidades superiores que comandam nosso planeta.

Lamentavelmente pouquíssimas pessoas conhecem a história espiritual que existe por trás de acontecimentos importantes como o Descobrimento do Brasil, a Inconfidência Mineira, a Independência do Brasil, entre tantas outras que jamais supomos terem recebido influência divina; como se a história material e a espiritual não ocorressem simultaneamente, uma em concordância da outra sob a aplicação da vontade suprema.

Talvez aqueles espíritas que conheçam o livro “Brasil, Coração do Mundo e Pátria do Evangelho”, do espírito de Humberto de Campos e psicografado por Chico Xavier, já tenham compreendido que tudo está nas mãos e no meigo coração de jesus e, que portanto , embora não sejamos “marionetes da vontade divinas”, somos sempre intuídos em nossas ações.

artigo09_01_2

A história espiritual narrada por esse valoroso e incontestável espírito, afirma que Jesus , de volta ao mundo espiritual, por volta do ano de 1.370 esteve reunido com os espíritos dirigentes do planeta para transplantar a árvore do evangelho que havia sido plantada na palestina para outro local – O Brasil -, e ,que a terra que recebesse tal árvore , teria o formato geográfico de um coração e que sobre seu céu , seria designada a constante marca da cruz de estrelas , para ser reconhecida como a terra onde o amor , o perdão das ofensas , o trabalho e a caridade seriam definitivamente instaurados.

Desta forma podemos concluir que tudo é criteriosamente planejado no mundo espiritual e com grande antecedência para que os espíritos envolvidos estejam aptos a assumirem sua nova performance.

Para que o Brasil entrasse para os anais da história, encarnaram em Portugal os maiores conhecedores e amantes do mar ,entre eles a destacada figura do espírito de Hilel – fiel seguidor de jesus – que reencarna como Dom Henrique de Avis-quinto filho do Rei Dom João I –que fundou a Escola de Sagres e que teve o auxílio de mentores espirituais que escolheram os fenícios para voltar ao planeta e darem o impulso necessário à navegação.

artigo09_01_3

A história espiritual nos relata que Pedro Álvares Cabral, durante a travessia do Atlântico, teve suas noites povoadas de sonhos sobre uma nova terra. Essas visões do plano onírico tratavam-se de influencias emanadas por mensageiros celestes que insuflavam em seu espírito o desejo de alcançar a terra onde a Árvore do Evangelho de Cristo seria transplantada.

O livro revela também que a Independência do Brasil, alcançada em 7 de setembro de 1822 , iniciou-se no dia 21 de abril de 1792 com a morte por enforcamento e posterior esquartejamento de Joaquim José da Silva Xavier – o Tiradentes – e, que atendendo ao plano de Jesus , veio a renascer no solo brasileiro para com seu determinismo e inteligência à serviço da paz e da não violência, incentivar no povo a firme ideia da liberdade.

Por sua lealdade a pátria, Tiradentes seguiu logo que desencarnou por uma estrada luminosa, afastando-se do local do suplício e, desta forma, foi poupado de contemplar o esquartejamento do próprio corpo em praça pública. Recebido pelo mentor espiritual do Brasil – espírito Ismael – foi esclarecido que naquele resgate estava ele pagando débitos que havia contraído quando fora um inquisidor da Igreja Católica; e que se no corpo carnal não conseguira alcançar a tão almejada independência da pátria amada, teria ele uma participação ativa nos 30 anos vindouros em que auxiliaria na montagem do cenário para a Independência do brasil.

artigo09_01_4

A história espiritual revela ainda que a doença mental que causa a interdição da rainha de Portugal Dona Maria I – mãe de Dom João VI e que era o pai de Dom Pedro I – iniciou dias após o enforcamento de Tiradentes; doença essa provocada pelo remorso pelas incontáveis mortes que autorizou.

Fato que elucida o afastamento da rainha e a solicitação de Portugal para que Dom João VI se apresentasse imediatamente e assumisse o trono vago; deixando nas terras brasileiras que ele tanto admirava, seu filho Dom Pedro I que em 09 de janeiro de 1822 dá sinais da tão almejada Independência ao responder ao povo: – “Diga ao povo que fico!”

Outra revelação espiritual é que o espírito de Tiradentes inspirou no coração de dom Pedro I a incontrolável vontade e coragem de libertar o Brasil do poderio de Portugal para que pudesse construir o seu futuro livremente a partir de 07 de setembro de 1.822; sendo que ele estava presente – em espírito – e junto ao imperador no dia do grito do Ipiranga, no famoso: “Independência ou Morte”.

Exibições: 531

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!