A cura pela fé Autor: Altamirando Carneiro

A cura pela fé

Autor: Altamirando Carneiro

No capítulo 14 (Os fluidos), item 31 – curas – do livro A Gênese, Allan Kardec explica: “A cura se opera pela substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã”.

Podemos classificar as curas em curas materiais e curas espirituais. As curas materiais são proporcionadas pela Medicina, pelos remédios; as espirituais são as que se realizam com a participação dos médiuns. Neste ponto, o tratamento espiritual não dispensa o tratamento médico e vice-versa.

Quanto às curas de Jesus, no capítulo 15 de A Gênese, Allan Kardec observa:

“Nas curas que operava, (Jesus) agia como médium? Pode-se considerá-lo como um poderoso médium curador? Não, pois o médium é um intermediário, um instrumento do qual se servem os Espíritos desencarnados. Ora, o Cristo não tinha necessidade de assistência, ele que assistia e auxiliava os demais, agia por si mesmo, em vista de seu poder pessoal, tal como o podem fazer os encarnados em certos casos, e na medida de suas forças. Aliás, qual seria o Espírito que ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se ele recebesse um influxo estranho, não poderia ser senão de Deus; segundo a definição dada por um Espírito, era o médium de Deus”.

O tempo para a obtenção da cura pode variar, dependendo de cada caso. Temos de considerar que cada um de nós está submetido à Lei de Causa e Efeito; por isso, não obtemos a cura de todos os nossos males, nesta vida. Jesus, por certo, não curou a todos.

O indispensável nas curas é que tenhamos fé. No capítulo 19 (A fé transporta montanhas) de O Evangelho segundo o Espiritismo, item 12 – a fé humana e a divina –, a mensagem de um Espírito Protetor (Paris, 1863) elucida:

“A fé é humana e divina, conforme o homem aplica suas faculdades à satisfação das necessidades terrenas, ou de suas aspirações celestiais e futuras. O homem de gênio, que se lança à realização de algum grande empreendimento, triunfa se tem fé, porque sente em si que pode e há de chegar ao fim colimado, certeza que lhe faculta imensa força. O homem de bem que, crente em seu futuro celeste, deseja encher de belas e nobres ações a sua existência, haure na sua fé, na certeza da felicidade que o espera, a força necessária, e ainda aí se operam milagres de caridade, de devotamento e de abnegação. Enfim, com a fé, não há maus pendores que se não chegue a vencer.

O Magnetismo é uma das maiores provas do poder da fé colocada em ação. É pela fé que ele cura e produz esses fenômenos singulares, qualificados outrora de milagres.

Repito: a fé é humana e divina. Se todos os encarnados se achassem persuadidos da força que em si trazem, e se quisessem pôr a vontade a serviço dessa força, seriam capazes de realizar o que, até hoje, eles chamaram prodígios e que, no entanto, não passa de um desenvolvimento das faculdades humanas”.

Por isso, Jesus disse que se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda removeremos todas as montanhas dos nossos erros e imperfeições.

No item 3 (O poder da fé), do capítulo que estamos analisando, Kardec diz:

“A fé sincera e verdadeira é sempre calma; faculta a paciência que sabe esperar porque, tendo seu ponto de apoio na inteligência e na compreensão das coisas, tem a certeza de chegar ao objetivo visado. A fé vacilante sente a sua própria fraqueza; quando a estimula o interesse, torna-se furibunda e julga suprir, com a violência, a força que lhe falece. A calma na luta é sempre um sinal de força e de confiança; a violência, ao contrário, denota fraqueza e dúvida de si mesmo”.

No item 4, Allan Kardec nos chama a atenção para que não confundamos a fé com a presunção:

“A verdadeira fé se conjuga à humildade; aquele que a possui deposita mais confiança em Deus do que em si próprio, por saber que, simples instrumento da verdade divina, nada pode sem Deus. Por essa razão é que os bons Espíritos lhe vêm em auxílio. A presunção é menos fé do que orgulho, e o orgulho é sempre castigado, cedo ou tarde, pela decepção e pelos malogros que lhe são infligidos”.

Fonte: http://www.oconsolador.com.br/ano8/397/altamirando_carneiro.html

Exibições: 164

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Nilza Garcia domingo

Grata amigos pelo comentários que só nos alentam alma.

Paz e Luz!

Nyl

Comentário de Dilermando Castro Lemos Costa quinta-feira

Eu também acredito na cura pela fé, tanto que fiz um desenho parecido com esse há alguns anos atrás.

Comentário de Ricardo gomes em 17 março 2020 às 11:52

SO MESMO SENDO CURADO PELA FE PARA PODER SABER O QUE SE TRATA !!!!. PHAZ E PROSPERIDADE !!!!.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!