A CRUZ DE CRISTO 
 
Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.
João 10.17 e 18
 
Que a graça e a paz do Senhor repousem sobre sua vida, amado irmão, amada irmã, nesta sexta feira  abençoada que recebemos de Deus para vivermos para a Sua glória.
Viveremos nesta semana o feriado conhecido como “semana santa”. O feriado cristão que relembra os eventos que envolveram a morte e a ressurreição do Senhor Jesus Cristo. 
Antes de tudo, é preciso ficar claro que esta semana não é mais santa do que qualquer outra do calendário anual. Apesar de nos lembrarmos da morte e ressurreição do Senhor, os dias da semana são tão santos quanto quaisquer outros. A celebração da morte e ressurreição não torna os dias mais santos. Para Deus, não existe um dia mais santo do que outro. Todos são absolutamente iguais. Nada realidade, todos são santos diante de Deus, porque em todos os dias do ano, você e eu devemos viver de modo digno e agradável diante de Deus. Hoje é um dia santo, no qual você deve viver de forma que Deus seja glorificado. O que torna um dia santo não é a data nele comemorada, nem a decisão da igreja em santificá-lo, mas sim a nossa conduta em viver para a honra e glória de Deus.
Apesar disso, lembrar grandes eventos faz bem para a alma humana. O ser humano deve se lembrar e celebrar datas históricas importantes, pois datas importantes carregam significados intrínsecos que mexem com a consciência humana e despertam sentimentos de nobreza e mudança de caráter.
É assim com a morte de Cristo. A morte de Cristo desperta os mais puros, santos e nobres sentimentos no coração do homem. Celebrar a morte do Senhor é celebrar o maior ato de entrega pessoal e voluntária jamais realizada na história humana.
A morte de Jesus não foi ocasionada pelo ato de traição de um de seus discípulos. Nem mesmo pela perseguição dos judeus que tinham medo do ministério crescente daquele novo mestre que curava e ensinava sobre o amor. Nem pelos soldados romanos que o torturaram e mataram.
A morte de Jesus foi ocasionada pelo entregar voluntário de um Senhor que sabia que só seu sacrifício selaria a paz entre o ser humano e seu Deus.
Jesus se deu para que o homem pudesse achegar-se ao Pai sem barreiras, sem intermediários, sem manchas, sem medo, sem qualquer outro obstáculo. Ele tinha autoridade para dar ou não sua vida. E Ele resolveu entregá-la por amor a você e a mim!
Esse ato sublime nos ensina hoje, nessa terça-feira, que a vida do homem deve ser marcada pela entrega e não pelo reter, segurar, manter consigo mesmo. Esse tem sido o ensino deste mundo. Cada pessoa deve reter o máximo que puder para si mesmo. Reter seus bens e multiplicá-los. Reter seu tempo e investir em seu benefício próprio. O homem tem sido ensinado a pensar primeiro em si mesmo, e normalmente ele aprende a pensar  em si mesmo.
A morte de Jesus nos mostra que Ele pensou exclusivamente em nós, e não reteve nem mesmo a sua vida, entregando-a por nossa causa.
Pensar no outro em primeiro lugar! Você estaria disposto a viver assim nesta semana? A mudar seu referencial de si mesmo para o outro? A investir no outro antes de investir em você? A sacrificar-se pelo outro?
Esse é o primeiro desafio da cruz de Cristo: Entregar-se totalmente a Deus e aos outros, antes de pensar em si mesmo!
Que o Senhor nos conceda a graça de vivermos dessa forma durante toda a nossa vida!
Tenha um ótimo dia e até amanhã se o Senhor permitir.
No amor do Senhor Jesus,
 
Pr. Samuel Ferreira da Silva
 

Exibições: 155

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Nilza Garcia em 4 maio 2017 às 1:57

Amem querido amigo, a nos todos!!

Nyl

Comentário de cleodato fernandes pessoa em 3 maio 2017 às 19:35

Muito bela a mensagem, muita paz para nos todos,  um bom dia Nilza que Deus a ilumine cada dia mais.

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!