* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns - Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação - Leitura da Questão - Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 67-Mediunidade e doentes)
Reunião pública de 12-9-60
Questão LM no.176 inciso 1, 2 e 3.


Você suporta bem um pouco de dor?
Ou é daqueles que tem sempre um comprimido por perto?

Conheço mais de uma pessoa que basta alguém dizer:

— Tô com uma dor aqui!— e o remédio aparece magicamente.

Dor de cabeça, fígado, enxaqueca, rins, artrite, artrose, dor de junta, caspa, halitose, etc.
(Calma!, não chegarei nem perto da música "O Pulso" dos Titãs.)

Mas até onde estes problemas são do corpo ou da alma?

"No que se refere aos doentes, os cientistas ateus apenas enxergam o corpo na alma e os religiosos extremistas apenas enxergam a alma no corpo; as inteligências sensatas, porém, observam uma e outro, conjugando bondade e medicação nos processos de cura." — adverte-nos Emmanuel

Não podemos aceitar, como os grandes laboratórios de medicamentos pretendem, que todas as dores humanas possam ser resolvidas usando a química correta, no comprimido adequado, naquele caro tratamento novo que ignora nossa parte emocional e espiritual.

Exemplo disso são os grupos que desconsideram o efeito da Psicanálise e defendem que todo problema cerebral se resolve administrando o remédio certo!
Será?

Afinal, se pensarmos que mesmo as células do corpo são minúsculas inteligências em evolução, não creio ser este o caminho.

Mas também é infantil acreditar que TODO problema pode ser resolvido por meio de orações, exorcismos, leituras sagradas, atendimento fraterno ou passes magnéticos.

Um vírus não vai procurar outro corpo só porque ouviu um Salmo comovente.

Corpo e alma formam um conjunto, onde um orienta e o outro é veículo.
Um comprimido ajuda a acertar o corpo.
Um bom livro coopera no acerto da alma.

Mas, se queremos um resultado substancial, temos de trabalhar o acerto de dentro para fora, tratando sim do corpo e, em paralelo, mobilizando as poderosas potências da alma.

"Na mediunidade curativa, portanto, suprime a enfermidade, quanto possível, com o amparo da medicina criteriosa, mas unge-te de amor para socorrer o doente."

Os espíritos dizem que a Medicina está sobre a Terra por ordem da Divina Providência.
São bênçãos que nos envolvem para lenir grandes dores!

É fato que um tratamento tem efeito mais profundo no corpo se a pessoa confia em quem está tratando dela.
Uma confiança construída na solidariedade e no amor do terapeuta pelo paciente.

"Pronuncia a prece que reconforte e estende o passe magnético que restaure, como se fossem pedaços de teu próprio coração em forma de auxílio."

ATENÇÃO: nada de machucar o ânimo de quem já está em dificuldades !!

Sabemos que muitas doenças ocorrem pelos erros cometidos perante o crime, o vício, etc., nessa ou em outras encarnações. Mas a gente precisa martelar isso na cabeça do paciente?

E se fôssemos nós na pele dele, será que não cometeríamos os mesmos erros e não estaríamos hoje com a mesma doença?

Sem censuras, sem críticas.
Apenas compaixão por aqueles que sofrem, tratando quantas vezes forem necessárias!

Precisamos aprender a ajudar.
Saber levar a todos um modelo de amparo e caridade onde, um dia, eles mesmos possam se ajudar e, na seqüência, descubram neles as bênçãos do trabalho com Jesus.

"Somente assim descobrirás, tanto em ti quanto nos outros, o surpreendente poder curativo que dimana, ilimitado e constante, do amor de Deus."

 ==&==

Gostou?
Tem ainda a Questão do Livro dos Médiuns e as Curiosidades.

Seara dos Médiuns > 67-Passe ou Remédios?
ou clique aqui!
Curiosidade: virose é doença da alma?

http://estudandocomchicoxavier.wordpress.com/

Exibições: 1282

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Inacio Queiroz em 15 abril 2012 às 10:04

Muito bacana seu testemunho, Fernando.

É exemplo para todos nós.

No final, a doença delas curou múltiplas coisas.

Gostei muito. Abração ...

Comentário de Inacio Queiroz em 13 abril 2012 às 16:56

Oi Margarida,

Bem legal o livro, não?

Eu ganhei um exemplar da primeira edição de presente.

Gostei tanto que iniciei este estudo.

Só não posso transcreve-lo devido a direitos autorais.

Mas nessas meditações eu aprendo muito e atualizo o assunto.

 

Oi Laudicéa, que bom que gostou.

 

Abração para todos ....

Comentário de Laudicéa em 13 abril 2012 às 16:22

Simplesmente maravilhoso.Muita paz e muita luz.

Comentário de Margarida Maria Madruga em 11 abril 2012 às 20:11

Inácio:

GOSTEI! O livro Seara dos Médiuns foi um dos que mais gostei. E este foi o primeiro capítulo que li. Depois voltei a capa e li calmamente em duas noites. Já faz tempo, mas me lembro. O livro manteve-me ligada aos assuntos. Emmanuel fala conosco.

Gostei também de saber do site. Colocarei nos Favoritos.

Obrigada pelos dados preciosos.

Comentário de Inacio Queiroz em 11 abril 2012 às 11:26

Oi Patrícia Sinestri,

Essa sensação de que o texto parece descrever alguém, eu também tive.

E o impressionante é que são idéias da década de 1960.

Ou seja, é um perfil que sempre existiu.

Abração ...

Comentário de Inacio Queiroz em 11 abril 2012 às 11:25

Obrigado aos amigos pelos comentários.

Sobre a questão da mediunidade de cura, recomendo que leiam a questão 175 e 176 do Livro dos Médiuns (ou dê um clique no "clique aqui" no final do texto).

Esta questão dá uma noção interessante sobre a diferença entre o Passe Magnético em seu aspecto terapeutico e a mediunidade de cura.

Nosso desafio é encontrar a melhor conjugação entre as terapias da alma e o tratamento do corpo, lembrando que ambas estão sobre a Terra pela abençoada determinação da Divina Providência.

Abração para todos.

 

Comentário de Danilo Felix em 10 abril 2012 às 19:37

ÓTIMO!

Comentário de Mario Goes em 10 abril 2012 às 15:27

presado amigo othon: o fato de sermos médiuns na generalidade,não quer dizer que na atual vivencia,tenhamos vindo com o dom da cura(mediunidade é fator físico),entretanto para curar é preciso capacidade(aurida no passado).quando o trabalhador está pronto o trabalho aparece.não podemos esquecer que os espíritos atuam em médiuns com capacidade tal e qual.abraços, mario

Comentário de Rivaldo Souza silva em 10 abril 2012 às 10:04

muito bom !!!! boa orientação para nós espiritas !!grato

 

Comentário de othon figueiredo freitas em 7 abril 2012 às 20:53

partindo do princípio de que todos somos médiuns, como sabermos se temos ou não a energia curativa que possa ajudar ao nosso próximo? para mim, há a necessidade de se experimentar, onde? em quem? quando? na dúvida, deveremos procurar um doente e explicar que pretende fazer uma experiencia dando-lhe um passe com o proposito de se atingir a cura e se não conseguirmos, que ele entenda e que não obtivemos merecimento nem o doente nem o passista?

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!