* Referência: Capítulos do Livro Seara dos Médiuns - Chico Xavier/Emmanuel (FEB).
Objetivo: estudo de questões do Livro dos Médiuns (LM) de Allan Kardec.
Roteiro: Meditação - Leitura da Questão - Curiosidades.
(Meditação sobre o capítulo 65-Obrigação primeiramente)
Reunião pública de 3-9-60
Questão LM no.304.


­Faze da mediunidade o instrumento com que possas desferir, entre as criaturas, o teu hino de amor.” ─ diz-nos Emmanuel.

Mas como devemos entender aqueles que cobram qualquer coisa pela mediunidade?

Vários grupos espiritualistas alegam que a cobrança tem fundamento nos gastos, nos esforços, e/ou no tempo dedicado pelo medianeiro para favorecer os necessitados.

Tem quem cobre dinheiro, quem cobre 1 kg de alimento, quem cobre aplausos, reconhecimento, favores, obediência, velas, etc.

Na verdade, a mediunidade por si só traz em seu bojo uma grande recompensa.
Isso quando bem vivenciada, é claro.

Ao vaidoso, ilumina as sombras que poderiam nublar as belas possibilidades que a vida lhe trouxe.

Ao ambicioso, revela a dor daqueles que se colocavam entre os mais 'valiosos'  nos salões da Terra e mergulharam abruptamente na névoa da morte.

Mediunidade é talento divino nas tuas mãos e a Divina Bondade nunca se vende.

Na visão de Emmanuel, se nos fosse possível definir Deus, seria lícito repetir que Deus é amor.
Mas, para fugir ao vazio dessa igualdade (vide meditação ‘63-Deus é Amor? ’), Emmanuel define amor como “trabalho do bem por todas as direções”.

Dessa forma, o trabalho é a base dos planos de Deus para que tenhamos um encarne produtivo.

Claro, sempre encontraremos aqueles convites importantes ou tentadores, irrecusáveis ou chorosos, BEM NA HORA do trabalho.

Nada acontece nas horas livres, mas deu a hora do abençoado trabalho, o mundo precisa da gente.

O que fazer? Bom senso!

Lembremos que Jesus pagou sua fidelidade ao Supremo Senhor, prestando serviço à humanidade com gigantesca renúncia.

Pergunto-me: Onde estarei à serviço Dele, pelo bem de todos e renunciando ao meu interesse?
Por vezes será no trabalho. Por vezes será com quem me solicita.

Pregação sem exemplo é cheque sem fundos.

Temos de nos sustentar? Temos.
Temos que cuidar da família? Temos.
Temos que cuidar de nós mesmos? Temos.

Cuidar da mediunidade é, então, uma oferta de nosso coração ao Bem Maior.

Mas sem ilusões de grandeza e angelitude. Não!

O chafariz que encanta alguns poucos olhares, não enxerga a nascente que o alimenta e desconhece os grandes rios e a amplidão dos Oceanos.
Não venhamos a cometer esta mesma ingenuidade.

Coloquemos em prioridade nossa purificação pelo compromisso bem efetuado.

E, depois da obrigação, entrega à mediunidade aquilo que lhe possas doar espontaneamente, sem qualquer tisna de interesse inferior, como sendo a sua cota de esforço puro na obra do bem geral.

Ainda que seja isso bem pouco.
A imensa estalactite é construída gota a gota, apenas perseverando.

Persevera!
Por mais negra a escuridão, fina réstia de luz rompe a força das trevas.

==&==

Interessante o assunto?
Seara dos Médiuns > 65-Remuneração ou clique aqui!
Curiosidades: Espiritualismo x Espiritismo 

http://estudandocomchicoxavier.wordpress.com

Exibições: 1459

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de Inacio Queiroz em 11 abril 2012 às 11:34

Obrigado pelo carinho, Angela.

Todo mérito (SEMPRE) à dupla Chico Xavier / Emmanuel.

Abração ....

Comentário de angela carneiro da cunha@globo.c em 11 abril 2012 às 1:15

inácio,vc. foi excelente texto EMMANUEL. PARABÉNS gosto sempre que escreve.intervenção CLAUDE

foi bem colocada.

agora aguardar 4a.feira.

abraços, sou sua fã

angela carneiro da cunha

Comentário de Alessandra Modesto em 1 abril 2012 às 19:43

Linda reflexão. Obrigada e fique na paz do Senhor!

Comentário de Aline Daniele Sales Marquezini em 1 abril 2012 às 2:36

O dom que Deus nos deu de graça não deve ser comercializado. Bom! É a minha opinião, temos que cuidar de nossas famílias, cuidar de nós mesmo e pagar contas sim, mas Deus nos criou simples e ignorantes, é assim que nascemos, aos poucos que vamos descobrindo o caminhar, o que gostamos de fazer para ganhar a vida honestamente sem tirar dinheiro de ninguém, eu não acho justo que o que nós recebemos com o amor de Deus que é o dom maravilhoso da mediunidade ele ser vendido. É a minha opinião, desculpe se não agradei com a minha sinceridade, mas é o que penso, cada um tem o direito de pensar diferente, não é mesmo? Então!... Que Deus nos abençoe, hoje e sempre.

Comentário de Patricia Marilia Pietruchalek em 31 março 2012 às 12:26

Obrigada Inacio  um abraço pra vc tbem fique com Deus (**,

Comentário de Inacio Queiroz em 30 março 2012 às 14:20

belas palavras, Patrícia.

Abração ...

Comentário de Patricia Marilia Pietruchalek em 30 março 2012 às 2:04

Temos que regrar as nossas vidas no supremo bem da paz e do amor! Tudo feito com carinho sempre veremos recompensa do bem do coração a propria gratidão de servir!

Comentário de Patrícia Figuerôa em 29 março 2012 às 16:23

COMPANHEIROS,

LEMBREMO-NOS QUE A PRÁTICA MEDIÚNICA NÃO É PRIVILÉGIO SOMENTE DOS ESPÍRITAS.

DENTRO DA DOUTRINA ESPÍRITA NOS É ENSINADO QUE A MEDIUNIDADE NÃO DEVE SER COMERCIALIZADA, PORTANTO, AQUELE QUE É    E S P Í R I T A   E TEM CONHECIMENTO, SE AINDA PERMANECE NO ERRO, COM CERTEZA PODE SER RESPONSABILIZADO POR TAL E, INEQUIVOCADAMENTE PASSARÁ PELO PROCESSO DE REPARAÇÃO.

PORÉM, AO REDOR DO MUNDO, EXISTEM MUITOS MÉDIUNS NÀO-ESPÍRITAS, ATUANDO E COBRANDO, NÃO OBRIGATORIAMENTE, POR FALHAS MORAIS, MAS PRINCIPALMENTE POR FALTA DE CONHECIMENTO MAIS NOBRE E PROFUNDO DAS QUESTÕES ESPIRITUAIS.

PORTANDO, CONDENAR A VENDA DA PRÁTICA MEDIÚNICA SEM ANTES TER CONHECIMENTO DE CAUSA, É O MESMO QUE ARREMESSAR PEDRAS CONTRA A DOUTRINA ESPÍRITA, SEM CONHECIMENTO DE CAUSA, COMO MUITOS FAZEM AINDA HOJE.

SE TANTO NOS ENTRISTECE A CEGA DISCRIMINAÇÃO, QUE SEJAMOS ENTÃO OS PRIMEIROS A NÃO DISCRIMINAR.

CONCORDAM?

 

Comentário de Silvana dos Anjos Estrela em 27 março 2012 às 3:50

Ouvistes.Creio nisso.

Comentário de Sylvio da Costa em 26 março 2012 às 9:02

Dai de graça, aquilo que de graça recebestes...Mas na verdade já estamos sendo pagos, devemos nos lembrar que a mediunidade já é uma forma de resgate!

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!