Doenças Fantasmas (Imaginárias) - André Luiz


Somos defrontados com frequência por aflitivo problema cuja solução reside em nós.

A ele debitamos longas fileiras de irmãos nossos que não apenas infelicitam o lar onde são chamados à sustentação do equilíbrio, mas igualmente enxameiam nos consultórios médicos e nas casas de saúde, tomando o lugar de necessitados autênticos.

Referimo-nos às criaturas menos vigilantes, sempre inclinada ao exagero de quaisquer sintomas ou impressões e que se tornam doentes imaginários, vítimas que se fazem de si mesmas nos domínios das moléstias-fantasmas.

Experimentam, às vezes, leve intoxicação, superável sem maiores esforços, e, dramatizando em demasia pequeninos desajustes orgânicos, encharcam-se de drogas, respeitáveis quando necessárias, mas que funcionam a maneira de cargas elétricas inoportunas, sempre que impropriamente aplicadas.
Atingido esse ponto, semelhantes devotos da fantasia e do medo destrutivo caem fisicamente em processos de desgastes, cujas as conseqüências ninguém pode prever, ou entram, modo imperceptíveis para eles, nas calamidades sutis da obsessão oculta, pelas quais desencarnados menos felizes lhes dilapidam as forças.

Depois disso, instalada a alteração do corpo ou da mente, é natural que o desequilíbrio real apareça e se consolide, trazendo até mesmo a desencarnação precoce, em agravo de responsabilidade daqueles que se entibiam diante da vida, sem coragem para trabalhar, sofrer e lutar.

Precatemo-nos contra esse perigo absolutamente dispensável.

Se uma dor aparece, auscultemos nossa conduta, verificando se não demos causa à benéfica advertência da Natureza.

Se surge a depressão nervosa, examinemos o teor das emoções a que estejamos entregando as energias do pensamento, de modo a saber se o cansaço não se resume a um aviso salutar da própria alma, para que venhamos a clarear a existência e o rumo.

Antes de lançar qualquer pedido angustiado de socorro, aprendamos a socorrer-nos através da auto-análise, criteriosa e consciente.

Ainda que não seja por nós, façamos isso pelos outros, aqueles outros que nos amam e que perdem, inconsequentemente, recurso e tempo valiosos, sofrendo em vão com a leviandade e a fraqueza de que fornecemos testemunhos.

Nós que nos esmeramos no trabalho desobssessivo, em Doutrina Espírita, consagremos a possível atenção a esse assunto, combatendo as doenças-fantasmas que são capazes de transformar-nos em focos de padecimentos injustificáveis a que nos conduzimos por fatores lamentáveis de auto-obsessão.

André Luiz;
Psicografia: Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira;
Do livro: Estude e Viva.

FRATERLUZ



Exibições: 1002

Comentar

Você precisa ser um membro de Espirit book para adicionar comentários!

Entrar em Espirit book

Comentário de elizabeth sabaliauskas em 5 setembro 2015 às 14:45

Eliane Maria Borges, tenho acompanhado minha amiga que citei abaixo e não será fácil sozinha, procure ajuda em centros de terapias holisticas se não for em centro espírita, procure fazer atividades como dançar, assistir filmes alegres, comédias, fazer massagens relaxantes, fique junto de pessoas,não fique só se puder, ligue o rádio cante, ore com fé e com certeza os amigos do plano superior irão te ajudar com certeza ,me coloco a sua disposição no face ,fique bem.

Comentário de eliane maria borges em 5 setembro 2015 às 3:41

Tenho tentado,mais confesso que tenho me sentido incapaz de sair disso sozinha....

Comentário de elizabeth sabaliauskas em 4 setembro 2015 às 10:26

Minha gratidão compartilhar essa mensagem tão oportuna, tenho uma grande amiga de 66 anos ,trabalhadora espiritualista que está passando por esse tipo de doença, ela acredita fortemente que ao trabalhar na mesa mediúnica , na semana que antecede nossa reunião ela adoece, alguma coisa sempre acontece é dor aqui ,alí e ela fica muito chateada, não está sabendo lidar com isso e chega a dizer que não quer mais ir por causa das dores e não ser forte o suficiente para aguentar a dor que sempre vem.Apesar de falarmos com ela, explicando o que ocorrecom esse tipo de mediunidade não está dando certo e ela já fala em abandonar o grupo.Vou levar essa mensagem para ela e espero que  sirva para sua meditação.Muito grata.

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!