Blog de Patrizia Gardona -- julho 2015 Arquivo (36)

Caminhai com Determinação

Filhos, apesar dos percalços que enfrentais, inclusive no que se refere à conquista do pão de cada dia, prossegui caminhando com determinação.

 Compreendei o eco do passado distante nas lutas que vos alcançam no presente: o filho rebelde, o cônjuge difícil, a carência material, o assédio sistemático das…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 17 julho 2015 às 4:21 — Sem comentários

Calamidades e Provações

O homem desejou recursos para mais facilmente abrir estradas e a Divina Providência lhe suscitou a idéia de reunir areia à nitroglicerina, em cuja conjugação despontou a dinamite. A comunidade beneficiou-se da descoberta, no entanto, certa facção organizou com ela a bomba destruidora de existências humanas.…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 16 julho 2015 às 6:33 — 3 Comentários

Conto

Na Romênia , um homem dizia sempre a seu filho:

 - Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado.

 Houve, nesta época um terremoto de intensidade muito grande, que quase alisou as

 construções lá existentes nesta época. Estava nesta hora este homem em uma…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 15 julho 2015 às 5:05 — 1 Comentário

Cada Manhã

Cada manhã, volves ao corpo que te suporta a intemperança e recebes a bênção do sol que te convida ao trabalho, a palavra do amigo que te induz à esperança, o apoio constante da Natureza, o reencontro com os desafetos para que aprendas a convertê-los em laços de beleza e harmonia e, sobretudo, a graça de lutar por…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 14 julho 2015 às 5:32 — Sem comentários

Reflexão

 Existem momentos na vida em que alguém toca o seu coração sem perceber a profundidade daquela influência. Quando li este texto anônimo fui movido a AGIR com mais rapidez!!!

Espero que você goste também!

  Dois irmãozinhos maltrapilhos,…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 13 julho 2015 às 5:15 — Sem comentários

EXISTIRÁ ESTATUTO DO “MENOR” PARA DELINQUENTES “MIRINS” NO ALÉM-TÚMULO? (Jorge Hessen)

Confrontando 100 países que registraram taxa de homicídios, entre 2010 e 2014, para cada grupo de 100 mil habitantes, a Organização das Nações Unidas revelou que o Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking dos países mais violentos, isso mesmo, SÉTIMO!!!. Só ficando atrás de El Salvador, da Guatemala, de Trinidad e…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 12 julho 2015 às 5:41 — Sem comentários

Buril de Luz

Em teus dias de dor,

 Recorda, alma querida,

 Que a dor é para a vida

 Aquilo que o buril severo e contundente,

 Entre as mãos do escultor,

 É para o mármore sem forma...

 Golpe aqui, golpe ali, outro mais e mais outro,

 Um corte de outro corte se…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 11 julho 2015 às 5:28 — Sem comentários

Benefícios Ocultos Sempre Presentes

Do magnífico livro TRAMAS DO DESTINO (Ed. FEB, Divaldo/Philomeno de Miranda), transcrevo linda página do capítulo 4, para reflexão dos leitores.

 "(...) Esses Benfeitores amorosos não liberam os seus tutelados da canga do sofrimento de que necessitam por impositivo dos próprios erros, que lhes cumprem…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 10 julho 2015 às 6:25 — Sem comentários

Eu numca vi um papa assim

 Eu nunca vi um papa pegar o avião carregando uma maleta. Preso num engarrafamento dentro de um Fiat com uma multidão ao redor, manter o vidro do carro abaixado para estender a mão e tocar as pessoas. Entrando no meio da multidão, deixar a segurança tonta. Dizer que, ou a gente…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 9 julho 2015 às 6:12 — Sem comentários

Bastar-nos-á

Quanto mais conheces, mais te vês. E quanto mais nos vemos, com mais amplitude conseguimos enxergar os outros.

 Se já alcançaste semelhantes áreas de discernimento, considera as incompreensões das quais te reconheças objeto, através das lentes interiores que te conferem mais alta…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 9 julho 2015 às 6:11 — Sem comentários

Basta Um Minuto

Um minuto serve para você sorrir para o outro, para você e para a vida.

 Um minuto serve para você ver o caminho, olhar a flor, sentir o cheiro da flor, sentir a grama molhada, notar a transparência da água.

 Basta um minuto para você avaliar a imensidão do infinito, mesmo sem poder entendê-lo.

 Em…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 8 julho 2015 às 6:00 — 3 Comentários

Avisos do Alto

Narra-se que Chico Xavier estava parado defronte ao correio, conversando com seu irmão André, quando um policial passou por perto e, colocando o braço direito sobre seu ombro, lhe disse:

 Muito obrigado, Chico!

 E foi andando.…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 7 julho 2015 às 5:48 — Sem comentários

Auxílio Mútuo

Nós, os Espíritos em resgate na Terra, seja no plano físico ou nas vizinhanças dele, achamo-nos à frente uns dos outros, à maneira de alunos na escola, devedores na praça ou doentes no hospital.

 De momento, é impossível resolver todos os problemas, todavia, desfrutamos, em qualquer tempo, a possibilidade de…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 6 julho 2015 às 6:20 — Sem comentários

Atire a Primeira Flor

Quando tudo for pedra, atire a primeira flor;

 Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;

 Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz, traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;

 Quando todos estiverem chorando, tente…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 5 julho 2015 às 5:53 — 1 Comentário

Até o Fim

Já sentiu você o prazer de ajudar alguém, sem interesse secundário, de modo absoluto, do início ao fim da necessidade, presenciando um sucesso ou uma recuperação?

 Por exemplo, encontrar um enfermo, sem possibilidades de tratamento, endereçado ao fracasso, e providenciar-lhe a…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 4 julho 2015 às 6:15 — Sem comentários

A Tentação do Repouso

Num campo de lavoura, grande quantidade de vermes desejava destruir um velho arado de madeira, muito trabalhador, que lhes perturbava os planos e, em razão disso, certa ocasião se reuniram ao redor dele e começaram a dizer:

- Por que não cuidas de ti? Estás doente e cansado...

- Afinal, todos nós…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 1 julho 2015 às 6:08 — 1 Comentário

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!