Blog de Ana Cercal de Oliveira (5)

Vivam como as flores!!! Bom Dia amigos do Espirit Book.

Viva como as Flores

- Mestre, como faço para não me aborrecer? Algumas pessoas falam demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes. Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro com as que caluniam.

- Pois viva como as flores, advertiu o mestre.

- Como é viver como as flores? - perguntou o discípulo.

- Repare nestas flores, continuou o mestre, apontando lírios que…

Continuar

Adicionado por Ana Cercal de Oliveira em 23 novembro 2011 às 9:10 — Sem comentários

Quantos de nós nos consideramos homens de bem?

Segundo Allan Kardec, na questão 918 de O Livro dos Espíritos, e no capítulo XVII, item 3, de O Evangelho segundo o Espiritismo (ESE) “o verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza”.

Adicionado por Ana Cercal de Oliveira em 27 setembro 2011 às 18:26 — 2 Comentários

O Perdão...

RECONFORTO

Autor: Emmanuel  

Psicografia: Francisco Cândido Xavier

Editora…

Continuar

Adicionado por Ana Cercal de Oliveira em 21 setembro 2011 às 17:04 — Sem comentários

Vamos fazer a nossa parte!!!

NO PASSEIO MATINAL

 



Dionísio, o moleiro, muito cedo partiu em companhia do filhinho, na direção de grande milharal.



A manhã se fizera linda.



Os montes próximos pareciam vestidos em gaze esvoaçante.



As folhas da erva, guardando, ainda, o orvalho noturno, assemelhavam-se a caprichoso tecido verde, enfeitado de pérolas. Flores vermelhas, aqui e…

Continuar

Adicionado por Ana Cercal de Oliveira em 21 setembro 2011 às 16:57 — Sem comentários

"Para mim, um homem é um homem, isto apenas! Meço seu valor por seus atos, por seus sentimentos, nunca por sua posição social. Pertença ele às mais altas camadas da sociedade, se age mal, se é egoís…

"Para mim, um homem é um homem, isto apenas!

Meço seu valor por seus atos, por seus sentimentos, nunca por sua posição social.

Pertença ele às mais altas camadas da sociedade, se age mal, se é egoísta e negligente de sua dignidade, é, a meus olhos, inferior ao trabalhador que procede correctamente, e eu aperto mais cordialmente a mão de um homem humilde, cujo coração estou a ouvir, do que a de um potentado cujo peito emudeceu.

A primeira me aquece, a segunda me enregela."… Continuar

Adicionado por Ana Cercal de Oliveira em 15 setembro 2011 às 18:25 — Sem comentários

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!