Drogas, no que podemos ajudar?

Informação

Drogas, no que podemos ajudar?

Grupo de discussão e informação sobre drogas, sejam elas quais forem, adicção a elas e no que podemos ajudar os adictos a controlarem sua doença.

Membros: 13
Última atividade: 2 Abr, 2012

CRACK

Estou colocando um texto em PDF de um delegado de polícia e professor de Universidade sobre o crack. Embora não concorde com tudo que ele escreve 90% é realidade Seria bom a divulgação.

[]s

FEPcrack-090821215412-phpapp01.pdf

Fórum de discussão

Depressão é doença?

Iniciado por Fabio Esteves Pereira 2 Abr, 2012. 0 Respostas

Pessoal, mais um artigo meu para o jornal local. Na verdade não fala diretamente das drogas, só indiretamente. E uma forma de abordar...Espero que gostem."Depressão é doença?Sim, não, talvez! Hoje em…Continuar

Educação de nossos filhos e dos amigos tb...

Iniciado por Fabio Esteves Pereira 19 Mar, 2012. 0 Respostas

Pessoal;Estou adicionando um artigo que escrevi para um jornal sobre como falar sobre drogas com os filhos. Na verdade é mais um alerta aos pais e afins...hehehehDeem uma olhada e comentem por favor…Continuar

A DROGA ACEITA

Iniciado por Adilson Garbi. Última resposta de Fabio Esteves Pereira 29 Fev, 2012. 3 Respostas

As estatísticas são, com certeza, alarmantes. No Brasil, de acordo com o levantamento do centro de informações sobre drogas psicotrópicas da UNIFESP, realizado em 2004, com alunos das redes públicas…Continuar

Autopiedade ou Recuperação - a escolha é nossa

Iniciado por Adilson Garbi 21 Fev, 2012. 0 Respostas

21 de Fevereiro - Autopiedade ou recuperação - a escolha é nossa"A autopiedade é um dos defeitos mais destrutivos; irá esvaziar-nos detoda a energia positiva."Texto Básico, p. 91Na adicção activa…Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Drogas, no que podemos ajudar? para adicionar comentários!

Comentário de Adilson Garbi em 21 fevereiro 2012 às 8:36

Herson Capri: fumar não é inteligente


O ator curitibano Herson Capri, com seu talento, presença constante ao estrelar várias novelas da Globo, enfrentou na vida real um adversário muito difícil de superar: o câncer no pulmão.

 

O ator curitibano Herson Capri, com seu talento, presença constante ao estrelar várias novelas da Globo, enfrentou na vida real um adversário muito difícil de superar: o câncer no pulmão. E venceu.

 
Protagonista de uma famosa propaganda de cigarro nos anos 70, da marca Continental, hoje o ator afirma: Transformar o cigarro em questão de liberdade individual é uma excrescência, comenta na revista Trip.
 
E vai adiante na sua narrativa: o que me atraía era o ato de fumar. A fumaça é uma coisa esquisita, não é legal. Mas o gesto era transgressor, significava não ser normal, ser mais velho, imitar os galãs de cinema.
 
Fumar não é inteligente, assim como todos os vícios ligados a alguma droga. Você prejudica sua saúde, sua vida social. Produz menos, se concentra menos, enxerga menos, cheira menos, sente menos. Tudo menos. É sem sentido. É realmente feito para o lucro de uma indústria, disso não há dúvida.
 
Sobre o câncer no pulmão: apareceu exatamente no ano em que parei, mas só fui descobrir depois. Talvez por intuição. Acredito mais em intuição do que em premonição ou destino. Acho que posso colaborar expondo minha experiência. Só não vou pegar uma bandeira, porque respeito muito a liberdade individual. Detesto ex-fumante chato. Se perguntarem o que acho, eu respondo, mas só isso.

 Fontes: Revista Trip; www.abead.com.br

Comentário de Fabio Esteves Pereira em 17 fevereiro 2012 às 9:11

Beleza Adilson;

É disso que precisamos. Trabalho sério e divulgado! Continue assim!

abraços

FEP

Comentário de Adilson Garbi em 17 fevereiro 2012 às 8:49
CFP - Conselho Federal de Psicologia
Entidades e movimentos sociais organizam Frente Nacional de Entidades pela Cidadania, Dignidade e Direitos Humanos na Política Nacional sobre Drogas
Comentário de Adilson Garbi em 17 fevereiro 2012 às 8:32

CICLO DE PALESTRAS DA ABRAMD – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA MULTIDISCIPLINAR DE ESTUDOS SOBRE DROGAS

PALESTRA: UNIVERSIDADE E USO DE DROGAS

DIA 25/02/2012 - Sábado, das 10:00 às 12:00 horas

Palestrantes: Dr. Dartiu Xavier da Silveira (UNIFESP)

                      Dr. Vladimir Safatle (Fac. Filosofia – USP)

Mediador: Dr. Marcelo Sodelli (ABRAMD)

 

Auditório Brasil Tufik – UNIFESP Rua Napoleão de Barros, 925  / Vila Clementino  São Paulo, SP

Faça sua inscrição gratuita:

Telefone (11) 5549-2500 ou email:     recepcaouded@hotmail.com

Comentário de Adilson Garbi em 16 fevereiro 2012 às 8:59

Comentário de Adilson Garbi em 14 fevereiro 2012 às 17:14

Obrigado Querido Fabio Esteves,

Muito obrigado por aceitar a postagem e pelo comentário.

Abraço Fraterno!

Comentário de Fabio Esteves Pereira em 14 fevereiro 2012 às 0:05

Sim, Adilson, não só como a moça do vídeo disse mas um pouco mais. Vejamos: Quando usamos drogas (entendo como as pesadas, ilegais) elas alteram nossa percepção e consequentemente nossas atitudes. O espírito não sente, por assim dizer, o efeito das drogas mas, o perispírito sente por ser constituído de material sutil mas... material. O perispírito sentindo, projeta ao espírito não só seu sentido alterado, bem como as nossas ações sob o efeito das drogas vão refletir também sobre o espírito. Basicamente as drogas afetam mais nossa história de vida, nosso comprometimento com a sociedade e as pessoas. Refletem futuramente o uso desregrado do Livre-arbítrio e a falência no combate ao vício. Logicamente quando desencarnarmos, teremos que refletir sobre nossos atos sob efeito do vício e nossas lutas, vitórias e derrotas. E isso não deve ser muito agradável. Futuramente teremos que programar uma reencarnação com uma dedicação maior em vencer o vício ou se já estivermos encarnados nesse objetivo devemos perceber que estamos falhando e corrigirmos o rumo. Segundo tenho observado essa luta dificilmente é vencida em uma só encarnação e sim em várias. Não é a droga ilícita, o remédio ou o alcool o problema, eles são só os agentes de nossa fraqueza, de nossa inabilidade em controlar o uso do Livre-arbítrio. Quando aprendemos a resistir aos apelos viciantes, sejam eles quais forem, aí sim estaremos progredindo. Qualquer dúvida sobre isso, não exite em perguntar, estamos aqui para isso. Grande abraço, FEP.

Comentário de Adilson Garbi em 13 fevereiro 2012 às 20:13

Quando consumimos algum tipo de droga nosso espírito é afetado?

Comentário de Adilson Garbi em 28 janeiro 2012 às 9:45

Muito obrigado por me add.

Estrei contribuindo e compartilhando de alguma forma com o grupo.

Saudações Fraternas.

Comentário de Fabio Esteves Pereira em 2 dezembro 2011 às 13:26

Olá Marcos, prazer em ter o amigo no grupo. Sua experiencia será muito importante. Seja bem vindo!

 

Membros (11)

 
 
 

© 2022   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!