É comum, quando as pessoas comentam de seus problemas, ouvirem conselhos de como resolver o problema. Vc faz assim? Dá soluções para os problemas dos outros?

Exibições: 163

Respostas a este tópico

Paz a todos nesse dia lindo!

Soluções para os problemas das pessoas acredito que nem psicológo dá, mas muitos de nossos irmãos precisam ser escutados, o ato de dar atenção a situação da pessoa, colaborar com alguma boa idéia pode (acredito eu) ajudar a ela mesma encontar a solução e seguir em frente. Quantas vezes me vi em situações delicadas e depressivas que tudo que mais queria era alguem que me escutasse e compartilhasse um pouco daquele momento.

Algumas pessoas possuem o dom de escutar e muitas pessoas necessitam serem ouvidas com carinho. Não sei qual a conduta correta, mas se precisam da minha atenção, paro e escuto pois as vezes faz bem desabafar (diferente de ficar reclamando). O que procuro me policiar é nãojulgar, isso cabe a Deus... e palavras de ânimo e amor são sempre bem vindas!!

Beijos com carinho, Carla :)

Olá, pessoal!

Muito legal esse questionamento. E muito importante. 

Como muito bem colocado pela Carla, ESCUTAR o outro, é importante. Ao escutar, vc permite que o outro "desintoxique" a alma, esvaziando o coração e o pensamento. Muitas vezes, uma pessoa pode estar imersa num profundo sentimento de isolamento, de abandono e baixa-estima, e a oportunidade de ter quem lhe ouça é um verdadeiro bálsamo, trazendo grande alívio, e muitas vezes impedindo que se cometa atos impensados que poderiam ter consequências muito mais danosas ou até mesmo irreversíveis...

Entretanto, dar conselhos pode ser perigoso. Faço parte do CVV (Centro de Valorização da Vida - entidade que trabalha o apoio emocional e a prevenção ao suicídio), e lá aprendemos que cada um tem sua experiência de vida, suas vivências, e não há como conhecer o coração do outro, escolhendo por este o melhor caminho em seus problemas.

Cada pessoa deve aprender a descobrir e construir seu próprio caminho. Quando aconselhamos, o fazemos principalmente com base em NOSSA experiência pessoal, e muitas vezes aquilo que pode ser uma solução prá mim, pode não servir pro outro, que é diferente de mim, e reage também de maneira diferente...Nesse caso, em vez de ajudarmos, podemos estar trazendo mais prejuízos a quem está perdido...

A meu ver, devemos nos colocar à disposição, dando carinho, ajudando na medida do possível, mas deixando que o outro encontre suas próprias soluções...

Um grande abraço! 

olá pessoal,

Concordo com a Carla que muitas vezes falar,desabafar faz muito bem para todos e o simples fatos de escutarmos atenciosamente e com carinho e apoio sem julgarmos ajuda bastante e muitas vezes simples sugestões fazem as idéias da pessoa clarearem e com certeza apenas Deus pode julgar as pessoas pois como Jesus disse:Atire a primeira pedra quem nunca errou.E por mas que damos o nosso melhor  e procuramos sempre agir de acordo com os princípios de Deus sempre cometemos alguns deslizes por menores que sejam e mesmo sendo inconscientes.Eu sempre escuto com afeto e atenção,demonstro carinho e apoio e muitas vezes colaboro com o que eu acho necessário e correto.

Um grande abraço a todos e um ótimo mês.

 

 

Nunca dei soluções para os problemas de ninguém...porque acho que a solução está dentro de cada pessoa.  Procuro ouvir com amor ...olhando nos olhos de cada um que quiser e conseguir dizer o que vai dentro de si, tarefa complicada atualmente. Se me pedem uma opinião, procuro mergulhar na mente e realmente dizer o que eu faria na situação (o que não costuma ser garantia de êxito). O mais importante...as pessoas precisam de pessoas, seja pra ouvirem, seja para apenas terem um abraço prontinho esperando, seja para receberem um olhar de compreensão e de amor. E para isso estou pronta!



Carla Lima disse:

Paz a todos nesse dia lindo!

Soluções para os problemas das pessoas acredito que nem psicológo dá, mas muitos de nossos irmãos precisam ser escutados, o ato de dar atenção a situação da pessoa, colaborar com alguma boa idéia pode (acredito eu) ajudar a ela mesma encontar a solução e seguir em frente. Quantas vezes me vi em situações delicadas e depressivas que tudo que mais queria era alguem que me escutasse e compartilhasse um pouco daquele momento.

Algumas pessoas possuem o dom de escutar e muitas pessoas necessitam serem ouvidas com carinho. Não sei qual a conduta correta, mas se precisam da minha atenção, paro e escuto pois as vezes faz bem desabafar (diferente de ficar reclamando). O que procuro me policiar é nãojulgar, isso cabe a Deus... e palavras de ânimo e amor são sempre bem vindas!!

Beijos com carinho, Carla :)

CONCORDO COM CARLA  ,ESCUTAR AS VEZES  AJUDA MUITO 

Só se eu for perguntada a respeito ou sentir que devo dizer algo (edificante) muitas vezes esse alguem deseja apenas desabafar,ou nós ñ temos algo edificante a dizer,nesse caso é melhor calar-se

Conselhos Úteis

Autor: Equipe de redação do Momento Espírita


Em uma conferência numa universidade americana, Brian Dyson, ex-presidente da Coca Cola, falou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos da vida, dizendo: "Imagine a vida como um jogo no qual você faz malabarismo com cinco bolas que lança no ar. 

Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. 

O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate no chão e pula para cima. Mas as quatro outras não são de borracha. Se caírem no chão se quebrarão e ficarão permanentemente danificadas. Entenda isso e busque o equilíbrio na vida. E como conseguir isso? Anote aí dez conselhos simples: 

1. Não diminua seu próprio valor, comparando-se com outras pessoas. Somos todos diferentes. Cada um de nós é um ser especial. Não fixe seus objetivos com base no que os outros acham importante. Só você está em condições de escolher o que é melhor para si próprio. 

2. Dê valor e respeite as coisas mais queridas ao seu coração. Apegue-se a elas como à própria vida. Sem elas a vida carece de sentido. Não deixe que a vida escorra entre os dedos por viver no passado ou no futuro. 

Se viver um dia de cada vez, viverá todos os dias de sua vida. 

3. Não desista quando ainda é capaz de um esforço a mais. Nada termina até o momento em que se deixa de tentar. Não tema admitir que não é perfeito. 

4. Não tema enfrentar riscos. É correndo riscos que aprendemos a ser valentes. 

5. Não exclua o amor de sua vida dizendo que não se pode encontrá-lo. A melhor forma de receber amor é dá-lo. A forma mais rápida de ficar sem amor é apegar-se demasiado a si próprio. A melhor forma de manter o amor é dar-lhe asas. 

6. Não corra tanto pela vida a ponto de esquecer onde está e para onde vai. 

7. Não tenha medo de aprender. O conhecimento é leve. É um tesouro que se carrega facilmente. 

8. Não use imprudentemente o tempo ou as palavras, por ser impossível recuperar. 

9. A vida não é uma corrida, mas sim uma viagem que deve ser desfrutada a cada passo. 

10. Lembre-se: o ontem é história. O amanhã é mistério e o hoje é uma dádiva, por isso se chama "presente". 

Viva o presente com muita energia! 

Pense nisso! 

Estes conselhos são uma verdadeira lição de vida para quem deseja viver com equilíbrio. 

Simples e objetivos, eles podem nos levar ao sucesso pessoal em todos os setores da vida. 

Pessoas emocionalmente equilibradas têm mais alegria de viver, mais amigos e vivem mais e melhor. 

E lembre-se da comparação das cinco bolas feita por Brian Dyson. 

Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. E somente o trabalho foi comparado a uma bola de borracha, as demais podem quebrar-se e ficar permanentemente danificadas. 

Pense nisso! 

Perfeito! 

Fernando Gomes de Souza disse:

Conselhos Úteis

Autor: Equipe de redação do Momento Espírita


Em uma conferência numa universidade americana, Brian Dyson, ex-presidente da Coca Cola, falou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos da vida, dizendo: "Imagine a vida como um jogo no qual você faz malabarismo com cinco bolas que lança no ar. 

Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. 

O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate no chão e pula para cima. Mas as quatro outras não são de borracha. Se caírem no chão se quebrarão e ficarão permanentemente danificadas. Entenda isso e busque o equilíbrio na vida. E como conseguir isso? Anote aí dez conselhos simples: 

1. Não diminua seu próprio valor, comparando-se com outras pessoas. Somos todos diferentes. Cada um de nós é um ser especial. Não fixe seus objetivos com base no que os outros acham importante. Só você está em condições de escolher o que é melhor para si próprio. 

2. Dê valor e respeite as coisas mais queridas ao seu coração. Apegue-se a elas como à própria vida. Sem elas a vida carece de sentido. Não deixe que a vida escorra entre os dedos por viver no passado ou no futuro. 

Se viver um dia de cada vez, viverá todos os dias de sua vida. 

3. Não desista quando ainda é capaz de um esforço a mais. Nada termina até o momento em que se deixa de tentar. Não tema admitir que não é perfeito. 

4. Não tema enfrentar riscos. É correndo riscos que aprendemos a ser valentes. 

5. Não exclua o amor de sua vida dizendo que não se pode encontrá-lo. A melhor forma de receber amor é dá-lo. A forma mais rápida de ficar sem amor é apegar-se demasiado a si próprio. A melhor forma de manter o amor é dar-lhe asas. 

6. Não corra tanto pela vida a ponto de esquecer onde está e para onde vai. 

7. Não tenha medo de aprender. O conhecimento é leve. É um tesouro que se carrega facilmente. 

8. Não use imprudentemente o tempo ou as palavras, por ser impossível recuperar. 

9. A vida não é uma corrida, mas sim uma viagem que deve ser desfrutada a cada passo. 

10. Lembre-se: o ontem é história. O amanhã é mistério e o hoje é uma dádiva, por isso se chama "presente". 

Viva o presente com muita energia! 

Pense nisso! 

Estes conselhos são uma verdadeira lição de vida para quem deseja viver com equilíbrio. 

Simples e objetivos, eles podem nos levar ao sucesso pessoal em todos os setores da vida. 

Pessoas emocionalmente equilibradas têm mais alegria de viver, mais amigos e vivem mais e melhor. 

E lembre-se da comparação das cinco bolas feita por Brian Dyson. 

Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. E somente o trabalho foi comparado a uma bola de borracha, as demais podem quebrar-se e ficar permanentemente danificadas. 

Pense nisso! 

RSS

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!