Tenho recebido inúmeras visitas de irmãos desencarnados em minha casa. Apesar de ser espírita e clarividente não sei como controlar ou que fazer. Eu os ouço, vejo e os sinto por diversas vezes.  Fico angustiado com suas dores e tento prestar o auxilio que posso, contudo não sei se estou procedendo corretamente ou mesmo se há algo que eu devo fazer.

Infelizmente meu horário de trabalho só me permite visitar uma fraternidade espírita em seu dia e horário de reunião pública do ensino do evangelho e quando lá estou não vejo tantos espíritos como os vejo em meu lar.

Caso algum de vocês, estimados irmãos, possa me ajudar eu agradeceria muitíssimo. Fiquem em paz!

Exibições: 2345

Responder esta

Respostas a este tópico

     

Você deve procurar um curso de desenvolvimento mediúnico numa boa instituição...

   

Abraço,

   

Henrique

  

Faça sempre a prece e o evangelho no lar... Deus te abençoe ...

Rosemário:

Em meu lar dormem, descansam, estudam, conversam. Curam, riem, choram... Eu acho normal. Não há problemas, os espíritos tem livre arbítrio. Vão onde querem.

Quando há sofredor... é mais dificil. Peço ajuda a todos anjos e santos que eu me lembrar. Dá certo.

Não se preocupe muito. Creia que é um certo privilégio.

Luz e Paz!

Ola Rosemário boa noite !!! olha comigo tem acontecido o mesmo, sempre os vejo, os sinto perto de mim, e ate as vezes ja aconteceu de objetos que estavam longe de mim serem jogados no chao com uma violencia muito grande, eu estava muito angustiada, alias ainda me sinto assim, meio com um desespero as vezes nem sei o pq, agora lendo o q vc disse que se sente angustiado com as dores deles, me fez pensar sera que é por isso que fico assim tao mal?? Mas isso tem afetado ate minha filhinha de 1 ano e meio, acho q ela tbm ver e fica com muito medo, e passa correndo e gritando pelo corredor, justamente onde eu os sinto e os vejos as vezes, tbm se alguem pudesse me ajudar eu agradeceria, pois ja n sei o que fazer, ja tenho ate ido a missa pra ver se melhoro, pq na cidade que eu moro aqui em Portugal n existe centro espirita...

 

atenciosamente;

 

Ana Barros

Boa Noite.

Talvez você esteja, com a sua solidariedade, oferendo a eles conforto ou consolo. Ao invés disso você poderia encaminhá-los a uma instituição espírita mais próxima, onde haverá uma equipe própria para auxilia-los. Seja franco com eles e diga-lhes que você não tem como ajudá-los nem aliviar-lhes sua dor e que a presença deles em sua casa não é apropriada. Com certeza nossos irmãos sofredores irão ouvir você.

Também não sei se essa minha sugestão é a mais correta, mas foi o que tive vontade de lhe falar e nossos amigos frequentadores do EspiritBook com mais experiência no assunto poderão lhe orientar melhor.

Grande abraço e boa sorte a você e a todos os irmãos necessitados de amparo e orientação. 

Além das indicações já feitas relativas a fazer um curso de desenvolvimento mediúnico e o culto do evangelho no lar, deve fazer um tratamento espiritual em um centro espírita para vc ser auxiliado nessas energias que vc ainda não está dominando, bem como em sua casa no momento que venha o desespero faça uma prece a Jesus solicitando auxilio e o encaminhamento daquelas entidades para onde elas devam ir já que vc não tem condições de auxiliar.

Abraços.

Em primeiro lugar, vc tem q faze-los entender q sua casa não é lugar para eles.

Como vc faria isso: 1 -  leia o Evangelho na sua casa todos os dias se for possível, deixando claro q existem mentores junto a vc q te protege, não se deixe cair em certas artimanhas de desencarnados  " se é isso q esta existindo".

2 - Ponha paramentros, sua casa não é centro Espírita onde é o lugar onde deveriam ir. Nunca entre em pânico é o tipo de reação q fortalece os espiritos bricalhões ou em termo mais exato aqueles q gostam de se infiltrar até chegar a obsessão. 

3 - Ao ler o Evangelho lembre-se q o plano Espiritual esta presente peça a eles q retirem esses irmãos de sua casa e mais uma vez mostre q lá não é lugar para eles. Nunca faça na sua casa qq reunião espirita ou conversação por muito tempo com qq pessoa conhecido ou não.

4 - De a entender q assunto sobre espiritos devem ser conversado dentro de um Centro Espírita e não na sua casa.

Espero ter ajudado e aguardo sua resposta. Que Jesus te Ilumine. Roselia

 

Ola Roselia boa noite !!! olha comigo tem acontecido o mesmo, sempre os vejo, os sinto perto de mim, e ate as vezes ja aconteceu de objetos que estavam longe de mim serem jogados no chao com uma violencia muito grande, eu estava muito angustiada, alias ainda me sinto assim, meio com um desespero as vezes nem sei o pq?? Mas isso tem afetado ate minha filhinha de 1 ano e meio, acho q ela tbm ver e fica com muito medo, e passa correndo e gritando pelo corredor, justamente onde eu os sinto e os vejos as vezes, tbm se alguem pudesse me ajudar eu agradeceria, pois ja n sei o que fazer, ja tenho ate ido a missa pra ver se melhoro, pq na cidade que eu moro aqui em Portugal n existe centro espirita...

atenciosamente;

Ana Barros

Meu caro irmão, o estudo mediunico é um excelente caminho, te falo isso dentro dos meus humildes conhecimentos, procure se informar no centro espirita que você frequenta e peça um atendimento fraterno para relatar o que ocorre, certamente nossos irmaos desencarnados que vos procuram é porque sabem que vc é um elo de comunicação entremundos, não fique sozinho nesta tarefa/dom que nosso pai de amor vos trouxe, procure auxilio e conhecimento. Pedi e obtereis, buscai e achareis, orai e vigiai. Abraço fraterno

Jackson Santos

Porto Alegre - RS

Olá Ana,

seu caso é um pouco diferente porque envolve criança,

Faça a leitura do Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec todos os dias em sua casa, prepare uma hora só para a leitura. Não demonstre medo não há necessidade, não converse sobre espiritos em sua casa,mas lembre-se tudo depende de vc. Se vc tiver tempo leia o Livro dos Espíritos tambem de Allan Kardec, vc entendera um pouco do q esta ocorrendo em sua casa. Entre em contato com a Federação Espírita de Portugal ou até mesmo da qui de São Paulo e tenho certeza q receberá ajuda. VC vai conseguir, com carinho para esses nossos irmãos q ainda não sabem se comunicar como precisam, vc irá ajuda-los. Atenciosamente, Roselia

Oi Pessoal,

Muita paz a todos...

Estive lendo os conselhos do pessoal e me peguei rindo...Tá, eu ensino os irmãos desencarnados a irem ao Centro Espírita, certo. Só uma coisinha; e eu que moro no Centro Espírita? Uma das divisões de minha casa é a sala de reuniões do Centro e eu um dos dirigentes e palestrista. Não dá para correr, se ando pela minha casa, vira e mexe estou passando pelo Centro.

E os nossos amigos espirituais? Estão lá e na minha casa? Claro, o tempo todo. E o que tem isso? Claro que alguns não estão muito bem, e a gente entende. Quem entende? Eu, minha esposa, os mentores do Centro e os de Casa.

E o que fazer? Bom, com os que estão de passagem e relativamente bem, convivemos numa feliz harmonia. Os mentores se encarregam de organizar, não deixam nenhuma influência negativa desarmonizar o nosso lar. Mais fácil eu ou a patroa nos desequilibrarmos, que eles...

Depois, sabemos que existem os sofredores. A esses a nossa ajuda e cooperação, basta algumas orações, o sentimento de amor por eles e se sentem aliviados. Não dão trabalho, nunca deram. Só sentimos às vezes a sua influência meio assim; negativa. Ao sentir paramos um pouco e rezamos por eles exprimindo nosso sentimento de solidariedade. Logo vão em busca de outras paragens.

Bem, temos os pertubadores, já aconteceu. Andaram queimando uns aparelhos e lâmpadas mas, nada demais, E foi porque eu meio que os provoquei e o mentor me deu uma bronca depois, mas não somos perfeitos nê? Em uma seção posterior do Centro um deles se manifestou agradecido pela possibilidade de comunicação.

Sabe gente? Com mais de 50 anos de prática Espírita, de uma família espírita de carteirinha, posso dizer:

Não tenham medo dos espíritos, nós somos espírito encarnado também. Deixemos as crendices de lado e assumamos os ensinamentos de Jesus: Somos todos irmãos. Exerçamos a nossa mediunidade sem medos, sejamos bons com o próximo, tenhamos consideração com o sofrimento dos nossos companheiros. Procuremos dar ao desencarnado tanta atenção quanto damos ao encarnado. Não vamos bater a porta para eles, ainda mais que não é possível fisicamente isso. Se eles nos procuram é porque sentem a possibilidade de um diálogo que eles tanto necessitam. Se você tem a mediunidade de ver ou conversar com eles, estude a Doutrina de Kardec com amor. Não se prenda a preciosismos de certos livros e revistas. Acredite, espírito desencarnado não pode fazer mal a um encarnado se esse tiver o mínimo domínio de seu corpo e mente. Só essa segurança já basta para aprender a conviver com os nossos novos amigos.

E mais uma coisa, é tão difícil hoje em dia, nessa vida corrida, conseguir bons amigos, que coisa boa quando nós os recebemos em nossa casa. Vamos recebe-los com amor e carinho, como o Cristo nos recomendou.

O mais valioso conselho que ví aqui foi sobre o Evangelho no Lar, esse sim é importante. A prática do Evangelho em dia e hora, marcada. Com todo o respeito e amor é muito bom. As vibrações dos encarnados e dos desencarnados além de limpar a casa de negatividades e fluídos deletérios, ainda prepara a água fluidificada para uso durante a semana e principalmente nos prepara para o convívio com nossos irmãos desencarnados. Façam o Evangelho toda semana, tenham sempre água fluída e muito amor dentro de casa...Há que coisa boa!

Espero ter ajudado e desejo do fundo do meu coração muita paz a todos!

Obrigado amado irmão.

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!