O Transtorno Bipolar na Visão Espírita - Dr Luiz Paiva


O transtorno bipolar é uma doença funcional do cérebro relacionada aos neurotransmissores cerebrais, que provoca oscilações imprevisíveis do humor, que vai da depressão aos estados mais elevados, chamados de hipomania ou mania.
Afetando em torno de 1% da população, distribuído igualmente entre homens e mulheres, o TB(tanstorno bipolar) permanece como crônico em 1/3 dos acometidos, perdurando por toda vida. Surge geralmente na terceira década de vida e os sintomas depressivos predominam na maior parte do tempo.
Conquanto receba o nome de transtorno bipolar do humor, ele tem subespécies onde só se manifesta a mania ou a depressão ou estados mistos de mania e depressão, em que predomina a irritabilidade. Comumente, quando se apresenta com o predomínio dos sintomas depressivos é mal diagnosticado como depressão maior e tratado erroneamente com antidepressivos somente, o que piora o quadro.
 
Por isso, o diagnóstico deve ser feito por profissional qualificado, após exame clínico acurado e colhida história detalhada da enfermidade e sua evolução.
Sabe-se que o transtorno funcional dos neurotransmissores como noradrenalina, serotonina e dopamina desempenham papel fundamental na doença, e estudos mostram uma base genética também, pois incide mais frequentemente em algumas famílias. Conquanto existam os fatores predisponentes, há tambem as situações desencadeantes, geralmente associadas ao estresse ambiental ou uso e abuso de substâncias psicotrópicas, legais e ilegais.
Pelo que você pode observar, até agora analisamos apenas os fatores biológicos e ambientais, ficando uma lacuna nos aspectos psíquicos e espirituais. Há fatores intrapsíquicos, como a estrutura de personalidade, que joga como um fator de facilitação para a emersão do estado patológico. Aqui, de igual forma, torna-se imposível separar os fatores espirituais, cármicos, dos fatores psíquicos, pois ambos procedem de uma mesma fonte, qual seja, o espírito imortal.
Torna-se vital avaliarmos o papel que desempenha o cérebro e o corpo físico como um todo no processo da evolução espiritual. O cérebro e o sistema endócrino-humoral é um grande sistema cibernético ou computadorizado, de natureza analógica e não digital, isto é, responde às gradações de forma gradual e não pelo tudo ou nada. Isto faculta ao cérebro ser um meio modulador dos impulsos mentais advindos do espírito, atenuando-os ou potencializando-os, conforme as necessidades adaptativas ou educativas da interação espírito- matéria.
Em assim sendo, as tendências patológicas agem como um alarme, fazendo o espírito outomodular-se nas tendências e paixões. É a própria Lei de Causa e Efeito a serviço da educação, finalidade maior de sua existência no grande plano pedagógico de Deus.
À guisa de metáfora, seria como um mau motorista que, notório abusador dos recursos do veículo, desgastando-o prematuramente no descontrole da velocidade e nas frenagens, arriscando-se e levando riscos aos outros, recebesse como parte do seu processo reeducativo um veículo com deficiência nos freios, obrigando-o a restringir a velocidade e a utilizar marchas adequadas, de modo a lhe permitir o devido controle no direcionamento veicular.
Assim podemos melhor compreender a injunção cármica dos transtornos mentais como um todo, que servem de recursos retificadores dos trânsfugas espirituais que, destarte, corrigem em si mesmos os desvios das paixões alucinantes, do suicídio direto e indireto, dos abusos da inteligência e de outras formas de viciação e alienação do espírito.
No âmbito do tratamento, embora a própria enfermidade seja em si mesma uma forma de cura da causa original do problema, a providência divina concedeu à medicina humana os meios paliativos e mesmo efetivos de controlar, digamos, o descontrole. No caso do transtorno bipolar temos uma imensa gama de substâncias chamadas de estabilizadores do humor que se utilizam no tratamento de crise e no de longo prazo desta devastadora doença.
Sob o ponto de vista espiritual, strictu sensu, a reforma íntima, a vigilância e a oração, o propósito no bem, as ações beneficentes constituem-se na melhor profilaxia e tratamento. Não raro, os portadores de TB trazem um séquito de cobradores do passado que podem vir a ser soezes obsessores, complicando um quadro já em si complexo e difícil. O transtorno bipolar do humor parece ser um facilitador da manifestação de faculdades mediúnicas, o que junto às afinidades espirituais do passado e os seus compromissos, vulnerabilizam sobremaneira o enfermo, que se torna assim presa fácil de múltiplos fatores alienantes.
 
É desnecessário dizer que a utilização da terapêutica espírita é de grande valia, se acompanhada do devido esforço regenerativo por parte do doente. A doença em si é um grande processo de cura, dentro da qual se insere a abordagem espírita, a funcionar como psicoterapia cognitiva e, ao utilizar os recursos fluídicos e ectoplásmicos, como recurso relevante na cura quântica do desequilíbrio, mas sempre secundariamente à adequada abordagem médica.
ESSE ASSUNTO É POR DEMAIS DELICADO!
Quem não conhece ou convive com um bipolar? ... e sabe o quanto é dificil...
Coloco esse assunto para discussão, uma vez que cada vez mais, nos relacionamos com pessoas que tem esse problema... e como agir com eles?
Porque nos tempos recentes, parece que aumentaram as pessoas que tem esse problema... ou seria porque só agora estão divulgando e estudando o assunto!
Bipolaridade x espiritualidade, o que vcs acham disso?
abraç0)
Leorena

Exibições: 733

Responder esta

Respostas a este tópico

incrível como um assunto desse porte não chama à atenção das pessoas, visto que a bi-polaridade está fazendo parte do cotidiano a cada dia com mais frequência...

Eu acredito nessa deformidade moral e espiritual, chamada de Transtorno Bipolar. Porém eu acho, na minha total ignorância no assunto, que, depende muito da pessoa acometida deste mal.

Por exemplo: eu tenho uma cunhada, de nome Miriam, que teve esse problema. Porque teve, ela teve esse problema por ser filha caçula, de uma família de nove irmãos e a mãe e o pai paparicaram muito ela quando criança.

Diz na Bíblia que, se você quizer enlouquecer uma pessoa é fazer e dar tudo que ela quizer.

Não sei, como somos adultos e passamos diversos tipos de problemas, tristezas, amarguras, tragédias, alegrias, enfim, vivemos a vida com toda a intensidade acredito que não tivemos esse tipo de problema, pois não nos foi fornecido todo tipo de facilidade moral e espiritual.

Eu sinceramente, nunca ouvi falar que uma lavadeira, um pedreiro, um ser humanos humilde e trabalhador tenha este tipo de doença, porque??? Não tem tempo ou não foi criado para esse fim.

Não sei, talvez esteja errado, mas só sei que, depois que os pais da minha cunhada morreram eu não mais teve esses ataques. Porque será? Será que teve de enfrentar a vida sem a proteção da mãe e do pai?????? acredito que sim.

A vida não bate para perder, ela sempre ganha, ou seja, ela sempre nos educa e nos redireciona para a nossa verdadeira realidade.

Bom, desculpe minha insensatez, mas penso assim por observar minha cunhada.

Um abração e obrigado.

Flávio José.

sim, sim... por isso perguntei... pois existem mesmo casos de super mimos...eu também tenho um caso desses na família... por isso queria saber o que as pessoas pensam a esse respeito...

abraço)

Leorena

Leorena, bom dia.

Concordo plenamente com sua explanação. Convivo diariamente com um bipolar e sei o qto é difícil, ainda mais ele sendo ateu, mas às vezes pede para eu orar ao meu Deus para que as coisas melhorem. Não sabia que essa doença, hoje em dia mais discutida e assumida, tinha um grande problema com obsessores, desconfiei, pois algumas vezes já me peguei orando por eles.

sim, existem os bipolares por conveniência e os que são afetados por obsessores... muitos casos de obsessão são tratados e a pessoa fica normal... é fácil pedir para os outros orarem pela gente né... ele precisa fazer a parte dele, ara depois os outros o ajudarem... ;o)

Leorena, bom dia.

Concordo plenamente com sua explanação. Convivo diariamente com um bipolar e sei o qto é difícil, ainda mais ele sendo ateu, mas às vezes pede para eu orar ao meu Deus para que as coisas melhorem. Não sabia que essa doença, hoje em dia mais discutida e assumida, tinha um grande problema com obsessores, desconfiei, pois algumas vezes já me peguei orando por eles.

acho que este tema seja bastante amplo e que realmente deve ser estudado sim, pois temos diversas duvidas e no caso acredito que uma ajuda de um psicologo e psiquiatra seja bem vindo.

Olá ser bipolar não é nada facil , desde que vc se conheça , e se trate , sou bipolar , fiz tratamento

hoje conheço o meus estagios , mas não fiz tratamento só com psiquiatra , e sim espiritual tbm

me sinto mto melhor , exercicio fisico ajuda muito .....

OI, ACREDITO QUE BIPOLARIDADE NÃO SEJA UMA DOENÇA SÓ CLINICA, ELA ESTA NA PERSONALIDADE DA PESSOA QUE AGE COMO MELHOR LHE CONVIER, TALVEZ MEXA UM POUCO ATÉ NO CARATÉR, PERCEBO QUE UM SER HUMANO ATIVO E OCUPADO (TRABALHO E MENTE CONECTADA COM DEUS) NÃO TENHA ESPAÇO PARA CERTAS DOENÇAS DA VIDA MODERNA, QUE EU CONSIDERO UM EXCESSO DE MUITAS COISAS SUPERFULAS E UMA FALTA ENORME DA PRESENÇA DE ESPIRITO (CORAÇÃO). VIVEMOS NUM MUNDO MATERIALISTA ONDE A MAIORIA DOS VALORES INTERNOS E HUMANOS FORA ABANDONADOS, A PARTIR DO MOMENTO QUE REINICIARMOS A PARTE INTERNA DE CADA UMDE NÓS TUDO MUDARÁ

Esse é um problema atual. Tenho um membro da família que tem TB. A vida dela sempre foi pautada por excesso de mimos da mãe e da avó, principalmente por ela ter sofrido com um problema cardíaco de 1 ano de idade até 12 anos quando foi feito a cirurgia e solucionado o problema (cardíaco). A fato é que nesse período não se colocou limites na menina, pois havia um medo de que a contrariedade dela causasse agravamento da cardiopatia. Cresceu rebelde (além do normal), desrespeitosa (falta de caráter), entrou para o mundo das drogas com 17 anos, engravidou com 18, a logo a seguir apresentou os primeiros quadros de TB (diagnosticado por psiquiatra). Enquanto ela toma o medicamento tudo ocorre às mil maravilhas, mas ela, por ser desleixada das coisas da vida dela, "esquece" de tomar os medicamentos regularmente. A mãe e a avó por serem católicas fervorosas não aceitam nem sequer discutir o fato da necessidade de um tratamento espiritual sério. Dizem que só os medicamentos e as orações serão suficientes e que espiritismo é coisa do "outro lado". Em prol da boa convivência familiar e em respeito às crenças e limites das outra pessoas devemos, as vezes, nos silenciar, mas pedir ao Cristo que interceda e mostre-lhes o caminho sem agredi-las.

é difícil esse problema... tenho uma aqui também...e pelo que tenho a dizer... além de ser parte espiritual, pelo fato de não terem freios, também foi porque achei que a perderia, quando pequena devido a uma doença que apareceu... segundo alguns entendidos, é carma de vidas passadas... mas enfim, eu faço e vou até onde posso, discernimento é por conta dela... abraço)

Eu tenho um filho, que já está em outro plano espiritual a 5 anos que era bipolar. Realmente é muito difícil conviver pq voce nunca sabe como eles vão acordar, como vão chegar em casa, mas esse meu filho era muito espiritualizado, lindo, foi embora aos 18 anos de meningite. É meu anjo lá em cima e aqui na terra. Deus foi muito generoso comigo por ter me emprestado esse filho lindo..

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!