Existem sintomas ? Como eu sei que tenho esse dom da mediunidade ?

abraço a todos.

Exibições: 884

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá, gostaria de relatar alguns sintomas que me acompanham desde criança, uma voz inconciênte que me orienta nas mais diversas situações, muitas vezes minha vida foi salva seguindo estes conselhos, como uma vez trabalhando em baixo de um caminhão ela me mandou sair imediatamente dali, sai apressado e só deu tempo de subir na cabine para ele começar a descer, pois consegui desviar o caminhão e evitar o atropelamento de várias pessoas que estavam na frente. São vários casos, como em uma madrugada dirigindo a voz me mandou jogar o carro para o acostamento e prestar muita atenção à frente, logo em seguida passou um carro a toda velocidade todo escuro ultrapassando um carro e em minha faixa, olhei no retrovisor e só vi as lanternas trazeiras acesas. Posso relatar muitas histárias, como uma vez que fui no médico para tratar de uma infecção e o médico me disse que era uma doença ruim, que me deixou muito abalado, mas a voz me pediu para ir em uma farmácia e pedir um remédio, o farmaceutico me sugeriu um remédio que me curou e quando eu voltei ao médico estava curado deixando o doutor sem saber o que falar. São muitas histórias.

Oi Carlos Johnson . E você já encontrou uma explicação razoável para esses fatos?

Abraços, deste seu irmão menor.

Olá amigo Adão, a única explicação que tenho é que conversando com alguns amigos espíritas é que deveria me desenvolver trabalhando espiritualmente e há uns doze anos estudo o Kardecismo e frequento a Federação Espírita do Es. Me aprofundei muito no estudo do Evangelho de Jesus, que me tornou mais tolerante com o próximo, mas as maiores confusões que me aconteceram foi nos relacionamentos afetivos, pois quando escutava uma história das parceiras e a voz dizia que era falso, se questionava a voz me dizia que nunca me enganou, pois já tinha me salvado a minha vida muitas vezes, e que não tinha do que duvidar, então eu dava sempre dava crédito à voz e acabava em confusão, hoje estou bem mais tolerante e compreensivo. Abraços.

Caro irmão C. Johnson:  quem poderá assegurar que a segunda voz que te aconselhava a respeito das relações pessoais era a mesma voz dos conselhos anteriores?

Tu já estás estudando Espiritismo, isso é ótimo.

Ontem, em nosso grupo de estudos sobre mediunidade, em nossa Casa Espírita, www.lardacaridade.com.br, analisávamos exatamente esse tema que tu colocaste: ouvir conselhos dos Espíritos.

Se me permites, sugiro-te a leitura do Livro dos Médiuns, especificamente no capítulo "Das Perguntas que se pedem fazer aos Espíritos" Tu vais te surpreender !!!

Leia e depois comente aqui.

Olá, bem lembrado amigo, posso ter feito confusão porque uma me ajuda e a outra me trás problemas, vou procurar saber, sua resposta me deu uma grande arrepio. Muito obrigado.

Oi Verônica: há uma infinidade de bons livros, eu recomendaria inicialmente o Livro dos Médiuns, de Allan Kardec,; depois o livro Recordações da Mediunidade, autora Ivone do Amaral Pereira, depois Nos Domínios da Mediunidade, de André Luiz, depois Estudando a Mediunidade, autor Martins Peralva. Com esses livros você terá informações seguras, lógicas  e  idôneas. Esudando esses livros você não vai ficar dependendo da opinião (nem sempre correta) de quem quer que seja.

Estou "nesse barco" há mais de 50 anos, querida.

Abração.

   Oi  amigos. eu fiz escola aprendizes do evangelho,e tbem curso de mediuns, porem nao foi suficiente,para meu aprendezado sendo assim eu acho q  nao sou produtiva nos meus trabalho.gostaria de ter uma entrevista, fico confusa  em certos sintomas,gostaria de tbem de orientaçao, sou de Ribeirao preto. abraço paz e luz....

Querido Donha, você fala em experimentar....tenho dúvidas...

 

Sempre tive uma pergunta angustiante em minha alma sobre os "sintomas" da mediunidade nos pacientes neurológicos e psiquiátricos. Desde pequena fico me perguntando: porque isso não acontece somente naqueles que "querem" e/ou que "podem" experienciar ??? Você em outro texto falou da democratização....e aqueles que em estado de loucura "não votam" conscientemente pela experimentação mediúnica? Aff...fico pensando nisso...quantos aqui se encontram em respostas de muitos amigos....mas estamos em estado de "consciência" e podemos refletir sobre. O que fazer com aqueles que não "podem" ? Como ajudar os "pais" de um paciente psiquiátrico médium (com todos os "sintomas" citados aqui neste forum) ?

 

O que vocês acham?

 

Abraços fraternos.

 

 oi, tudo bom há  um ano atrás minha mãe sofreu um infarto agudo miocardio e foi para um situação sofrivel e ao mesmo tempo obitve um crescimento pode -se dizer que espiritual, numa noite eu estava dormindo mais ao mesmo tempo eu via tudo que se passava há minha frente quando num luz resplandecencente e branca se materializava a minha frente uma figura masculina com roupas de epoca mais precisamente deveria ser nos anos 30 ou 40 porém num momento ouvia muitas vozes e acho que porisso não consegui visualizar a face dessa figura e no momento acordei. e tenho outros sonhos que num momento não posso inumera-los pois são inumeros.gostaria de saber se tenho sintomas mediunicos?

 

                    desde ja agradeço.

São vários os sintomas como os já apresentados pelos colegas em resposta a sua pergunta. Mas um vez me falarem que qual quer pessoa pode desenvolver a medi-unidade. Isso ira depender da sua capacidade emocional para lhe dar com o inesperado.

Eu em particular tenho visões e ate mesmo apareço em determinadas situações com a sensação de ter passado pelo que esta acontecendo. Sinto a presença de entidades superiores em locais diferentes.  No inicio do ano de 2011 tive a visão de uma grande avalanche de lama com varias mortes, mas não consegui visualizar o local exato dos acontecimentos que estavam por vir e nem o tempo. Logo tivemos os acontecimentos da Região Serrana no RJ.

A visão de um acidente com um amigo, mesmo tendo avisado o mesmo não acreditou e aconteceu, quase perdeu a vida.

Tive também a tristeza de ter visto a desencadearmo de uma pessoa da familia de minha esposa neste ano. No mês passado aconteceu.

E isto veio tomando uma intensidade muito grande! nem dormir queria mais direito com o medo ter visões de algo que poderia acontecer, em fim. Com perguntas como esta que você fez acabei descobrindo os meus sintomas! A minha resposta a sua pergunta é primeiro descubra os sentimentos de seu corpo e logo ira descobrir os sintomas de sua mediunidade.

Pense sempre no bem do outro e tudo ira acontecer no tendo certo.

 

Eu tenho todo perfil que a Camila Ramos Silva POSTO dês de muito pequena sinto todos os sintomas mais quando completei meus 15 anos foi ficando cada vez mais forte,os medicos não sabiam diagnosticar porq tanta frieza nas mãos, pés,dores de cabeça,desmaio, e claro o medo(medo que eu não conseguia explicar)e muita insônia,pois foi quando minha mãe que é espirita disse para mim que era minha mediunidade que estava aflorando no começo é muito ruim e ainda é kkk até que comecei a frequentar ainda mais as sessões espiritas e estudar  não a melhor remédio para a educação espiritual do que o conhecimento,ainda hoje com meu 18 anos sinto ainda todos os sintomas e é muito complicado lidar com eles mais fazer oq o jeito é ter controle e bola para frente.MUITA PAZ E AMOR AMADOS. 

 

Os sintomas que anunciam a mediunidade variam ao infinito. Tipo reações emocionais insólitas, calafrios e mal-estar, sensação de enfermidade, irritações estranhas... Algumas vezes, porém, pode a faculdade mediúnica eclodir sem nenhum sintoma, espontânea, exuberante. Registre-se, no entanto, que o mais comum é vermos a mediunidade vinculada à dor, sobretudo no seu início, o que não é difícil de compreender, uma vez que vivemos em um mundo de expiações e provas, habitado por seres encarnados e desencarnados com os quais nos afinizamos e em quem predomina a imperfeição moral, expressa na forma de inveja, ciúme, ódio, despeito, vingança e tantos outros filhos do orgulho e da ignorância. São as vibrações decorrentes dessas imperfeições que o médium iniciante, com a sensibilidade ampliada, passa a sentir, sem ter ainda condições de lhes oferecer resistência, o que lhe virá posteriormente com o trabalho nobre, a perseverança no bem, o estudo sério, a oração e a vigilância.  

Um dos recursos mais utilizados é procurar informar-se com os Espíritos por meio de outros médiuns, o que nem sempre é uma boa medida e não oferece segurança àquele que indaga, como explica Kardec em “O Livro dos Médiuns”, item 205.

 

 

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!