POR QUE A PSICOLOGIA E A PSIQUIATRIA NÃO LIDAM COM A REENCARNAÇÃO?

Há muito tempo os psicoterapeutas e as pessoas que acreditam na Reencarnação vem questionando o enfoque tradicional da Psicologia tradicional, sua limitação a essa vida apenas, sua visão de um “início” e um “fim”, como se não existíssemos antes, e anseiam por uma nova maneira de ver e tratar os nossos problemas e conflitos emocionais e mentais, a partir dos princípios reencarnacionistas. Agora já existe essa nova visão psicoterapêutica, não é uma nova linha da Psicologia, é uma nova Escola de Psicologia.

Essa nova psicologia, que estamos desenvolvendo, e que lida com a Reencarnação, está alinhada às concepções reencarnatórias e não vem para combater a Psicologia tradicional ou para destruí-la e, sim, para abrir as suas fronteiras, do nascimento para trás, rumo ao nosso passado transpessoal, e do desencarne para a frente, rumo às nossas encarnações futuras. É a expansão da Psicologia tradicional, dessa vida apenas, herdeira do Consciente Coletivo não reencarnacionista, originado nas concepções religiosas aqui dominantes.

O por quê da Psicologia oficial não lidar com a Reencarnação deve-se à ação do Imperador Justiniano no ano 553 d.C. de conclamar o Concílio de Constantinopla, convidando apenas os bispos não-reencarnacionistas, e decretando que Reencarnação não existe, influenciado por sua esposa Teodora, ex-cortesã, filha de um guardador de ursos do anfiteatro de Bizâncio, que para libertar-se de seu passado mandou matar antigas colegas e para não sofrer as conseqüências dessa ordem cruel em uma outra vida como preconiza a lei do Karma, empenhou-se em suprimir a magnífica Doutrina da Reencarnação. Esse Concílio não passou de um encontro que excomungou e maldisse a doutrina da preexistência da alma, com protestos do Papa Virgílio, seqüestrado e mantido prisioneiro de Justiniano por 8 anos por ter-se recusado a participar desse Concílio. Dos 165 bispos presentes, 159 eram não-reencarnacionistas, e tal fato garantiu a Justiniano os votos de que precisava para decretar que Reencarnação não existe. E assim a Igreja Católica tornou-se uma igreja não-reencarnacionista e, mais tarde, as suas dissidências levaram consigo esse dogma lá estabelecido. Com o predomínio, no Ocidente, dessas igrejas não-reencarnacionistas, criou-se no Consciente Coletivo ocidental a idéia de que Reencarnação não existe, dentro do que formou-se a Psicologia e a Psiquiatria, que também não lidam com a Reencarnação.

Isso representou um dos maiores atrasos da história da humanidade, que até hoje reflete-se, pois temos uma Psicologia e uma Psiquiatria que limitam-se apenas à vida atual, ignorando todo um material de estudo e análise, do nosso passado, escondido em nosso Inconsciente. E é aí que estamos indo, seguindo a orientação do Dr. Freud. Entrando no Inconsciente das pessoas encontra-se a Reencarnação. Isso é religião? Não, isso é pesquisa científica, isso é a emergência de uma nova Psicologia e uma nova Psiquiatria. 

Exibições: 1883

Responder esta

Respostas a este tópico

Muito boa sua colocação. E,assim como a psicologia, a parapsicologia também coloca o "nosso material mental" como fruto dos antepassados, que se colocarmos em termos de reencarnação, os nossos antepassados são, nada mais, do que nós mesmos voltando para reiniciarmos o nosso trabalho. Deixo claro: nada contra nenhuma teoria ou corrente (filosófica, científica religiosa, etc), muito pelo contrário, sou a favor de tudo que seja para ajudar ao ser humano a melhorar em todos os aspectos.

É estimulante saber que já existem profissionais, que  estão reconhecendo que as doenças tem uma profundidade muito mais ampla, do que simplesmente o aspecto físico.   

Prezado amigo voce tem razão assunto muito rico para discurtimos. Quando será que a psiquiatria  e a psicologia irão  entender de reencarnação?.   

Hoje existe a psicologia transpessoal que lida com isso.

Mesmo que o psi tenha a reencarnaçãocomo filosifia de vida, ele não pode lebvar para dentro da sala, o código de ética não permite. Mas se a reencarnação esta em nosso cs, ele deveria vir a tona atra´ves da psicanalise.

Alias, a igreja atrasou a humanidade em muitos anos, com seus interesses financeiros,politicos, e muitas outras coisas; cabe as pessoas que pensam, reverter essa dinamica ou, essa farsa criada pela igreja.

A reencarnação é a única explicação plausível para as inúmeras diferenças existente entre as pessoas.desde que se acredite na existência de um Deus justo, responsável pelas leis que regem a vida. Ela reflete a sabedoria e equilíbrio dos  mecanismos da evolução. Os sofrimentos as dificuldades e as lutas são os grandes Professores que nos ensinam a viver e a conviver. Na verdade, todos nós aqui na terra sofremos por onde erramos. Não como castigo de Deus, mas como recurso necessário ao nosso reajuste e evolução espiritual. Boa matéria Mauro, grande abraço e bom final de semana!

O psicólogo não pode? De verdade? Existe Lei maior que a Constituição Brasileira que diz que qualquer pessoa é livre para fazer o que quiser, desde que não faça mal para ninguém? O Conselho de Medicina e o Conselho de Psicologia criam leis próprias e afirmam o que pode e o que não pode... Não pode mesmo? O psicoterapeuta reencarnacionista pode. E metade dos meus alunos dos Cursos de Formação são psicólogos ou estudantes de Psicologia... Tempo de mudança de paradigma. 

Tu moras onde, Gabriel? Temos Curso de Formação em várias cidades/estados do Brasil. 

Precisamos manter a fé de que nós, a humanidade, estamos caminhando a passos de tartaruga. mas não estamos estagnados. Como diz o ditado popular: de grão em grão a galinha enche o papo. Ou ainda, para se chegar a algum lugar é necessário dar o primeiro passo. O planeta Terra caminha rumo a regeneração e a humanidade precisa ainda de algumas centenas de anos para acompanhar esse progresso.

Olá amigo, bom dia!!

Maravilhoso artigo!!

Fico feliz em saber que estamos avançando nesse sentido e que, esse atraso que a humanidade sofreu , certamente ela recuperará!!

A reencarnação é a única explicação racional para as desigualdades que se vê na vida, nenhuma outra doutrina poderia explicar tantas desigualdades e sofrimentos de que padece o homem. E muitos tem despertado para essa realidade , o que nos deixa bastante felizes! Um abraço , amigo!

Parabéns, já passou da hora de termos as mentes mais abertas para essa concepção não tão nova. Não conhecia a história do Concílio de Constantinopla. Obrigada pela informação. Um abraço  

é isso aí!

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!