Como se faz para perdoar??

 

Para que haja o perdão, é necessário que o ofendido esqueça a ofensa recebida??

Tags: Esuqecimento, Perdão, ofensa

Exibições: 2797

Responder esta

Respostas a este tópico

Amigo Aparecido...Pessoalmente, não me considero um ser magoável e melindroso...

Tb não vejo as pessoas assim, de um modo geral. Olho à minha volta, e vejo pessoas que lutam com suas dificuldades, algumas de forma consciente, outras ainda levadas de um lado para outro, movidos por suas paixões e dores...

Olhar nosso próximo com mais amor e boa vontade, faz com que a vida seja menos sombria...

Abraços!

Pois é exatamente esta a minha proposta,olho meu semelhante com carinho,por isso faço parte destas colocações,buscando aprender um pouco,e levando minhas experiências de vida,Não citei este ou aquele,,citei (NÔS),,Abraços com afeto prossigamos,,

Olá Eliane. Esse é o ponto que estou tentando colocar. Perdoar porque o outro é um idiota, não sabe o que faz, não me parece um bom caminho, perdoar deve sempre ser uma opção, mas sem que haja um prévio entendimento , sem que o outro compreenda o que fez, Não é perdoar, é ignorar um problema e deixar para lá. Eu sempre perdoo, mas desde que a pessoa compreenda o que fez.

A sim!!!! claro!! Sempre pronto a perdoar!! Esquecer o que o outro nos fez. O que o Aparecido está falando é de como não nos afetarmos pelo que os outros nos fazem, mas esse parece ser um viés da conversa, claro que nesse sentido acho que ele está certo. Mas o que pretendo combater é a idéia geral de que deve simplesmente ignorar as coisas. Se não me engano na bíblia ( a bíblia não é minha opção de informção principal) , mas gosto de algumas passagens e uma delas , é a seguinte, DESCULPE , mas não sei onde está a página certa, vou procurar - " Quando quiseres procurar ao pai, vá se entender com teu irmão primeiro" {sabe onde está?} Bom isso significa para mim: - Não há como você procurar em paz a Deus, se você não se entendeu com teu irmão ou seja, quando não houve o ato racional, de auto análise( reforma íntima, como dizem sabiamente os kardecistas sobre determinado tema) para se melhorar. Quem busca secorrigir-se , busca não errar mais se for uma pessoa honesta. Se alguém me ofende gravemente, procuro ( nem sempre consigo) não me abalar imediatamente, verifico se o outro tem razão, caso perceça que tenho razão, agurardo apenas que a pessoa compreenda, para poder voltar a amizade como era antes, neste caso , não guardo ressentimento mesmo, tem fico preocupado com novas investidas agressivas, do contrário, semrpe ficarei entendendo que o  indivíduo vai repetir a dose aí, não há mais desculpas verdadeiras.

Abração.

Exatamente este ponto,ignorar deixar pra lá, se o outro compreende ou não é problema dele,eu preservo minha integridade,,ser feliz ou ter razão,,,,

Olá Aparecido.

Entendo, você se refere a uma forma de como lidar com a ofença, concordo, acho que o caminho é esse, mas como disse para nossa anfitriã, é que combato a  idéia geral de que as desculpas devem ser desconectatas da racionalidade, do entendimento geral e honesto. Você sabem onde está na bíblia a frase " Antes de procurardes ao pai , vá primeiro se entender com teu irmão!" . Isso para mim significa: Entender-se, compreender racionalmente o que aconteceu, justificar determinado agravo, e resolvido o problema, as desculpas gerarão nova confiança. Isso não tem nada a ver com a predisposição de perdoar, até mesmo porque , um espiritualista sabe que esse é um dos principais fundamentos da evolução.

Abraço.

Caro Rafael,,esta em bem aventuranças capitulo 5;;item 6;;segue abaixo

Reconciliar é sinônimo de reatar amizade, portanto voltar à normalidade algo que era comum e agradável, principalmente quando cheio de harmonia, até porque a palavra “adversário” é uma expressão forte e que muitas vez é interpretada e aplicada somente para aqueles que causam certo desconforto com as suas presenças e dessa forma fica praticamente impossível reconciliar com quem nos causa inquietação, entretanto devemos lutar para quebrar essa barreira e ampliar o conceito de reconciliação também para o nosso lar, pois, por exemplo, a maior felicidade no lar é a harmonia entre o marido e esposa e vice-versa, incluindo filhos e demais parentes que morem sob o mesmo teto. Fica fácil vivenciar isso ao entender que o lar será feliz ou infeliz dependendo do modo de viver das pessoas que o habitam, afinal de contas um lar será feliz se houver harmonia e gratidão mútua, isto é, se houver reciprocidade de valores cristãos, os quais devem priorizar o amor em forma de caridade.

Para o casal em específico, fica a certeza de que num lar onde o coração do casal é um só, jamais haverá espaço para a infelicidade, infortúnio, tristeza, adultério ou pensamentos menos edificantes. Por isso é importante que jamais o casal vá dormir sem antes promover a reconciliação.

Religiosamente falando em "O Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo X, itens 5 e 6.” vamos encontrar o seguinte:

RECONCILIAÇÃO COM OS ADVERSÁRIOS

5. Reconciliai-vos o mais depressa possível com o vosso adversário, enquanto estais com ele a caminho, para que ele não vos entregue ao juiz, o juiz não vos entregue ao ministro da justiça e não sejais metido em prisão. – Digo-vos, em verdade, que daí não saireis, enquanto não houverdes pago o último ceitil. (S. MATEUS, 5:25 e 26.)

6. Na prática do perdão, como, em geral, na do bem, não há somente um efeito moral: há também um efeito material. A morte, como sabemos, não nos livra dos nossos inimigos; os Espíritos vingativos perseguem, muitas vezes, com seu ódio, no além-túmulo, aqueles contra os quais guardam rancor; donde decorre a falsidade do provérbio que diz: “Morto o animal, morto o veneno”, quando aplicado ao homem.

O Espírito mau espera que o outro, a quem ele quer mal, esteja preso ao seu corpo e, assim, menos livre, para mais facilmente o atormentar, ferir nos seus interesses, ou nas suas mais caras afeições. Nesse fato reside a causa da maioria dos casos de obsessão, sobretudo dos que apresentam certa gravidade, quais os de subjugação e possessão.

O obsidiado e o possesso são, pois, quase sempre vítimas de uma vingança, cujo motivo se encontra em existência anterior, e à qual o que a sofre deu lugar pelo seu proceder.

Deus o permite, para os punir do mal que a seu turno praticaram, ou, se tal não ocorreu, por haverem faltado com a indulgência e a caridade, não perdoando. Importa, conseguintemente, do ponto de vista da tranquilidade futura, que cada um repare, quanto antes, os agravos que haja causado ao seu próximo, que perdoe aos seus inimigos, a fim de que, antes que a morte lhe chegue, esteja apagado qualquer motivo de dissensão, toda causa fundada de ulterior animosidade. Por essa forma, de um inimigo encarniçado neste mundo se pode fazer um amigo no outro; pelo menos, o que assim procede põe de seu lado o bom direito e Deus não consente que aquele que perdoou sofra qualquer vingança. Quando Jesus recomenda que nos reconciliemos o mais cedo possível com o nosso adversário, não é somente objetivando apaziguar as discórdias no curso da nossa atual existência; é, principalmente, para que elas se não perpetuem nas existências futuras. Não saireis de lá, da prisão, enquanto não houverdes pago até o último centavo, isto é, enquanto não houverdes satisfeito completamente a justiça de Deus.

Habitue-se a iniciar o dia com a mente ligada no bem, através de pensamentos da oração íntima com o Criador.

Leia uma página mensageira de otimismo, capaz de produzir júbilo no teu mundo.

Reprima as observações menos dignas, as apreciações fúteis, as referências deprimentes e maliciosas.

Reconcilie-se, seja feliz agora e viva o “hoje” para ter um “amanhã” mais virtuoso.


Melhor do que perdoar é não se ofender! Não fique ofendido! Não seja melindroso!

2010-11-05 11:23

Liberar perdão é algo complicado na vida de muitos irmãos que se sentem ofendidos e não conseguem aplicar Mateus 18:15-17 em suas vidas. Uma boa dica é a do meu marido Seminarista Cláudio que diz: "Melhor do que liberar perdão é não se ofender!"  Escolha fazer a diferença neste tempo. Não se ofenda. Guarde seu coração da mágoa e do ressentimento e viva feliz e acima das ofensas e artimanhas do diabo e do seu ego. O rancor te levará a morte.  Não seja um melindroso que se ofende toda hora, nem faça um juízo errado de quem te ofendeu. Lembre-se: pode ter sido sem querer. O nosso adversário é mestre em mal-entendido e tudo que você está vendo pode não ser absolutamente nada disso. Satanás é um ilusionista. Siga esta dica! Um abraço! Daniela Fontoura

Leia mais: http://peniel-rede-itaguai.webnode.com.br/news/melhor%20do%20que%20... Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br    EU SOU ESPIRITA KARDEKISTA HA 40ANOS

Aos amigos Aparecido e Rafael.

Este é um fórum de discussão, onde colocamos a maneira como entendemos um assunto, trocamos ideias, e aprendemos uns com os outros. Não é, nem deve ser, em hipótese alguma, uma oportunidade de "fazer a cabeça de um companheiro", ou tentar modificar a opinião do outro em detrimento da minha. 

Cada um de nós tem formações diferentes...Devemos aceitar as diferenças, tentar ver o que elas nos mostram, e aceitarmos que o outro tem direito a pensar de jeito até mesmo oposto ao nosso. Todos estamos aqui para aprender. Nenhum de nós é mestre...Uma das maiores lições que Jesus nos deixou, é a humildade...Neste caso, não pretender que sua opinião prevaleça sobre a do outro.

Pelo que aprendi até hoje (emocional e intelectualmente), minha conduta segue um caminho diferente da adotada pelo Aparecido. Não acho que magoar-se por algo, é melindrar-se...Não sabemos quais as dificuldades interiores de cada um. Não temos como saber quais são os nós emocionais que a outra pessoa carrega. e, ACIMA DE TUDO, TEMOS QUE RESPEITAR E COMPREENDER, COM AMOR, SE POSSÍVEL, O NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO (EMOCIONAL/ESPIRITUAL) DE CADA UM. Jesus não julgava aqueles que ele compreendia serem ignorantes ESPIRITUALMENTE..."Pai, perdoai-lhes pois não sabem o que fazem", mas entendia que não era possível amar a um inimigo...Ensinava que o melhor caminho era procurarmos perdoar, da melhor maneira possível, pois seríamos perdoados com a medida que usássemos para perdoar...

Jesus contou, certa vez, que o Reino dos Céus é semelhante a um rei que resolveu cobrar seus servos que lhe deviam dinheiro. Chamou, então, um deles que lhe devia dez mil talentos (muito dinheiro). Mas o servo não tinha como pagar. Naquela época, era costume vender o devedor e sua família para pagar as dívidas. O rei mandou, então, que vendessem o servo, sua mulher e filhos, a fim de quitar o débito. O servo se desesperou, se ajoelhou diante do rei e disse: “Tenha paciência, eu lhe pagarei tudo o que devo!” Diante da atitude do seu servo, o rei teve pena dele e lhe perdoou toda a dívida. 

         Saindo do castelo, esse mesmo servo encontrou um homem que lhe devia cem talentos (pouco dinheiro). Segurou-o pelo pescoço, cobrando-lhe a dívida: “Paga-me o que me deves, agora!” E o homem lhe disse: “Tenha paciência, eu lhe pagarei tudo o que devo!” (destacar que foi a mesma frase que o servo havia dito ao rei) Mas o servo não perdoou a dívida do homem, como o rei havia feito com ele, e mandou que o homem ficasse preso até pagar o que devia.

         Algumas pessoas contaram ao rei o que havia acontecido. O rei, então, mandou chamar o servo, e lhe disse: “És um homem mau! Não te perdoei a dívida? Porque tu também não fizeste o mesmo com o homem que te deve? Agora vou fazer contigo o mesmo que fizeste com ele!” E mandou prender o servo até que ele pagasse a dívida.

    ---------------- Perdoar é esquecer a ofensa, é compreender que todos erramos e não desejar mal aos outros.---------

Que nós possamos aprender, uns com os outros, e tentar para a prática, em nossa vida diária, aquilo em que acreditamos...

Grande abraço!!

Minha participação visa esclarecer,,as vezes incomoda pois entendo de uma forma diferente,sem crenças cegas,sem verdades prontas, sem religião,,eu busco intender de JESUS,com profundidade,MINHAS opiniões são essas,E tenho certeza muitas pessoas estão vendo agora de uma forma diferente,,entendendo de outra forma,,E tudo que falo aqui esta no EVANGELHO,DE JESUS,,Se magoei meia duzias,peço desculpa,esta é minha opinião,sempre aberto AO SABER,,,

Claudie Lopes analise seu texto veja se é coerente,,, 

Não é uma questão de magoar, é apenas ser muito incisivo em suas posturas...

E, antes de escrever, sendo analiso o que vou colocar. Ver de uma maneira diferente é louvável. Porém louvável tb é aceitar a maneira diferente do outro ver...

Claudie, estou aqui da mesma forma que você,só visando aprender e passar minhas experiências,sem querer,disputar nada,sem rivalidades,só aberto ao saber,dizer que estou querendo fazer a cabeça,de companheiros,,como neste texto((( Não é, nem deve ser, em hipótese alguma, uma oportunidade de "fazer a cabeça de um companheiro", ou tentar modificar a opinião do outro em detrimento da minha.))) por isso disse analise seu texto,,veja este tambem,(((..."Pai, perdoai-lhes pois não sabem o que fazem", mas entendia que não era possível amar a um inimigo..)))

1. Aprendestes que foi dito: "Amareis o vosso próximo e odiareis os vossos inimigos." Eu, porém, vos digo: "Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos. - Porque, se só amardes os que vos amam, qual será a vossa recompensa? Não procedem assim também os publicanos? Se apenas os vossos irmãos saudardes, que é o que com isso fazeis mais do que os outros? Não fazem outro tanto os pagãos?" (S. MATEUS, cap. V, vv. 43 a 47.) NÃO  PERCA O SONO POR MICUINHAS,ESTAMOS NO MESMO INTUITO,,DE SUAS OPINIÕES QUE SERVE PRO MUITOS DEIXE AS MINHAS QUE SERVEM PRA OUTROS,,((((abraços))O PLANETA E  MOVIDO PELOS DIFERENTES,E PELOS IGUAIS,,,DEIXEMOS O ORGULHO DE LADO,E VAMOS EM FRENTE,,

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!