Roda com os oito símbolos auspiciosos do budismo

Quando fui ao templo do CEBB em Viamão/RS, fiquei muito curioso ao ver oito símbolos pintados e esculpidos por todo o templo e resolvi pesquisar o seu significado. A seguir você verá o significado de cada um deles.

Os oito símbolos auspiciosos

O Guarda-sol: O guarda-sol é o símbolo da dignidade real e proteção contra o calor do sol e representa proteção contra o sofrimento.

Dois peixes dourados: Os dois peixes eram originalmente um símbolo do rio Ganges e Yamuna, mas passou a representar a boa sorte em geral, para os hindus, jainistas e budistas. Dentro do budismo também simboliza que os seres vivos que praticam o darma não têm medo de se afogar no oceano de sofrimento, e podem migrar livremente (escolher seu renascimento) como um peixe na água.

A Concha: No budismo, uma concha branca representa o som do darma despertando os seres da ignorância.

A Flor de Lótus: O lótus está enraizado na lama profunda e seu caule cresce através da água turva. Mas a flor se eleva acima da sujeira e se abre ao sol, linda e perfumada. No budismo, o lótus representa a verdadeira natureza dos seres, que se levantam através do Samsara para a beleza e clareza da iluminação. Veja o significado das cores:

  • Branco: Pureza mental e espiritual
  • Vermelho: O coração, compaixão e amor
  • Azul: Sabedoria e controle dos sentidos
  • Pink: O Buda histórico
  • Roxo: Misticismo

A Bandeira da Vitória: O estandarte da vitória significa a vitória do Buda sobre o Demônio Mara e sobre o que Mara representa – a paixão, o medo da morte, o orgulho e a luxúria.

O Vaso: O vaso do tesouro está cheio de coisas preciosas e sagradas e, não importa o quanto são retiradas, ficará sempre cheio. Ele simboliza vida longa e prosperidade.

A Roda do Darma: A roda de Darma, também chamado de Dharma-chakra ou Dhamma Chakka, é um dos mais conhecidos símbolos do budismo. A roda tem oito raios e representando o Caminho Óctuplo. Segundo a tradição, a Roda do Darma foi girada pela primeira vez quando o Buda proferiu seu primeiro discurso após sua iluminação.

O Nó Infinito: O nó infinito, com suas linhas fluídas e entrelaçados em um padrão fechado, representa a origem dependente e a inter-relação de todos os fenômenos. Significa também causa e efeito da união de compaixão e sabedoria.

Referência: The Eight Auspicious Symbols of Buddhism 
Jigme Wangchuck (Leonardo Ota)

Tags: -, Budismo, Os, auspiciosos, oito, símbolos

Exibições: 903

Responder esta

Respostas a este tópico

Maravilhoso!  Muito obrigada.

Paz e Luz amiga!

Bjs

Nyl

nilza reis ribeiro de paiva melo disse:

Maravilhoso!  Muito obrigada.

Responder à discussão

RSS

© 2017   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!