Os Exilados De Sírius

Não foram apenas capelinos os exilados que aportaram na Terra e atuaram intensamente no
seu processo evolutivo.
Ramatís nos esclarece:
“Estavam instaladas no orbe terrícola as condições básicas para a influência dos Maiorais siderais e das instâncias de grau mais elevado no planejamento cósmico; e para a vinda, de outras
constelações, de espíritos mais evoluídos, que trariam conhecimentos e acompanhariam emigrados exilados, que não tinham condições morais de permanecer naquelas instâncias mais evoluídas.
Chega, então, enorme agrupamento de espíritos emigrados, que se estabelecem e formam colônia no Astral da antiga Lemúria e da Atlântida. Os sacerdotes iniciados, líderes daquelas colônias astralinas, trazem consigo o conhecimento esotérico Aumbandhã, significando a própria “Lei Maior Divina”.
Eram de grande mentalismo; dominavam, com desenvoltura rotineira, o que se designa em vosso vocabulário atual como transmutação alquímica, fluidologia e ectoplasmia curativa, materialização e desmaterialização, magnetismo e cromoterapia, desdobramentos dos corpos mediadores físico,
etérico, astral e mental; controlavam, perfeitamente, os elementais, nas suas sete gradações ou sete planos de manifestação. Esses elementais, formas energéticas neutras – não são positivos nem negativos, nem bons nem maus – eram utilizados pelos sacerdotes, magos brancos atlantes, que assim arregimentavam as forças ocultas necessárias à magia, à construção e à evolução das criaturas.
Os lemurianos e os atlantes de pele vermelha não foram procedentes do satélite de Capela, da constelação do Cocheiro;  vieram de um outro orbe, do sistema estelar de  sirius, em que o Sol é uma estrela de intenso amarelo-ouro, inigualável em sua beleza, num mesmo movimento espiritual de transmigração que trouxe os capelinos. Adoradores do Sol, irrepreensíveis magos e alquimistas, transmutavam os metais grosseiros em ouro.
Os capelinos, de cútis branca, tinham uma estrela distante, de minguados raios solares como claridade das manhãs invernais, a iluminá-los. Não por acaso, semelhantes em evolução e em conhecimentos iniciáticos aos de pele vermelha.
Esses migrados, impostos à força coercitiva animal de corpos rudes e primitivos, teriam que adaptar-se à vida selvagem, de condições climáticas inóspitas e perigosas da Terra de então.
Latentes, em sua memória astral, todos os conhecimento e realizações adquiridos anteriormente, contribuiriam para a evolução dos espíritos hominais terrícolas. Por intercessão de espíritos superiores e amorosos, que os acompanharam nessa migração,e por deliberação dos engenheiros siderais, permitiu-se a formação dessa raça vermelha em vosso orbe.
Da amálgama dessas duas raças provenientes de outras paragens do Cosmo, enxotadas do Éden remoto, após os cataclismas que afundaram as civilizações lemuriana e atlante, obrigando-as à migração, constitui-se em solo brasileiro o tronco indígena Tupi, mais avermelhado, e de outro lado do oceano o tronco dos Árias, um misto dessas duas raças-mãe, cujos descendentes foram os celtas, os latinos e os gregos.
A sua pele avermelhada, que originalmente fazia parte da configuração perispiritual dos emigrados, se fez presente quando da reencarnação daqueles exilados. Desventuradamente, deixaram-se levar pela ambição desmesurada e pela magia negra, quando utilizaram todos os conhecimentos iniciáticos milenares gananciosamente, em proveito próprio e para o mal.
Muitos espíritos daqueles antigos lemurianos e atlantes da raça vermelha, que eram exímios curadores, e que em vidas passadas foram alquimistas a serviço das organizações trevosas e dos magos negros e que muito manipularam os elementais da natureza, estão reecarnados e comprometidos com o desiderativo curativo dos semelhantes dos dois lados da vida”.

Chama Crística - Ramatís - Norberto Peixoto - Editora do Conhecimento

1 Sendo um deles o próprio Ramatís.
2 Os atlantes de pele vermelha foram a sub-raça dos toltecas, que formaram, 
entre outras, as nações pele-vermelhas da América do Norte e os incas originais. 
Sua espiritualidade e avançada organização social são ecos de um conhecimento 
longínquo (Notas do Redator).

Exibições: 1060

Responder esta

Respostas a este tópico

Amo esse livro!

1. Até onde podemos aceitar as revelações de Ramatis sem fazer ponderações? Esta entidade faz muitas revelações prolixas, que dão a idéia de serem inexatas. Segundo ele, já deveríamos estar com uma outra geografia planetária, após os cataclismos apocalípticos que deveriam ter acontecido no final do século passado.

2. Outrossim, também é duvidoso que exista vida mais evoluída que a nossa no planeta Marte, como ele sustenta.  Pela antropogênese, verifica-se não haver absoluta certeza de que Espíritos oriundos da Terra ou de qualquer outro esquema evolutivo do sistema solar possam evoluir em exoplanetas.

3. Cada mundo exprime a energia de seu Logos, assim como uma escultura identifica seu autor e uma pintura o pintor. Evoluir fora de um sistema solar implicaria sofrer a influência da energia de outro Logos. À feição da fé racionada, devemos considerar se isto é possível antes de atingirmos um nível de consciência acima das limitações humanas.   

4. A Terra tem a sua própria humanidade, projetada a partir do Pensamento do Logos do Sistema Solar e sob Seu reflexo ela se desenvolve. São, ao todo, dez esquemas de evolução, sete em atividade, entre os quais a Terra.

5. Tem-se como certo que nosso esquema recebeu o aporte de entidades provenientes de outras esferas. Mas, de onde mesmo?  Creio que níveis abaixo do búdico seja muito difícil, se não impossível, desenvolver-se sob outro paradigma de evolução, isto é, sob a direção do Logos de outro sistema. Creio que há de se considerar com cuidado esta idéia.

6. Consta que há uma Loja em Sírius fazendo parte da nossa comunidade estelar, que recebe Iniciados de 1° grau da Terra. O sistema solar, porém, possui seus próprios planetas sintetizadores, como sejam: Júpiter, Saturno e Urano, para onde acorre a nata da sua evolução:

7. Ainda não temos uma comprovação da teoria do Comandante Edgard Armond sobre os presuntivos "exilados de Capella". Emmanuel, sempre ponderado, refere-se a ela de forma superficial, em 'A Caminho da Luz', citando que num orbe da quarta órbita da estrela Capella houve uma 'seleção espiritual', e que os Espíritos reprovados foram encaminhados a outras esferas. Mas, não assegura nada.

8. Capella é um sistema binário formado por duas estrelas gigantes amarelas, parecidas com o Sol, orbitando a 113 milhões de quilômetros uma da outra. Em torno de qual delas giraria o tal planeta?  

9. Sabe-se esotericamente que a Terra recebeu imigrantes interplanetários.  Moisés fala na Gênese dos "filhos dos deuses" que casaram com as filhas dos homens e com elas tiveram filhos. De onde vieram eles?

10. Segundo a Doutrina Secreta aqui estiveram, percorrendo o plano evolutivo,  os produtos mais adiantados da Cadeia Lunar, a terceira do nosso esquema, que teve a Lua como planeta físico. Sucedendo-se a ela, a Terra é o planeta mais denso da quarta Cadeia, constituída por três planetas físicos, dois astrais e dois mentais. O Espiritismo refere-se superficialmente a "globos fluídicos", sem fazer distinção.

12. A Teosofia ensina que aqui vieram também, logo após a separação dos sexos,  os Senhores de Vênus, que constituíram a Hierarquia e projetaram sobre os seres humanos recém individualizados o poderoso influxo das suas mentes, dotando-os de atividade mental, e fazendo adiantar com isso  a nossa evolução.

13. Vênus possui a humanidade mais adiantada do sistema solar. O apoio dos Senhores da Chama, como são conhecidos ocultamente, foi um ato voluntário de solidariedade e, ao mesmo tempo, um grande sacrifício para eles, servindo também ao propósito de suas evoluções. Por não exigir mudança de paradigma evolutivo, considerando-se que todos os habitantes do sistema solar são fragmentos da Vida Una do Logos, esta teoria parece mais condizente com as leis cósmicas da criação.

14. Salvo melhor juízo.

 

/ 0 \

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!