Qual sua visão sobre o ABORTO ? Ele é justificável em alguma situação ? Afinal, quando se pode considerar o início da vida ? Na concepção, após alguns meses de gravidez, depois do nascimento ? Qual a visão das religiões, da filosofia e da ciência ? Uma vez que muitas mulheres procuram clínicas e quase chegam a óbito, seria melhor legalizar ? Qual a sua opinião em particular ?

Tags: aborto, feto

Exibições: 5747

Responder esta

Respostas a este tópico

Como tudo que diz respeito ao ser humano está sujeito à subjetividade de cada um, do modo como encara a vida e o mundo, suas experiências pessoais, etc., procuro sempre me posicionar, perante qualquer fato polêmico, no lugar da parte mais afetada.

No caso em questão, do ABORTO, como em qualquer caso, existem dois lados: o da mulher - geratriz da vida em seu colo; e o do feto em desenvolvimento em seu íntimo, fruto da união de um gameta masculino (não podemos esquecer da participação do homem nesta história, por menor que seja !), com um gameta feminino.

Posto isto, qual é o lado mais afetado, ou prejudicado nesta questão???

Do lado da mulher, muito já foi dito em defesa do ato, como: condição financeira; incompreensão dos pais, dos amigos, da sociedade; abandono do parceiro; etc... 

Do lado do feto, restaria a perspectiva de uma nova vida, plena de oportunidades, interrompida abruptamente pelo ato abortivo.

Ainda aqui, a escolha do lado mais prejudicado segue o postulado da subjetividade...

Assim, escolhendo, eu, o lado do feto expulso do ventre materno, colocando-me em seu lugar, certamente não poderia ser a favor do aborto, pois estaria sendo-me negado uma oportunidade única de progresso espiritual, de resgate de dívidas passadas, quer seja numa existência dura, difícil, complicada, ou não !

CONCORDO ALTAIR!VALEU!

 

     O aborto é um crime contra o espírito reencarnante. Só deve ser aconselhável em caso de risco de vida da mãe. Creio que todas as religiões são contra. A ciência acha natural a mãe, muitas vezes sozinha, decidir o destino de uma criança que ela aceitou como filha, juntamente com o pai.

     A vida começa a partir da concepção e implantação do embrião no útero. Sou contra a legalização de um atentado a vida. Quem lê a literatura de André Luis, através de Chico Xavier, sabe muito bem suas consequências tanto para o filho como para a mãe.

Estou adorando o bate papo, tá dez !!!!!

 

Mas trago uma questão....ao invés de ficarmos  discutindo em conceitos sobre o que "é certo" e/ou o "que é errado"....ou.....o que a doutrina A, B ou C prega sobre os casos de desequilíbrio  e solidão da alma (que são itens que provocam "tais" escolhas acima citadas), porque não trazemos aqui exemplos de como "amparar", e como proceder (com o melhor do nosso coração), com os irmãos do caminho que tropeçaram em suas próprias dúvidas ? É muito fácil abrir um livro de "receitas" e dizer o que faz "desandar" um bolo, mas é muito difícil ter pessoas que queiram "meter" a mão na massa e oferecer  um novo rumo para aqueles que esqueceram o próprio sabor pela vida. 

Conheço muitas pessoas que já tentaram o suicídio por não terem o amparo carinhoso de corações benevolentes que pudessem ajudá-las em suas culpas íntimas.

 

Não sejam tão radicais em conceitos....!!!!! Lembrem-se que muitos já nos socorreram  em casos muitos difíceis de desequilíbrio em nossa moralidade.

 

Entre o certo e o errado, entre aprovar ou desaprovar, escolham ser fraternos.

 

Beijos nos corações!!!!

Olá, Paula. Respondo à você para lhe dizer que você não está sozinha em sua posição. Eu mesma já postei, aqui mesmo neste fórum, minha opinião favorável à descriminalização do aborto. Ainda que eu considere ser um erro a interrupção de uma nova vida, não acredito que este ato deva ser julgado pelo homens e sim pela coerência e naturalidade da justiça divina. Existem motivos e motivos e não cabe à nossa limitada coerência ou conhecimento JULGAR. É muito fácil julgar sem estar vivendo a situação, os conflitos. Desta forma, liberar os meios seguros para que as mulheres tenham esta opção sem por em risco suas vidas, é uma questão de justiça social. O espírito que reencarna terá outra oportunidade, basta que não se crie vínculos de CULPA pois é a culpa que a cultura judaico-cristão nos impos , que faz com que criemos elos desnecessários à nossa evolução. Sinta-se acompanhada por mim e por uma boa parte de espíritas que pensam como nós. Abs

Marta, resposta coesa, vc que é DEZ.

ABRAÇOS FRATERNOS,

Beijos de Luzes.

obrigada Sandra por compartilhar da mesma posição que eu. Na minha concepção, a decisão cabe somente à mulher pois é no ventre dela que se dará o desenvolvimento da nova vida (ou não). Muito se fala da participação dos homens na concepção, é claro, mas quem vai ser criminalizada (inclusive perante julgamentos dos demais) será a mulher e já que não temos como impedir que muitas mulheres corram riscos tentando fazer abortos clandestinos, que o sistema de saúde público façam este procedimento de forma mais segura, não é mesmo? obrigada pelo apoio.

Beijos.

A minha opinião é que sendo espiritualista , acho que nada em nossa vida é por acaso , existe sim a lei do retorno e se você engravida em qualquer situação de sua vida, deve sim pensar muito antes de realizar um aborto , pois não sabemos quem é esse ser que vêm para nós como resgate , esse é minhja opinão , beijos á todos!
Aborto .... sou totalmente contra pois nenhum de nós tem o poder de interromper uma vida, um ser que escolheu vir que já tem um carma a cumprir
Concordo com vc Maria de Lourdes, emiti minha opinião ontem e várias pessoas confundiam a ser material com o espiritual e seus compromissos assumidos.Calei-me.Parabéns, Minha bisa-avó, sabia que estava correndoperigo de vida, mas mesmo assim amparada pela Justiça Terrena, deu luz a minha avó e partiu.Cumpriu sua missão.Sou advogada e sou contra as hipóteses que possuem alegados quando é permitido o aborto.Como sabemos que é lei dos legisladores de diversas religiões, então nem criminilista sou, mas de Família.Fraternos Abraçoss
Não deve ser fácil para quem decide pelo aborto...
Espiritualmente sou contra, mas na verdade poucos se entregam à Sabedoria Divina – quem faz uso de camisinhas, pílulas, ou qualquer controle de natalidade também está intervindo, maaaass eu acho que não poria no mundo um filho fruto de estupro, não seria capaz de ter filho de um homem que não amo.

Por outro lado me pergunto, esse ser abortado, não estaria recebendo uma reação passada, karma?
Não deve ser fácil para quem decide pelo aborto...
Espiritualmente sou contra, mas na verdade poucos se entregam à Sabedoria Divina – quem faz uso de camisinhas, pílulas, ou qualquer controle de natalidade também está intervindo, maaaass eu acho que não poria no mundo um filho fruto de estupro, não seria capaz de ter filho de um homem que não amo.

Por outro lado me pergunto, esse ser abortado, não estaria recebendo uma reação passada, karma?

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!