Qual sua visão sobre o ABORTO ? Ele é justificável em alguma situação ? Afinal, quando se pode considerar o início da vida ? Na concepção, após alguns meses de gravidez, depois do nascimento ? Qual a visão das religiões, da filosofia e da ciência ? Uma vez que muitas mulheres procuram clínicas e quase chegam a óbito, seria melhor legalizar ? Qual a sua opinião em particular ?

Tags: aborto, feto

Exibições: 5649

Responder esta

Respostas a este tópico

Em quais circunstâncias poderíamos aprovar o arbítrio de matar uma criança?

Quando matar um ser vivo não é matar? O embrião humano está vivo!

Por favor, antes de cogitar qualquer situação em que o aborto possa ser justificado, responda a essa pergunta:  o embrião humano é um ser humano?

Um tema difícil. Só quero dizer uma coisa para todos refletirem sobre isso:

Eu foi gerado através de um estupro e minha mãe, uma costureira pobre de 17 anos quis me abortar, so que o pastor a convenceu de não fazê-lo. Após o nascimento ela me deu para ser adotado.

Agradeço mil vezes por não ser abortado!!!!!!!!!! Agradeço por poder viver e excercer o que preciso excercer!!!!!!!

CRIME QUE EM ALGUNS PAÍSES TEM PASSADO IMPUNE, LAMENTO QUE SE PERMITA MATAR UMA VIDA, PORQUE É DE UMA VIDA QUE SE TRATA.

Para mim crime,um absurdo no mundo em que vivemos com vários métodos de se evitar, acredito na vida no momento da concepção e em relação a um estupro a de se pensar em toda situação com muita cautela...

bem, como acredito em reencarnação e entendo  que nessa vida não existe acaso, enfim... mesmo se tratando de um estupro, a gravidez é sim um estado de graça por estar em vias de fazer com que um espirito chegue a terra e tenha  a oportunidade de aqui habitar e assim evoluir, então  a vida deve ser preservada e a mãe ....por que não  procurar entender que tudo tem uma razão de ser e abraçar o filho com amor?

As vezes opinamos sobre fatos e não pensamos na totalidade da situação, como uma pessoa que acredita que todos temos o direito a nascer, crescer e evoluir sou contra, mas sei que devo me calar  diante de uma jovem que sofreu agressões e que a gravidez é fruto de tal ato, deve ser muito difícil você ter sentimentos tão conflitantes em sua mente, pois sabemos que estar grávida é um momento feliz, qdo é planejado, ou mesmo qdo é fruto de uma relação de carinho, de amor, contudo imaginando o oposto, deve ser muito difícil...... 

Acho que a questão não é se o embriãop é um ser humano, mas se tem uma ente humana querendo encarnar e ter-se preparado faz tempo para isso.

Olá Idê, no meu caso, os pais que me adotaram não puderam ter filhos próprios. Isso é um fato. A nacionalidade dos pais biológicos (alemã e eslavo) foram as mesmas que os pais adotivos. Terceiro fato: Quando consegui ficar em mis próprias pernas os pais adotivos se retiraram para o mundo espiritual. Não é algo assim uma coisa incrível? Já imaginou se tivesse sido abortado?

Henrique, boa noite emuito prazer em iniciar nossas conversações neste ano de 2013.

Sou espírita , adepta do Kardecismo, desde os meus 17 anos eoje, com 50 anos, compreendo que toda a origem da vida dá-se, não só na concepção, mas também, através do planejamento Reencarnatório, conforme todos os relatos que vários autores e palestrantes de elevado conhecimento teórico e moral, nos transmitem.

Porém, como sou da área da saúde e já atendi inúmeras mulheres, jovens e até mais maduras, que praticaram o aborto clandestinamente e que por infortúnio, foram parar nas UTIs e depois, conheceram a morte abreviada por este ato de abordo sem qualquer prestação de socorro legalizado pelo Estado e suas leis,( que não contemplam ainda, as questões relativas á mulher e aos menos favorecidos da sociedade), sou a favor do aborto legalizado, realizado em condições dignas, dentro de ambiente técnico, hospitalar e realizado por pessoal profissional capacitado e habilitado para este procedimento, altamente invasivo, doloroso e acompanhado por uma imensa carga empocional. Além disso, também penso que estas mulheres deveriam ter acompánhamento social e psicológico, pois a maioria absoluta, não têm condições financeiras e  estão em abondono afetivo, ou seja, seus parceiros, porque não se concebe sozinha, estão sempre distantes, fazendo com que estas mulheres sintam-se à margem, não só desta sociedade brasileira- ainda machista e preconceituosa, mas de todos os acessos legais, a que todo ser humano teria direito.  Não podemos esquecer que todas as mulheres socialmente favorecidas, sempre fizeram seus abortos particulares e até  em hospitais de primeira linha, sem qualquer constrangimento - portanto, apenas as mulheres pobres e desfavorecidas desta sociedade  é que procuram meios obscuros para o aborto e despois, vão para o SUS, quando sua situação é de risco e vulnerabilidade. Portanto, não legalizar o aborto, para mim, é continuar a fechar os olhos para uma triste e cruel realidade do Brasil.  Como dizia Jesus  " Não julgueis", mas deixai ao seu Paido Céu, que a tudo vê, o julgamento - afinal, se todas as mulheres que praticaram o aborto tivessem que ser acompanhadas pelo homens que contribuíram para o fato, teríamos imensas surpresas!!!

Até breve!

Paz a todos e um bom 2013!

concordo com vc, axo q uma gravidez de um estupro nada mais é do que uma provaçao. Mas por outro lado ,nao consigo imaginar tamanha dor de carregar um fruto de um estupro.

com certeza! E admiro muito a minha mãe biológica ter conseguido agüentar essa provação, e isso sem ser espiritualista.

Sou totalmente contra o aborto é uma situação dificil que acontece principalmente quando ocorre um estrupo,não temos direito de tirar a vida de ninguém,mas no caso de estrupo acho que a propria mãe deveria,entregar para uma pessoa responsavél para adoção.

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!