Qual sua visão sobre o ABORTO ? Ele é justificável em alguma situação ? Afinal, quando se pode considerar o início da vida ? Na concepção, após alguns meses de gravidez, depois do nascimento ? Qual a visão das religiões, da filosofia e da ciência ? Uma vez que muitas mulheres procuram clínicas e quase chegam a óbito, seria melhor legalizar ? Qual a sua opinião em particular ?

Tags: aborto, feto

Exibições: 5649

Responder esta

Respostas a este tópico

Muitas vezes criticamos muito a este respeito, em certas partes concordo com o "Marcos", nem sempre as casas de adoção é um ambiente adequado, pois muitos "lares e abrigos" as crianças sofrem maus tratos. Presenciei isso ao relato de minha mae, pois ela é Assistente Social, e trabalhou algum tempo no CREAS de uma cidade, e la as crianças falavam sobre os maus tratos do seu "lar de adoção", é logico que nao posso julgar todos os abrigos temporários.

As crianças muitas vezes sao as mais prejudicadas em certos lares e abrigos, pois nem todas elas tem a sorte de encontrar um abrigo digno e até mesmo nao conseguem encontrar padrastros bonss para os mesmos.

As pessoas tem que tomar consiencia que o seu semelhante é tambem seu irmao. Mesmo nao tendo consanguinidade todos nos somos um. O nosso governo deveria criar uma demanda (sistema) mais justa em relação a adoção, pois o sistema de adoção é muito falho. Mas meu lado espiritual, ainda é contra o aborto, pois prejudica a vida de um ser em evolução. Os Fins não justificam os meios. As pessoas tem que se cuidar, previnir; as pessoas devem ter responsabilidade para assumir seus atos, pois já são grandes o suficiente para saberem distinguir o que é certo e o que é errado. Tirar uma vida inocente por pura imprudência humana é um ato inquestionável!. vale ressaltar isso. Abraços ;)

Pessoal, parabéns ! A discussão está de alto nível !!!

Como conhecedores da Doutrina Espírita, sabemos que cada individuo tem seu plano reencarnatório, não cabe a nós condenar ou não as atitudes dos irmãos, estupradores e mães que por inúmeros motivos pagam por um aborto ilegal. Acredito que todos passam por provas, expiações e livre arbitrio, temos que parar, para pensar se com o aborto legalizado mais mulheres não irão prevenir-se para ficar grávida e depois informar que não tem condições e fazer o aborto legalizado, ou mesmo em caso de estupro se isso não aumentaria mais este distúrbio.

Como alguns colegas já informaram é um assunto muito delicado de que só quem vive na situação sabe dizer realmente o que faria, no meu ponto de vista deve ser trabalhado antes de ser legalizado estamos falando de seres humanos independente da situação.

Da mesma forma como respondi no fórum sobre "As Drogas...", penso que o Livre-Arbítrio não se discute, isto é, qualquer um é livre para fazer o que quiser, bom ou mau, devendo arcar, sempre, com as conseqüências dos seus atos, tanto em nível social, quanto moral, contudo, o que se discute é a Liberdade Individual, que termina onde começa o Direito do Próximo, é assim que funciona uma sociedade organizada e civilizada.O "DIREITO À VIDA" é um direito ('pétreo', isto é, não pode ser revogado!) garantido pela Constituição, não só do Brasil, mas de todos os países civilizados do mundo! Por isso é de se estranhar que alguns deles adotem a Pena de Morte, ou tenham liberado o Aborto. A partir do momento da concepção, sabemos que inicia-se o processo de formação do corpo orgânico humano, ou seja, o 'Milagre da Vida' deu partida, independente de ter, ou não, um Espírito a ele ligado, neste momento!

Concordo com o Marcos, pois muitas vezes o meio social onde vive define a construção do carater da pessoa. Mas ai vem a pergunta, como pode outros viverem no mesmo ambiente e nao fazerem as mesmas coisas? Essas outras pessoas tiveram um contato com a cultura de outras pessoas e assim, as mesmas define o que é bom pra si(se enfatizaram no modo de vida do outro). A maior parte das maes que ja fizeram abortos, sofrem de um preconceito sobre tal. São muitos os fatores determinantes que levaram as mesmas para cometer tal ato.

Alguns países adotam a pena de morte em certos "crimes" considerados barbaros, mas mesmo as pessoas cometendo tal ato, não podemos julgar se as mesmas devem viver ou morrer. Infelizmente nao podemos de uma certa forma obrigar uma pessoa a fazer isso. as pessoas estao deixando muito de "Ser" para "Ter". Mas ainda ressalto novamente de que, Tirar uma vida inocente por pura imprudência humana é um ato inquestionável! As pessoas devem ter responsabilidade para assumir seus atos, pois já são grandes o suficiente para saberem distinguir o que é certo e o que é errado!!!

Abraços

Obrigada pelo convite no seu grupo.

Eu sou contra o Aborto, á não ser nos casos necessários da Lei.

A mãe sofrerá mais tardes ficando com marcas profundas em seu corpo e espírito e o ser que esta para reencarnar também sofrerá por ter escolhido aquela família para sua missão de vida.

Como espirita eu sou contra. Como humano eu sou contra. Se podemos matar um ser humano dentro de uma barriga, poderíamos também matar outro fora da barriga. Em caso de estupros ou crianças com defeitos, anomalias, síndromes a mesma coisa. São seres humanos e não podem ser mortos. As crianças geradas por estupro não tem culpa de ser geradas por estupro e tem direito a vida como qualquer outra. As mulheres que quiserem ir a clinicas clandestinas matar seus filhos e correr o risco de morrer...bom, a opção e delas e as contas e consequencias de seus atos são de responsabilidade delas. Tanto com a espiritualidade, quanto com o psicologico, com a lei, com a propria saude.

 

Olá a todos,

 

Eu entendo que um ser HUMANO e um ser HUMANO dentro ou fora de uma barriga! Fecundou , juntou ovulo e sêmen, ja tem vida, já é um HUMANO e já está nos planos da espiritualidade!

 

Estar dentro de uma barriga e ser pequenino não o faz menos humano que eu ou qualquer outro. Ou pode-se matar humanos ou não! Sou contra mas entendo que muitas pessoas tem dificuldades quanto a isso, passam por problemas, que é dificil...

Enfim...fiquem com Deus

Bem agradeço!! muito a minha mãe que me deu esta oportunidade! quando sozinha se viu pressionda para isto! desistiu e foi a luta sozinha para me criar! hoje somos as melhores amigas e ela sabe a importância dela na minha vida e eu na vida dela!!! Não preciso dizer mais nada!! poderia não vir agora mais tive a oportunidade!!! Não ao Aborto!!! com certeza...

 

Mas se a pessoa e enganada o homem mente ser estéril e um louco vc descobre tudo dele e pratica o aborto o que fazer para ser perdoada ???

Querida Rosmeri,

Acho que o primeiro passo para ser perdoada é se perdoar e não voltar a praticar o erro, abviamente. Depois, passar a VALORIZAR A VIDA que, como disse o Chico no filme As Mães de Chico X.: ''A vida é um bem supremo, nada é mais importante do que ela''.

Eu acredito que sim mesmo! A vida é um bem supremo mesmo. 

Mas bom, a feto que já foi abortado...já foi, não é possível retroceder esse fato isolado em si!

Então, voltando a falar em ''valorizar a vida'', -  valorizar a vida entendendo o erro - , que a culpa também é da pessoa que praticou o aborto.(mesmo tendo sido enganada, a ideia de ser esteril não permite deixar de se prevenir. E outra minha querida, isso e papo de homem que quer transar sem camisinha) Todos nós erramos mas a partir do momento que temos a consciência do erro, comete-lo novamente COMPLICA.

Continuando minha ideia...

Libertando-se da culpa, tomando todos os cuidados para que outra gravidez indesejada não ocorra... a pessoa pode já deu o primeiro passinho para trabalhar em prol da vida. Como dar mais passos nessa valorização? Ajudando pessoas carentes, fazendo feliz crianças em hospitais de cancer, trabalhar caridosamente em asilos. Tudo isso são praticas de VALORIZAR A VIDA. Devem ser feitas com AMOR e sem esperar reconhecimento dos outros aqui entre nos. A caridade não ostensiva. 

 

Com certeza esse conjunto de ações, se feito de coração, com o intuito de melhorar o próximo e a própria pessoa em si, será visto pela espiritualidade MAIOR é contara pontos positivos na balança DAS VIDAS.

 

Acredito que TODOS nos ainda estamos pagando dividas do passado, e ainda vamos pagar outras dividas em vidas futuras. A maioria de nós! :)

 

Então muito importante e não deixar a culpa tomar conta, não voltar a praticar, trabalhar a favor da vida e ser feliz com responsabilidade. 

 

Conseguir trabalhar os problemas que afligem essa vida, tentando contorna-los e buscando a felicidade honesta é muito importante.... 

 

Ficar esperta para não cair nessas armadilhas desses ''bando de safados'' que jogam esse papinho de ''sou esteril'' também se faz necessario. Como eu disse(ou tentei dizer), fora a gravidez indesejada ou não planejada, temos as doenças.(como a Marta disse acima)

 

Entendo por fim que a pessoa citada acima na sua pergunta já está tentando se perdoar, ser perdoada mas...precisa andar junto com Deus, buscar equilíbrio emocional(se estiver abalada)...

 

o processo da ''evolução'' de ter feito esse aborto já começou...só não pode ser abater e parar no meio da recuperação.

 

Palavras chave: valorizar a vida :))

 

Fique com Deus sempre!

 

 

''Se aceitarmos que uma mãe mate seu filho dentro do próprio ventre, como poderemos dizer ás pessoas que não matem umas ás outras''  -  Madre Tereza de Calcutá.

Bom, isso é obvio. SE for ''normal'' a vista das novas gerações a não consequência de seus atos principalmente em relação a vida humana, principalmente aquela que não pode se defender, o caminho LOGICO e INEVITAL da sociedade e o caos total. Entendo que estaríamos meio que caminhando para um mundo primitivo novamente.

 

Todos sabem da dificuldade de se ter um filho inesperadamente, filho de um carnaval, uma balada, uma camisinha furada ou um estupro. É COMPLICADO PRA CARAMBA. Mas se a lei der brecha para uma situação, acaba - em minha opinião - dando brecha para outras. E daqui a pouco vamos ver em todas as partes diversos grupos unidos tentando descriminalizar o que acham que devem por ser uma dificuldade especifica para eles, assim como a gravidez e aborto e muito mais dificil para as mulheres quando a barriga começa a crescer.

 

E para evitar isso existe milhões de postos de distribuição de preservativos e ainda outros métodos contraceptivos  gratuitos. Até o ser mais ignorante e menos descapacitado do planeta, ser humano esse que depois pode vir a querer praticar o aborto,  SABE QUE TRANSAR SEM SEGURANÇA PODE GERAR GRAVIDEZ. No geral a questão do aborto está mais para os irresponsáveis sexuais do que para os casos de estupro.

 

Nesse caso minha querida, a escolha de se arriscar ou de escolher qualquer coisa e da pessoa que pratica o sexo sem segurança. A escolha de abortar não é não! Temos as pessoas sem condições de decidir qualquer coisa...sim, temos...mas se uma pessoa não está apta a escolher fazer sexo ou não, não será ela que decidira fazer o aborto. Entra na questão dos loucos com invalidade mental. Isso ai é outra coisa.

 

Se formos falar em lei para tentar amenizar o problema, legalizar o aborto seria de fato legalizar o assassinato de pessoas indefesas. E como qualquer ser sabe q importância de se preservar...gerou o filho... de continuidade a gestação e.... entregue-o para a adoção. Ou então..deixe-o na porta de qualquer casa. Na porta de um hospital(todos esses são crimes também mas a diferença e que esses dão margem para a vitoria da vida). Se a pessoa não quer um filho, tudo bem. Mas não é preciso mata-lo! Aguente 9 meses, tenha-o e deixe-o num lugar onde alguem pode acha-lo, bem alimentado e coberto. Na hora do prazer todo mundo e ''bamba', não hora que vem o filho indesejado, nem pai nem mãe são '' samba''.

 

A vida começa na concepção(o plano espiritual em minha compreensão destina uma alma a uma concepção/ato sexual onde esteja ocorrendo a ovulação e a fertilidade masculina se encontra, do contrario, a espiritualidade não deposita possibilidades onde não há. Se o casal está prevenido, ali aindanão vai ser destinado um reencarne. Me corrijam amigos estudados da codificação se eu estiver errado quanto a minha forma de interpretar). Quando a espiritualidade, lá com seu sistema de retorno, decide que alguém deve voltar em tal barriga, ali já começa a ligação fluidica do espirito no ato sexual. Essa ligação vai aumentando durante a gestação e termina de fato no momento onde a criança e tirada do ventre e da aquele choro-berro.

Então espiritualmente falando, já é um ser humano no ato da concepção.

Bom, isso não temos como saber pois, pensando assim a pilula do dia seguinte pode ser um ''aborto espiritual'', como defendem alguns espiritas e espiritualistas.

 

Mas a partir do momento que junta-se ovulo e espermatozoide(já comecou à ser humano) e gruda na parede do utero(já é humano).

 

De forma alguma EU quero que pessoas que tenham praticado o aborto me levem a mal. Como eu disse acima, em minha opinião estamos aqui para nos ajustar mesmo. Se alguem aqui no post TODO já passou por essa dificuldade, por favor, não se sintam agredidos por mim. Mas vida é vida e por ela temos que lutar. Inclusive pelas boas condições nas vidas das pessoas para que elas não precisem cometer esse delito.

 

Fiquem todos vcs com Deus (e eu tb)

 

Abraço a todos

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Henrique.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço

Free counters!